Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

O que é concurso público? Descubra em 13 passos como funcionam as seleções

O que é concurso público? Descubra em 13 passos como funcionam as seleções

Você sabe o que falta para o concurso dos seus sonhos ser aberto? Entende como funcionam os preparativos das seleções e a caminhada até a sonhada posse? Se a sua resposta foi não, essa matéria é para você. Em 13 passos, você saberá todas as etapas de um concurso público.

Se você quer saber como estudar para um concurso público, você precisa entender primeiro como todo o processo funciona. Você sabe o que é um concurso público? É um processo seletivo para conquistar uma vaga em um cargo público, claro.

Mas você sabe quanto falta para o concurso dos seus sonhos ser aberto? Entende como funcionam os preparativos das seleções e a caminhada até a sonhada posse?
 
Se a sua resposta foi "não", essa matéria é para você. Em 13 passos, você saberá todas as etapas de um concurso público, podendo enfim descobrir em que fase está o seu (ou se falta muito tempo para ele sair).

Os 13 passos de um concurso público





 
1º passo - Aposentadorias ou falecimentos geram vacâncias
O primeiro passo para um concurso acontecer é a abertura de vagas. Como no serviço público municipal, estadual ou federa, as aposentadorias são rotineiras, sempre há déficit de pessoal - dados do IBGE mostram que os servidores públicos representam pouco mais de 10% da população economicamente ativa do país. 
 
Entretanto, as seleções costumam ser abertas quando a falta de servidores começa a impactar no serviço daquele órgão. Alguns deles, principalmente tribunais, realizam certames periódicos para sempre ter um cadastro de reserva que irá suprir as vacâncias. Contudo, na maioria dos casos, um concurso é aberto quando a situação de pessoal está insustentável.
 
 
2º passo - Identificação das vagas
Com as vacâncias atrapalhando o dia a dia do órgão público, o passo seguinte é a identificação das necessidades. Essa etapa é marcada por estudos internos com o objetivo de identificar carências por cargos e unidades. 
 
O concurso, então, vai começando a tomar forma. Vale destacar que, muitas vezes, essa fase é a mais demorada, já que o órgão público demora para fazer esses estudos. Órgãos ou empresas públicas nacionais, que precisam averiguar a situação em várias unidades do país, levam mais tempo nessa etapa.
 
 
3º passo - Pedido das vagas a órgão superior
Geralmente quem deseja abrir concurso público precisa pedir autorização a um órgão superior. Na União, as unidades do Poder Executivo solicitam as vagas ao Ministério do Planejamento. Nos estados e municípios as autorizações costumam ser dadas pelas secretarias de planejamento e gestão (Seplags) ou de administração (SMA). 
 
Órgãos dos poderes Legislativo e Judiciário têm trâmite diferente, pois contam com certa autonomia. Mesmo assim, alguns tribunais, do Poder Judiciário, dependem de aval do Conselho da Justiça Federal (CJF). Solicitar as vagas, portanto, é passo fundamental para a abertura de um concurso público. 
 
 
4º passo - Autorização das vagas
Quando o órgão não tem independência orçamentária (maioria dos casos), a autorização das vagas é a confirmação de que a seleção irá acontecer. No caso de órgãos do Poder Executivo Federal, o aval vem com a recomendação de divulgação do edital em até seis meses, prazo tradicionalmente encurtado. 
 
Nos estados e municípios, logo após a autorização o edital costuma ser divulgado. Se o seu concurso está nessa fase, fique atento, pois em breve você precisará estar pronto para ser aprovado.
 
5º passo - Elaboração da minuta do edital
Conhecida como termo de referência ou projeto básico, a minuta do edital de um concurso nada mais é do que um documento com várias informações da seleção. Esses dados são apresentados para que as organizadoras interessadas em ficarem à frente do certame possam apresentar as suas propostas. 
 
A minuta do edital é elaborada para dar início a uma licitação, seja ela pregão eletrônico (menor preço), por técnica e preço ou convite, entre outras. Mesmo em caso de dispensa de licitação, os órgãos elaboram esse documento para guiar os preparativos do edital.
 
 
6º passo - Escolha da organizadora
Vencendo uma licitação ou sendo escolhida por dispensa, a escolha da organizadora é etapa crucial na preparação de um concurso e na rotina de quem estuda. Com essa escolha, os milhares de candidatos já podem guiar os estudos sabendo o perfil de prova que irá encarar. 
 
A definição da banca significa também pouco tempo de estudos, já que, logo após isso, o edital costuma ser divulgado. Para o órgão, a escolha da organizadora significa proximidade de abertura do certame.
 
7º passo - Elaboração do edital
Tão logo defina a organizadora e assine contrato com ela, o órgão público e a instituição escolhida se reunirão para elaborar o edital. Essa fase dura, normalmente, menos de um mês, pois a minuta do edital, preparada antes, é a base para o documento definitivo. 
 


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações