Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Qualidade de vida para o servidor na terceira idade 

Qualidade de vida para o servidor na terceira idade 

Esta semana, Antonio Batist entrevista a médica geriatra Roberta França, membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia

A médica geriatra Roberta França é a entrevistada
de Antonio Batist no programa Servidor + desta semana

 

A longevidade é um dos grandes desafios do terceiro milênio. No Brasil, a expectativa de vida aumentou mais de 30 anos. A estimativa para 2020 é que a população idosa possa exceder os 30 milhões. Com certeza, muitos estarão ainda na ativa no serviço público. 

Servidor, saiba como turbinar seu cérebro

Entenda a importância do compliance no serviço público

Para falar sobre o assunto, Antonio Batist recebe, no programa Servidor + desta semana, a médica geriatra Roberta França, membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Além de todos os fatores que envolvem a qualidade de vida, no serviço publico, conforme lembrou Batist, há ainda o chamado abono permanência, gratificação paga para o servidor continuar na ativa. Mas como lidar com as questões da produtividade diante da longevidade?

 

 

"Pessoas muito ativas não têm vontade de parar de trabalhar, principalmente os homens. Mas encontrar um equilíbrio é o mais importante", ressaltou Roberta França, frisando que na terceira idade o corpo naturalmente começa a exigir determinados cuidados. "É preciso trabalhar sim, mas com tempo para o lazer e férias, fundamentais momentos de pausa para manter o servidor saudável."

Durante o programa, Batist e Roberta França ainda falam sobre a importância da atividade física — que ajuda na melhora cognitiva e previne doenças neurodegenerativas — e dos cuidados com a alimentação e o sono. 

Assista abaixo ao programa Servidor + desta semana:

 

 







Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários