Concursos PM e PC-RJ: mil policiais serão convocados até final de maio - Folha Dirigida
Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concursos PM e PC-RJ: mil policiais serão convocados até final de maio

Concursos PM e PC-RJ: mil policiais serão convocados até final de maio

De acordo com o secretário de segurança pública, Richard Nunes, 1.100 policiais militares e 96 papiloscopistas serão convocados até final de maio.

A convocação de aprovados nos concursos Polícia Militar e Civil do Rio de Janeiro está cada vez mais próxima! De acordo com o secretário de Segurança Pública, general Richard Nunes, o governo deve convocar 1.100 policiais militares e 96 papiloscopistas até o final de maio. A informação foi compartilhada pela deputada estadual Martha Rocha em sua página do Facebook, após encontro com o Nunes nesta sexta-feira, 11.
 

O grande entrave era a regularização dos salários dos servidores. O que já foi feito no dia 24 de abril, com o pagamento da última parcela do 13º. No entanto, o governo pretende retomar, a partir do dia 16 de maio, a aplicação do Regime Adicional de Serviço (RAS), que regulamenta as horas extras por funcionários da Segurança.
 
Em entrevista à rádio CBN, o general Nunes disse que, após a retomada desse serviço, o próximo passo será a convocação de aprovados nos concursos PM e PC-RJ.
 
“O pagamento dos salários atrasados foi uma etapa vencida. Depois do início do RAS, a próxima etapa, já acordada com o governo do estado, é a chamada de cerca de 1.100 policiais militares do concurso de 2014 e 96 papiloscopistas do concurso da Polícia Civil também daquela época. Temos ainda outros pedidos numa prioridade que vamos efetivar na medida em que avancemos nessas contratações”, detalhou o secretário de segurança.

Processo de convocação já está na Casa Civil

A boa notícia é que o processo para nomear os candidatos já está tramitando na Secretaria de Estado de Casa Civil e Desenvolvimento Econômico desde o dia 2 de maio. De acordo com informações do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sindpol-RJ), o processo encontra-se em análise jurídica.
 
FOLHA DIRIGIDA adiantou que o secretário de segurança pública do Rio de Janeiro, general Richard Nunes, tinha encaminhado o processo para nomeação dos 96 papiloscopistas e convocações de aprovados no concurso Polícia Militar-RJ à Casa Civil.
 
Proposta chega à Casa Civil no dia 2 de maio
 

Aprovados nos concursos comemoram possível convocação

Após longa espera, a representante dos 96 papiloscopistas aprovados, Carolina Pagy, comemora a possível nomeação. “Já tivemos várias promessas ao longo desses quase dois anos (nos formamos pela Acadepol em Junho/2016). Mas, dessa vez com a quitação de todo o salário do funcionalismo público, estamos confiantes que a nomeação ocorrerá”, constatou.
 
Os 96 papiloscopistas já realizaram o curso de formação na Academia de Polícia Civil (Acadepol). Com isso, após a nomeação ser publicada, eles já começarão a exercer suas atribuições. O que será positivo para corporação e segurança do Rio de Janeiro, tendo em vista o déficit de agentes.
 
“A lei prevê 700 cargos de papiloscopista policial. Mas atualmente só há 240 profissionais na ativa. O déficit é gigantesco e o maior prejudicado é a população do estado. Como já estamos formados, assim que sair a nomeação começaremos a trabalhar imediatamente”, disse Carolina.
A comissão de aprovados no concurso PM-RJ 2014 também luta para que as convocações ocorram. O representante dos candidatos, Alex Medeiros, contou à FOLHA DIRIGIDA que participa de recorrentes reuniões com na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.
 
Aprovados no concurso PM-RJ ainda passarão pelo 
Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP)
(Foto:Divulgação)
 
Em um dos encontros, foi transmitido que após o presidente da Alerj se encontrar com o governador Pezão, uma nova audiência seria marcada para informar o cronograma das chamadas dos concursados. No entanto, isso ainda não aconteceu.
 
Ao todo, 4 mil aprovados no concurso PM-RJ aguardam as convocações para ingresso no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) desde 2014.

‘Chamada de aprovados é prioridade da intervenção federal’

De acordo com o chefe de Gabinete da Intervenção, Mauro Sinott, o aumento do efetivo em órgãos de Segurança será prioridade na gestão do interventor federal, general Braga Netto. A informação foi dada em entrevista coletiva realizada no dia 27 de fevereiro.

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações