Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso UFF: novo reitor quer contratações a partir de abril

Concurso UFF: novo reitor quer contratações a partir de abril

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o novo reitor da UFF disse que as primeiras contratações de aprovados devem ocorrer em abril de 2019.

Nesta quinta-feira, 6, ocorre a cerimônia de posse do professor Antônio Cláudio da Nóbrega como novo reitor da Universidade Federal Fluminense. Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, ele falou sobre o novo concurso para técnicos administrativos, previsão de contratações e valorização dos servidores durante sua gestão.

Para Nóbrega, as primeiras convocações de aprovados no concurso UFF devem ocorrer a partir de abril de 2019. Ele acredita que as chamadas aconteçam imediatamente após a homologação do resultado final.

“A expectativa é que consigamos convocar os primeiros após a homologação. Isso pode acontecer dias depois do resultado do concurso. Espero que em abril a gente já consiga chamar as pessoas”, disse o professor em entrevista na quarta, 5.

O concurso para área de apoio da UFF oferece 190 vagas para cargos dos níveis médio, técnico e superior. De acordo com o novo reitor, todos os aprovados para as oportunidades imediatas serão chamados de uma única vez, depois da homologação.  

 

Novo reitor da UFF (Foto: Bruna Somma)
Antônio Cláudio da Nóbrega foi eleito reitor da UFF como 51% dos votos
(Foto: Bruna Somma)

 

“Nós temos sempre o objetivo de trabalhar com a homologação e convocação imediatas. Às vezes, se cria um período de ansiedade, mas a própria lei exige os períodos de recurso e verificação da deficiência. Tudo isso demora e aumenta a ansiedade. O que nós fazemos é uma força tarefa para atender os prazos mínimos e convocar as pessoas imediatamente”.

O professor disse estar ansioso pela chegada dos novos servidores para contribuir com a crescimento da instituição de ensino do Rio de Janeiro.

“A expectativa é a melhor possível. A universidade funciona com as pessoas e os servidores técnicos administrativos têm papel central. Temos a expectativa de contratar pessoas que estejam motivadas e empolgadas por trabalhar em uma universidade federal a serviço da sociedade. Aqui ele não é empregado, aqui ele é ator”.

Reitor afirma que cadastro de reserva será utilizado

O Decreto 6.944 determina que além das vagas imediatas, a universidade forme cadastro de reserva com outros 552 aprovados. Ele poderá ser utilizado durante o prazo de validade do concurso, de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. Antônio Cláudio da Nóbrega garantiu que os excedentes serão chamados de acordo com a necessidade da UFF

“Nós sempre homologamos o máximo de aprovados possível. Tão logo ocorram vacâncias, vamos chamando. Se alguém se aposentar e abrir vaga, vamos chamar alguém para preencher imediatamente”, garantiu o reitor que passou em primeiro lugar no concurso para instituição.

Atualmente, a instituição de ensino só está autorizada a preencher cargos vagos por aposentadorias. Os concursos são feitos, basicamente, para reposição de pessoal. Com a Reforma da Previdência, o novo reitor da UFF acredita que mais pessoas possam se aposentar. O que geraria mais vagas para aprovados no concurso.

“Com a Reforma da Previdência, as pessoas se assustam e tem um aumento no número de aposentadorias. Imagino que tenha impacto nas pessoas que se aposentem”, disse Nóbrega que não soube precisar um quantitativo previsto de vacâncias por aposentadorias na universidade.

O destaque do concurso UFF é o cargo de assistente em administração, que exige nível médio completo e experiência de um ano na área administrativa. Somente para essa carreira, serão 99 aprovados, sendo 84 para o campus de Niterói, cinco para o de Angra dos Reis, cinco para o de Campos dos Goytacazes e cinco para Santo Antônio de Pádua.

