Concurso TRT-SP: professor analisa conteúdo programático

Está em dúvida sobre o conteúdo programático do concurso TRT-SP? O professor Rodrigo Cardoso esclarece as principais dúvidas dos candidatos.

A publicação do edital do concurso TRT-SP com 320 vagas para técnicos e analistas foi comemorada por concurseiros que desejam ingressar na área jurídica. No entanto, muitos questionaram o conteúdo programático que foi proposto. Inclusive, chegaram a cogitar que o documento tinha cópias do concurso TRT6.
 
Na parte de Legislação e ética no serviço público, comum a todos os cargos, por exemplo, consta que os candidatos devem estudar o Estatuto de Ética Profissional do Servidor do TRT da 6ª Região, sendo que o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo tem atuação na 2ª Região. Outro tópico que chamou a atenção foi o conteúdo para analistas judiciários da área de apoio especializado.
 
Candidatos questionam o que estudar no concurso TRT-SP
(Foto:Divulgação)

De acordo com o edital, os concorrentes a esses cargos devem estudar as disciplinas básicas, as de analista administrativo (Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito do Trabalho, Noções de Direito Administrativo, Administração Pública, Noções de Orçamento Público e Gestão de Pessoas), mais as áreas específicas de cada função.

 
Dessa forma, o volume de conteúdo para analista judiciário da área de apoio especializado torna-se muito extenso. No grupo de debate sobre o concurso TRT-SP no Facebook, Ana Paula Soares disse:
“Porque, para as áreas de apoio especializado você tem que saber 100% do conteúdo do analista administrativo + as matérias pertinentes da sua área? Fica mais fácil só prestar para analista administrativo, o conteúdo é bem menor. Veja o caso da área de tecnologia da informação, o conteúdo é gigantesco só para a especialização e ainda temos que ter todo o conteúdo de uma pessoa formada em Administração também”.
Após mais de uma semana da publicação do edital, o Tribunal e a Fundação Carlos Chagas, organizadora da seleção, ainda não se pronunciaram sobre o assunto. Uma retificação ao conteúdo programático também não foi divulgada. FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com o TRT-SP, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno sobre os questionamentos.
 
Então, como os candidatos do concurso TRT-SP devem se preparar? O recomendado é seguir o que está proposto no edital ou aguardar por uma retificação? Para auxiliar nesse dilema, conversamos com o professor de Direito Administrativo e Legislações, Rodrigo Cardoso, do Gran Cursos Online.

Como estudar o conteúdo programático do concurso TRT-SP?

Professor Rodrigo Cardoso, do
Gran Cursos Oline (Foto:Divulgação)
Sobre a menção do Estatuto de Ética Profissional do Servidor do TRT da 6ª Região, Rodrigo Cardoso não hesita em falar que foi erro de digitação. “Isso será corrigido. É que aproveitaram o mesmo texto do TRT da 6ª e se esqueceram de fazer a alteração. Isso é bem simples”. O professor orienta os candidatos sobre como se preparar. “Tem que estudar o [Estatuto] da 2ª Região”.
 
Ele também afirma que existem erros quanto aos conteúdos exigidos para analistas da área de apoio especializado - Arquivologia, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia, Engenharia (Segurança do Trabalho), Estatística, Medicina, Medicina (Cardiologia) e Medicina (Clínico Geral), Medicina do Trabalho, Medicina Psiquiatra, Nutrição, Psicologia, Serviço Social, Tecnologia da Informação e História.
 
O professor analisa que as matérias de Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito do Trabalho, Noções de Direito Administrativo, Administração Pública, Noções de Orçamento Público e Gestão de Pessoas são apenas para analista administrativo.
“Esse conteúdo não cai para analista da área de apoio especializado. O candidato a cargo de Apoio Especializado pode desprezar a informação que consta na página 31 e estudar apenas o que consta nas páginas 32 a 38”, recomenda.
Acesse também curso completo do Gran Cursos Online para analista de TI
 
Acesse curso para analista judiciário do TRT-SP

Editais do TRT6 e TRT15 são similares ao do concurso TRT-SP, diz professor

O especialista assegura que “os editais para TRT’s tem seguido o mesmo padrão. Os últimos editais (TRT6 e 15) são similares ao da 2ª Região”. Na parte de Conhecimentos Básicos, Rodrigo Cardoso identifica que sempre são cobradas as seguintes disciplinas:
 


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários