Concurso TRT-SP: sai resultado final para técnicos e analistas

TRT-SP divulga resultado final do concurso com 320 vagas para técnicos e analistas judiciários.

O resultado final do concurso com 320 vagas para o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP) foi publicado. As pontuações definitivas dos candidatos a técnico e analista judiciário saíram no Diário da Justiça Eletrônico de sexta-feira, 8.

As notas estão divididas em três listas: a de ampla concorrência, a de concorrentes negros e das pessoas com deficiência. Veja abaixo:

Para chegar ao resultado final, o TRT-SP divulgou as respostas aos recursos contra a prova de capacidade física e da verificação da veracidade da autodeclaração dos candidatos negros. Elas estão disponíveis para consulta no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), banca organizadora do concurso. 

Para que os primeiros colocados sejam convocados para posse é preciso que o concurso seja homologado. 

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o secretário de gestão de pessoas do TRT-SP adiantou que a seleção será homologada ainda em 2019. Eduardo Antonio Engholm Cardoso também confirmou que as convocações ocorrerão “assim que homologado o resultado final do concurso, respeitada a disponibilidade orçamentária”.

TRT-SP realizou concurso para níveis médio e superior
(Foto: Mateus Carvalho)

 

O objetivo do tribunal é preencher todos os cargos que estiverem vagos durante a validade do concurso que será de dois anos, podendo dobrar.

“A ideia é prover o maior número possível de cargos. Claro que isso depende das condições orçamentárias, que nem sempre dependem da vontade do Tribunal”, garantiu o diretor.

TRT-SP tem 328 cargos vagos de técnicos e analistas

De acordo com levantamento publicado em janeiro, o TRT de São Paulo apresenta 328 cargos vagos. Desse quantitativo, 194 são técnicos (nível médio) e 134 de analistas judiciários (nível superior). A expectativa é que o tribunal consiga preencher as vacâncias com os aprovados no concurso.

Somente para técnico judiciário da área administrativo foram 2.945 aprovados. O cargo exigiu apenas o ensino médio completo. “O que foi previsto é um número mínimo de aprovados para cada cargo para que não haja risco de faltar candidatos aprovados no concurso conforme existam vagas a serem providas”, explicou Eduardo Engholm.

O diretor de Gestão de Pessoas do tribunal identificou quais cargos possuem maior necessidade de reposição. Veja a ordem abaixo:

  • 1º lugar: Técnico judiciário – área administrativa; 
  • 2º lugar: Analista Judiciário – Área Judiciária, Oficial de Justiça Avaliador Federal;
  • 3º lugar: Analista Judiciário – Área Judiciária;
  • 4º lugar: Técnico Judiciário – Especialidade Segurança;
  • 5º lugar: Analista Judiciário – Área Administrativa.

O órgão tem o costume de chamar muitos aprovados em cadastro de reserva. Somente no último concurso TRT-SP, realizado em 2012, foram convocados 1.639 aprovados. Desses, 399 candidatos não tomaram posse por desistência ou por que perderam o prazo para exercício. Na ocasião, o edital trouxe a oferta inicial de 329 vagas.  

Concurso TRT-SP teve mais de 160 mil inscritos

O concurso para o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, com atuação em São Paulo, ofereceu 320 vagas para técnicos e analistas. Para se candidatar foi preciso ter nível médio ou superior, a depender do cargo escolhido. As remunerações chegam a R$12.742,12.

concurso TRT-SP registrou, no total, 161.453 inscrições. As provas objetivas e discursivas do concurso TRT-SP foram realizadas no dia 22 de julho de 2018, na cidade de São Paulo. Os concorrentes a técnico judiciário tiveram que responder a 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos Específicos.

Já para analista foram cobradas 70 perguntas, das quais 30 de Conhecimentos Básicos e 40 de Específicos. A prova discursiva foi composta por uma redação para todos os cargos. 

No vídeo abaixo, descubra se cadastro de reserva gera convocações em concursos:



Comentários