UFF realiza novo concurso para técnicos administrativos
(Foto: Bruna Somma)

 

Nesse caso, os servidores poderão desfrutar de remuneração de R$2.904,96, incluindo o auxílio-alimentação de R$458. O reitor da universidade afirmou que esse cargo é o de maior necessidade de reposição de pessoal. Os aprovados poderão trabalhar em diferentes áreas.

“Isso tem a ver com uma política de alocação. Depois de aprovado, ele passa por uma avaliação de competência e habilidades para adequar seus desejos com o da instituição”, assegurou Nóbrega.

Conteúdo das provas sairá na abertura das inscrições

O edital do concurso para técnicos administrativos da UFF foi publicado no dia 13 de novembro. Desde então, o conteúdo programático das provas objetivas – marcadas para março – ainda não foi divulgado.

FOLHA DIRIGIDA questionou o novo reitor da instituição sobre essa demora. Ele disse que o conteúdo é elaborado de forma sigilosa e que depende da mobilização da banca examinadora. A boa notícia é que os candidatos podem estudar com base no concurso anterior, realizado em 2017.

“As pessoas podem tomar como base o concurso anterior. Ele não será radicalmente diferente, talvez com pequenas alterações. A intenção é divulgar o conteúdo das provas, no máximo, no início das inscrições”.

Curso para concurso UFF 2018

Os cadastros serão aceitos de 17 de janeiro até o dia 11 de fevereiro, pelo site da Coseac, banca organizadora. Primeiro, será necessário preencher o formulário com todos os dados solicitados. Depois, imprimir o boleto e pagar a taxa de R$130 para cargos dos níveis médio e médio/técnico e R$180 para superior. 

Sobre a abertura de novos concursos em sua gestão, Antônio Cláudio disse que precisa ter autorização do governo. “Mas, a perspectiva é fazer tão logo tenhamos condições”. Veja outros assuntos da entrevista com Nóbrega:

enlightened Valorização do servidor

Outro tópico abordado na entrevista foi a valorização do servidor. Para o reitor da UFF, os técnicos administrativos são fundamentais para o funcionamento da universidade. Há poucas semanas, foi implantado o Programa de Qualificação Institucional (PQI) com o objetivo de valorizar os profissionais.

Com esse projeto, foram abertas vagas de mestrado e doutorado específicas para os técnicos da UFF. Para Nóbrega, é importante que os servidores devolvam essa competência ampliada para o funcionamento da instituição.

“Fora a questão legal, nós temos uma série de ações internas de valorização do servidor. A primeira, e talvez mais importante, é oferecer as condições para que eles sejam atores e responsáveis, a linha de frente da administração. Isso se dá se maneira concreta e não apenas em palavras”.

Dos sete pró-reitores da nova gestão da UFF, quatro são técnicos administrativos.  

enlightenedAcessibilidade

Com 27 anos de vida acadêmica, Antônio Cláudio teve um percalço ao ser assaltado no Rio de Janeiro, em 1999. Cerca de 11 disparos atingiram seu carro e um deles chegou na medula espinhal, deixando-o tetraplégico.

Agora cadeirante, o reitor não se deixou abater e pretende adotar medidas de acessibilidade na UFF. “Qualquer tomada de decisão em pró-reitoria ou domínio da universidade deve levar em consideração a acessibilidade e também sustentabilidade. Temos também um projeto arquitetônico de todos os campi da universidade para adaptações”.

De Nóbrega para leitores da FOLHA DIRIGIDA:

“É uma satisfação enorme poder trabalhar na UFF. Primeiro, porque é uma universidade pública, inclusiva e pujante no ponto de vista da produção de conhecimento. É muito estimulante você ser servidor em um local que forma muita gente, que inclui muita gente que não teve acesso à universidade federal. Segundo, porque tem uma oportunidade de crescimento próprio. O grau de comprometimento dessas pessoas com a universidade é mais que uma obrigação, é uma grande oportunidade de desenvolvimento do individuo. Venha que trabalhar na UFF é muito bom”. 



ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR



Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações