Concurso TRT-SP: saiba o que fazer nos dias que antecedem a prova

A professora Viviane Rocha orienta os candidatos do concurso TRT-SP sobre o que fazer antes das provas que serão aplicadas no domingo, 22.

As provas objetivas e discursivas do concurso TRT-SP serão aplicadas no domingo, 22 de julho. Mas, você sabe o que fazer nos dias que antecedem os exames? Para descobrir, FOLHA DIRIGIDA conversou com a professora de técnicas de estudo, Viviane Rocha, da Central de Concursos.

A especialista orienta que os concorrentes, primeiro, verifiquem os locais de aplicação das provas. “Não deixe para a última hora o planejamento sobre como você vai fazer para chegar ao local de sua prova. Muitas universidades podem ter campi em ruas próximas e isso poderá causar alguma confusão”, diz.

Através do site da Fundação Carlos Chagas (FCC) – banca organizadora da seleção – é possível verificar os exatos lugares e horários que os exames serão realizados. Na parte da manhã, será a vez dos candidatos do concurso TRT-SP a técnico judiciário (cargo de nível médio) realizarem as provas. Já inscritos a analista judiciário (nível superior) do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo responderão as questões no turno da tarde.

Provas do concurso TRT-SP serão aplicadas no domingo, 22 de julho
(Foto: Agência Minas Gerais)

 

Viviane Rocha atenta para o fato de que a banca FCC costuma elaborar provas cansativas e que requerem uma preparação que vai além do aprendizado dos conteúdos. Por isso, ela recomenda que os concorrentes preparem seu físico e psicológico para a maratona de 04h30 de prova objetiva e redação.

“Muitos candidatos ficam com sono ou cansados durante as provas, sendo assim, preparação física, descanso e concentração são fundamentais. Tenha calma para a leitura dos textos e a passagem do gabarito, errar na passagem do gabarito é comum, pois, muitos não treinam para isso”, indica a professora.

Resultado de imagem para tickSexta-feira – 20 de julho:

“Na sexta-feira que antecede sua prova revise os conteúdos através de questões e concentre-se no dia da prova, busque evitar esforços físicos, reveja e relacione quais os documentos que deve levar na prova”.

Resultado de imagem para tickSábado – 21 de julho (Véspera da prova):

“Na véspera da prova, procure comer em lugares seguros, separar as roupas que usará para o dia da prova. Fique ao lado das pessoas que estão torcendo e vibrando pela sua aprovação, faça atividades de lazer leves (cinema e teatro), separe os materiais que utilizará na prova, alimentos e remédios, caso seja necessário, para dor de cabeça, estômago, cólica, etc. Durma cedo e descanse, seu sonho pode ser realizado no domingo”.

Resultado de imagem para tickDomingo – 22 de julho (Dia da prova):

No dia das provas do concurso TRT-SP, a professora Viviane Rocha orienta que os candidatos se certifiquem se estão com os documentos de identificação com foto, o cartão informativo e canetas (de tinta azul ou preta) estejam em pleno funcionamento. O edital não permite que sejam utilizados lápis e lapiseira durante os exames.

O que fazer durante a prova do concurso TRT-SP?

Ao receber as provas do concurso TRT-SP, a recomendação de Viviane é ler atentamente as questões e começar pelas que julga mais fácil e que tem melhor desempenho. “Caso julgue necessário avance (pule) as que podem demandar muito tempo na resolução, separe uns minutos no final para revisá-las e respondê-las”.

Professora Viviane Rocha, da 
Central de Concursos
(Foto: Arquivo Pessoal)

Como os exames tem duração de 4h30, o ideal – segundo a professora – é se hidratar e alimentar adequadamente. “Evite alimentos pesados e gordurosos antes e durante sua prova. Os alimentos devem estar acondicionados em embalagens transparentes, assim como as garrafas de água, transparentes e sem rótulo”.

. Tenha acesso a cursos de preparação para concursos públicos

Ao final, a indicação da professora é separar, pelo menos, os 40 últimos minutos para passar o gabarito das questões e para revisar o conteúdo da sua redação na folha de rascunho e passar na folha definitiva. “Limpe a ponta da caneta na hora de passar o gabarito, cuidado para não molhar ou amassar a folha de respostas”.

Viviane Rocha acredita que o candidato já teve tempo para estudar a teoria, fazer resumos e simulados. Agora, é hora de criar uma condição psicológica, motivação e otimismo para chegar confiante à prova.

“Fique tranquilo e concentrado durante sua prova, confie no seu empenho e dedicação, essa vaga já é sua e, por favor, me convide para sua posse!”, destaca a professora.

Provas objetivas terão questões gerais e específicas

As provas objetivas do concurso TRT-SP serão compostas por 60 questões para técnicos, sendo 20 de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos Específicos. Para analista serão 70 questões, das quais 30 de Conhecimentos Básicos e 40 de Específicos. A prova discursiva será composta por uma redação.

A discursiva terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de zero a 100 pontos, considerando-se habilitado quem nela obtiver nota igual ou superior a 60 pontos. Os textos dos candidatos serão avaliados sobre os seguintes aspectos:

  • Conteúdo: até 50 (cinquenta) pontos;
  • Estrutura: até 40 (quarenta) pontos;
  • Expressão: até 10 (dez) pontos.

Dica da professora Viviane Rocha: “Na prova discursiva deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 linhas e máximo de 30 linhas, sob pena de perda de pontos a serem atribuídos à Redação”.

Concurso TRT-SP tem oferta de 320 vagas para 2º e 3º graus

concurso TRT-SP registra 161.453 candidatos para técnicos e analistas judiciários. A concorrência este ano é 37% maior do que o último concurso TRT-SP, realizado em 2013. Na época, foram registradas 117,6 mil inscrições.

O tribunal oferece 320 vagas para técnico e analistas judiciários. As inscrições já foram encerradas, após prorrogação. Para se candidatar era preciso ter nível médio e superior, a depender do cargo. Os vencimentos chegam a R$7.838,18 e R$12.742,14, respectivamente. Os aprovados ainda terão direito a benefícios como auxílio-alimentação de R$884, auxílio-transporte e plano de saúde. O órgão também investe na capacitação dos servidores, de forma gratuita.

No vídeo abaixo, saiba o que levar para as provas do concurso: 



Comentários