Provas do concurso TRT-SP registram 55 mil faltosos

As provas objetivas e discursivas do concurso para ingresso no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo tiveram 34% de abstenção.

Dos 162 mil inscritos no concurso TRT-SP, 55.543 faltaram à aplicação dos exames objetivos e discursivos no domingo, 22 de julho. Isso representa 34,22% de abstenção, apurada pelos coordenadores responsáveis nos locais de prova. Tal quantitativo foi transmitido à FOLHA DIRIGIDA pela Assessoria de Imprensa do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.  

Na parte da manhã, foi a vez dos 92 mil inscritos aos cargos de técnico judiciário (nível médio) realizarem os exames. Os outros 69 mil concorrentes a analista (de nível superior) foram submetidos às provas no turno da tarde. Confira abaixo o quantitativo de presente e faltosos em cada situação:

Cargos de técnico judiciário - aplicação no turno da manhã:

⇒ 92.989 inscritos 
⇒ 59.723 (64,23%) presentes 
⇒ 33.266 (35,77%) ausentes 

Cargos de analista judiciário - aplicação no turno da tarde:

⇒ 69.351 inscritos 
⇒ 47.074 (67,88%) presentes 
⇒ 22.277 (32,12%) ausentes 

Recursos contra gabaritos vão até esta quarta, 25

Os gabaritos e cadernos de questões das provas do concurso TRT-SP foram divulgados na segunda-feira, 23 de julho, pelo site da Fundação Carlos Chagas (FCC) – banca organizadora da seleção. Quem for contra as respostas fornecidas poderá entrar com recurso somente até esta quarta, 25.

Para isso, é necessário preencher formulário específico pelo portal da FCC. Os pedidos de recursos serão analisados e o resultado preliminar das provas objetivas e de redação será divulgado no dia 11 de setembro. Já o resultado final do concurso TRT-SP está previsto para o dia 22 de outubro.

Não sabe como elaborar um recurso coeso para banca? Assista ao vídeo abaixo: 

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Provas do concurso TRT-SP tiveram questões gerais e objetivas

Durante 4h30, os concorrentes a técnico tiveram que responder a 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos Específicos. Enquanto para analista, foram cobradas 70 perguntas, das quais 30 de Conhecimentos Básicos e 40 de Específicos. A prova discursiva foi composta por uma redação para todos os cargos.

Para técnico judiciário, em todas as especialidades, será habilitado quem obtiver total de pontos igual ou superior a 200. Já para analista judiciário, em todas as áreas, a pontuação mínima para classificação é igual ou superior a 240.

No mesmo dia das provas objetivas, os candidatos também tiveram que elaborar um texto dissertativo argumentativo. Mas, nem todas as redações serão corrigidas, apenas daqueles que tiverem as melhores classificações.

Para técnico administrativo, por exemplo, dos 85.131 inscritos, serão corrigidas as redações dos 3 mil candidatos com melhores pontuações nas provas objetivas. Já para analista da área judiciária serão corrigidos os textos dos 1.500 candidatos melhores classificados na listagem geral. Confira abaixo o número de correções por cargo:

Somente os candidatos a técnico da área de Segurança também serão submetidos ao Teste de Aptidão Física (TAF). A aplicação será na cidade de São Paulo, em data, horário e local a serem divulgados posteriormente por edital de convocação específico.

Concurso TRT-SP oferece 320 vagas para níveis médio e superior

O concurso para ingresso no Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo registrou, ao todo, 162 mil candidatos para técnicos e analista judiciários. Como de costume, o cargo de técnico administrativo, que exige apenas nível médio completo para candidatura, foi o destaque da seleção.

Provas do concurso TRT-SP foram aplicadas no domingo, 22 de julho.
(Foto: Orcenil Júnior - Governo do Maranhão)

 

Somente para essa carreira foram computados 85.131 concorrentes para as 144 vagas oferecidas. Dessa forma, 591 pessoas disputam uma oportunidade para ingresso no tribunal. Ao todo, o TRT-SP oferece 320 vagas para técnico e analistas judiciários.

Para se candidatar era preciso ter nível médio e superior, a depender do cargo. Os vencimentos chegam a R$7.838,18 e R$12.742,14, respectivamente. Os aprovados ainda terão direito a benefícios como auxílio-alimentação de R$884, auxílio-transporte e plano de saúde. O órgão também investe na capacitação dos servidores, de forma gratuita.

Comentários