Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Servidores devem se preocupar com a preparação física

Servidores devem se preocupar com a preparação física

Para servidores da área de Segurança, manter uma boa forma física é fundamental para o bom desempenho das atividades

Servidores de diversas áreas,
sobretudo da Segurança Pública, precisam ter
o cuidado de manter a forma física para
o bom desenvolvimento de duas atividades

 

Parece clichê dizer que atividades físicas são importantes para a saúde de todos. Para aquele servidor que atua na área de Segurança Pública, manter uma rotina de exercícios é de extrema importância, tendo em vista o cotidiano de trabalho desses profissionais e a exigência no trabalho. Além disso, um grande erro dos servidores públicos, em geral, é achar que apenas servidores da área de segurança precisam se preocupar com isso.

De acordo com o que acredita o professor e mentor em treinamento de alta performance Ademir de Deus, a prática de atividade física regular ajuda os servidores a fugirem, de certa forma, dos problemas causados pelo “estilo de vida moderno”, que, com a rotina maior de trabalho, causa diversos problemas de saúde, bem como ansiedades, incertezas e depressão.

Segundo ele, a prática de atividade física regular traz inúmeros benefícios: aumento do bom colesterol, redução da pressão arterial, aumento do gasto calórico - tanto pela própria demanda que o esforço físico promove quanto pela maior facilidade de penetração da glicose nas células e ocorrendo, desta forma, uma menor quantidade desta na corrente sanguínea e possibilitando um controle mais eficiente do diabetes tipo II e uma maior eficiência nas funções gastrointestinais.

Em especial os servidores que atuam nas instituições que fazem parte da Segurança Pública são muito exigidos fisicamente e psicologicamente. Estar bem condicionado fisicamente torna-se um requisito fundamental para a execução da atividade-fim desses servidores, como acredita o consultor de preparação física, Elon Junior.

“Um servidor da segurança pública sem condicionamento físico pode colocar uma operação ou até sua própria vida em risco. Tanto em relação a possíveis complicações de saúde que podem surgir quando este servidor estiver em atuação quanto a deixar de exercer suas funções por desgaste excessivo pela falta de condicionamento”, afirmou Elon.

Bombeiros precisam estar muito bom condicionados
fisicamente para desenvover suas atribuições diárias

 

Exigência é maior para área de Segurança

Contrastando a isso, já é rotina ver policiais, guardas ou até mesmo bombeiros na rua sem nenhum condicionamento físico e bem acima do peso ideal para a profissão. Isso passa por uma série de fatores sociais e econômicos de cada servidor.

Segundo Ademir, embora saiba-se da importância da atividade física devido aos seus inúmeros benefícios, infelizmente o modelo social não propicia, para a maioria dos cidadãos brasileiros - inclusive para os concursados - tempo e dinheiro para se exercitarem e se nutrirem adequadamente, muito por conta das triplas jornadas de trabalho, baixos salários e horas desperdiçadas no trânsito.

“Podemos constatar estas informações com base nos inúmeros reprovados nos testes físicos. Ou seja, mesmo sabendo da importância para a saúde e para a aprovação no concurso muitos ficam reprovados (em alguns concursos a porcentagem chega a 45%)”, completou.

Para reverter essa situação, Elon acredita que as próprias instituições já perceberam esse problema e começaram a realizar projetos com metas a serem atingidas para redução do peso, prática constante de atividade física, entre outros.

“Já existe um engajamento para reverter essa realidade e os servidores mais novos já entram com uma visão diferente sobre essa importância. Temos muitos servidores que praticam suas atividades e levam isso como estilo de vida”, indagou.

Essa visão da importância da atividade física passa por toda uma formação cultural. Com o crescente número de confrontos entre policiais e traficantes, cresce também o número de vítimas, muitas por não estarem preparadas fisicamente para um confronto. Por isso, é de fundamental importância levar a sério a prática de exercícios físicos.

Para isso, exercícios com um trabalho cardiorrespiratório por meio de uma corrida, força em academia ou mesmo com barra, paralela ou flexões são fundamentais para ajudar o servidor a desempenhar suas funções.

Carteiros e garis também devem manter a forma

Há quem pense que apenas servidores da área de Segurança precisam se preparar com uma rotina de exercícios físicos. Outros servidores como garis e carteiros também precisam se ater ao convívio com atividades físicas, muito por conta das condições climáticas e jornada de trabalho dos profissionais, principalmente por trabalharem nas ruas.

Praticar exercício físico deve ser uma preocupação de todas as carreiras porque os benefícios de atividade influenciam em nossa vida de maneira geral. Manter uma rotina saudável ajuda, ainda, aos servidores melhorarem sua saúde mental com ganho de autoestima e autoconhecimento.

Com isso, Ademir aconselha que os servidores em geral mantenham uma rotina com exercícios de musculação e atividade aeróbica como bicicleta, esteira e caminhada.

Às atividades físicas trazem para o servidor um controle mais eficaz do peso corporal evitando, por seu turno, os diversos tipos de obesidade, perda de massa óssea e muscular ocorrida com o avanço da idade, prevenção de fraturas e de lesões articulares e ligamentares, como indica o mentor em treinamento Ademir de Deus.

“Ocorre, também, um aumento na produção de endorfina, responsável por uma sensação de prazer, e um aumento na produção de testosterona acarretando, por conseguinte, um aumento na libido (apetite sexual, autoestima, confiança)”, declarou.

Somando a isso, conforme acredita o consultor em preparação física Elon Junior, praticar exercício físico estimula o sistema imunológico, ajuda a prevenir a obesidade, dá mais disposição física para o servidor realizar seus afazeres no dia a dia e ainda ajuda a regular o sono, dentre outros benefícios que a prática regular de exercício físico pode proporcionar.

Na 3ª idade, atividade física é vital

Segundo a Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, uma das respostas do organismo à prática da atividade física é fazer você acreditar e manter esta crença de que você pode mais. A atividade física é uma das melhores maneiras, se não for a melhor, de evitar os efeitos da perda de memória em decorrência do envelhecimento.

Para Ademir de Deus, a prática de atividade física bem orientada, concomitantemente amparada com a alimentação, proporciona um aumento na produção de endorfina (responsável por uma sensação de prazer) e um aumento na produção de testosterona acarretando, por conseguinte, um aumento na libido.

Complementando esse raciocínio, Elon Junior afirma que a prática regular de exercício físico nessa fase da vida é primordial, mantém a mente ativa, diminui os riscos de depressão, reduz a perda cognitiva, aumenta a sensação de bem-estar.

“Hoje, no Brasil, existem 14 milhões de pessoas com diagnósticos de diabetes tipo II e há uma previsão de mais sete milhões que possuem a doença, mas ainda nem sabem. Por isso, faço a recomendação para procurarem os profissionais que estão diretamente relacionados com a saúde e performance: professor de educação física, nutricionistas e médicos”, aconselhou.



Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações