Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Cobrapol discute demandas dos policiais civis em congresso nacional

Presidente do Cobrapol busca interlocução com congressistas para viabilizar tratamento diferenciado para policiais na reforma da Previdência

André Luiz Gutierrez defende a
valorização dos policiais civis (Foto: Cobrapol )

 

Em âmbito nacional, representantes dos profissionais da área de Segurança se unem para cobrar melhores condições para a categoria. No último sábado, dia 26, foi realizado o Congresso Extraordinário da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), em Brasília (DF), com a participação de várias entidades representativas os agentes públicos de segurança.

O objetivo do encontro foi debater temas e pautas prioritárias para os policiais civis. Uma das principais está relacionada às discussões sobre a reforma da Previdência. 

'O setor público ainda está longe de oferecer acessibilidade aos servidores'

A participação de servidores em congressos e eventos de capacitação

As entidades que participaram do evento defendem a posição de que, assim como os militares, os policiais civis exercem uma atividade que os coloca constantemente em risco quanto à sua saúde e integridade física. 

Daí a necessidade de buscar, junto ao governo, regras que proporcionem um tratamento, no texto da reforma, diferenciado e condizente com o dia a dia dos policiais.

No Congresso Extraordinário da Cobracol, também foram discutidos temas como o Projeto de Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil, o ciclo completo de polícia e unificação das polícias.

 

 

A Cobrapol pretende, já a partir de fevereiro, buscar interlocução com deputados e senadores, em Brasília. O objetivo é construir uma base de apoio à categoria entre os parlamentares, com o intuito de viabilizar o tratamento diferenciado na reforma da Previdência e o andamento de projetos de lei de interesse dos policiais civis. 

“Tanto o Cobrajur, promovido na última sexta-feira, como o Congresso que será encerrado hoje, realizados com representantes das entidades filiadas de todo país, ocorrem num momento fundamental para que possamos defender nossas justas reivindicações e as inadiáveis mudanças que precisam ser feitas no modelo de segurança pública nacional, de modo que seja mais eficiente na defesa da sociedade, e isso passa, necessariamente, pela valorização de nossos trabalhadores policiais civis e pelo resgate e fortalecimento de nossa instituição, a Polícia Civil”, disse o o presidente da Cobrapol, André Luiz Gutierrez.

 







Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações