Como estudar para a 1ª fase do Exame da Ordem?

Luara Zanon, advogada e professora de Direito Civil, deu dicas para os estudantes que estão se preparando para realizar o Exame da OAB.

10/09/2020 10:15 | Atualizado: 10/09/2020 14:08

Por: Marcos Leandro

10/09/2020 10:15 | Atualizado: 10/09/2020 14:08 - Por: Marcos Leandro

Não é nenhuma novidade que o estudante de Direito que quer exercer a advocacia precisa ser aprovado no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). No entanto, o caminho até a aprovação pode ser um pouco complicado. 

Dividida em duas fases, a prova tem um alto grau de dificuldade devido a quantidade de matérias que são cobradas (1ª fase), além da exigência técnica para elaboração de petição em áreas específicas do Direito (2ª fase).

enlightened  Veja como funciona o Exame da OAB

Se você está se preparando para realizar o exame, mas ainda tem dúvidas sobre o modelo da avaliação, quando é o melhor momento para fazer e como começar a estudar de forma eficiente, fique calmo que você vai conferir todas essas respostas nesta matéria.

Em conversa com à Folha OAB, Luara Zanon - advogada, professora de Direito Civil e analista de conteúdo da Escola Brasileira de Direito (Ebradi) - contou sobre a experiência dela com a prova e deu algumas dicas para os futuros advogados.

Como estudar para a 1ª fase do Exame da OAB? 
(Foto: Pixabay)

 

Quando fazer o exame?

Como é possível realizar o Exame da Ordem a partir do último ano da graduação, Luara conta que fez quando estava no 9º período. Segundo ela, é melhor fazer o quanto antes.

"Uma dica que eu deixo para todo mundo: prestar o Exame da OAB antes de se formar. [Você] entrou no 9º semestre - como já é possível fazer a prova nesse período da faculdade, pois é o último ano - já faz o mais rápido possível", comenta. 

Ela explica que deixar para o final da faculdade pode acabar complicando a vida do estudante. "Depois vem TCC, vem horas complementares que algumas faculdades exigem, então a melhor coisa é você se livrar logo da prova".

A advogado pontua que, para quem quer exercer a advocacia, a prova "é inevitável, vai ter que enfrentar uma hora ou outra". E para quem ficar com receio para fazer o exame: “vai com medo mesmo”, brinca.

Uma questão que pode acontecer com quem faz o exame cedo é não ter tido algumas matérias na faculdade. A advogada conta que, no seu caso, não tinha tido Direito Ambiental e não tinha base de Ética, que é disciplina com maior número de questões.

Para contornar isso, ela começou a estudar e compartilha que conseguiu aprender sozinha os conteúdos que ainda não tinha visto na faculdade.

enlightened Como fazer um planejamento de estudos para OAB?

Existem diferenças das provas da faculdade para o exame da OAB?

O Exame da Ordem é baseado em assuntos e conteúdos de Direito que são aprendidos durante a graduação. Mas será que é possível estudar para a OAB da mesma forma que você estudar para as provas da faculdade?

A professora explica que há uma diferença entre essas avaliações. “A FGV (organizadora do exame) sempre cobra matérias da mesma forma, o que é diferente das provas da faculdade [em que cada professor tem uma maneira de cobrar]".

Segundo Luara Zanon, a Fundação Getulio Vargas tem um modelo tradicional de cobrar as matérias, por isso é importante estudar as provas anteriores e observar o estilo da banca.

Veja também: 

Qual é a disciplina com melhor rendimento na 1ª fase da OAB?

Ela pontua que o jeito que as questões são cobradas pela FGV é sempre igual, com a mesma estrutura e o mesmo número de alternativas - no caso das questões objetivas. Isso é diferente da faculdade, em que, geralmente, não há padronização das provas.

Uma característica que a advogado chama atenção é o enunciado das questões da organizadora que, de acordo com ela, é formado por casos práticos.

"Muito difícil cair voltado para a teoria. Tem todo um formato da prova e dificilmente isso vai ser mudado, pois é o jeito da FGV cobrar as questões da OAB", completa.

Para perceber essas características, a dica que ela deixa é pegar as provas anteriores e resolver, observando as semelhanças entre elas. “O aluno que chegar lá achando que vai ser uma prova da graduação está bem equivocado, porque é bem diferente e tem um estilo próprio de ser cobrado do aluno”, frisa. 

 

Quer uma preparação exclusiva para OAB?

Botão com link para assinatura

 

Como começar estudar para a 1ª fase OAB?

“Você tem que fazer questão”, afirma a professora. Claro que, para isso, é preciso estudar os conteúdos para ter base. No entanto, ela reforça a importância da prática como preparação para o dia da prova. 

“Você só vai conseguir passar na prova se você treinar muito, resolver muitas questões. Quando você chegar no dia do exame, você não vai sofrer impacto, porque você já treinou tanto antes,  já resolveu tantas questões, que aquelas 80 questões são mais algumas questões das tantas que você já fez”

Em relação à organização dos estudos, ela aconselha que o aluno foque nas disciplinas que tem maior afinidade, além de Ética que tem maior peso dentro do exame. A professora explica que bater a cabeça em conteúdos que você já tem muita dificuldade não é uma boa estratégia.

Tem dificuldades para planejar e organizar os estudos? Folha OAB pode te ajudar, confira no fim dessa matéria!

Outra coisa é começar os estudos com antecedência. "Não adianta estudar no dia da prova, tem que estudar antes". Ela conta que, no dia da 1ª fase, é só ir realizar o exame, esperar o resultado e já começar os estudos para a 2ª fase

Diferente de um concurso público, em que há competição com outras pessoas por uma vaga, “o Exame da Ordem é você com você mesmo". Por isso, Luara reforça a importância do autoconhecimento, para saber quais são "suas dificuldades, suas deficiências e seus pontos positivos".

Confira:13 exercícios para ter mais inteligência emocional

Para passar na 1ª fase é preciso alcançar 40 pontos, porém a professora aconselha que você não vá para o exame esperando tirar o limite para ser aprovado, para depois não ficar dependendo de anulações para passar.

powered by Typeform

Luara Zanon também conta o "segredo do sucesso" para a aprovação na OAB: "sentar e estudar". "Não adianta só pedir para Deus, falar ‘vamos lá, eu preciso passar’, se você não fizer sua parte". 

E ela completa dizendo que "mais do que ser otimista e estar preparado psicologicamente, você tem que fazer a sua parte: estudar e se sentir seguro para chegar lá e conquistar a sua aprovação".

Por fim, ela deseja "boa sorte para todo mundo que está nesse caminho [em busca da carteira da Ordem]. Porque eu sei o quanto é difícil, eu passei por essa pressão também".

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Tudo sobre a prova da OAB você encontra aqui!

Veja como funciona a prova da OAB, para que serve e todas as principais informações a respeito do Exame.

ImagemSaiba mais