Concurso TRT-SP: edital tem remuneração e requisitos retificados

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo publicou retificação que altera os valores da remuneração inicial de cargos e requisitos para analista.

O edital do concurso TRT-SP teve retificação publicada na quinta-feira, 17 de maio, no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho. As alterações são referentes à remuneração inicial dos cargos de nível médio e superior, requisitos para candidatura e conteúdo programático para as provas objetivas. Ficou curioso? Então, confira a seguir!
 
Confira na íntegra retificação do concurso TRT-SP:
 
De acordo com o edital publicado no dia 26 de abril, a remuneração inicial para nível médio era de R$6.780,53 e para nível superior de R$11.006,83. A retificação, no entanto, acrescentou a gratificação de atividade externa (GAE) no valor de R$1.735,31 aos cargos de técnico da área administrativa e da especialidade de Segurança.
 
As funções de analista da área judiciária e oficial de justiça avaliador federal também serão contempladas com essa gratificação. Assim, os ganhos para tais carreiras passam a ser de R$7.838,18 para nível médio e R$12.742,14 para nível superior. Para os demais cargos, a remuneração continua como prevista no edital.  
 
Confira cursos para analista da área administrativa:

Requisitos e conteúdo também têm alterações

De acordo com a retificação do concurso TRT-SP, para se candidatar a analista judiciário – apoio especializado em Engenharia é necessário ter se graduado na área e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia.
 
Já para se inscrever a analista judiciário - apoio especializado em Engenharia (Segurança do Trabalho) é preciso de nível superior em Arquitetura ou Engenharia além de pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia.  Antes,  graduados em Engenharia que tinham registro no conselho de Arquitetura também poderiam se inscrever para ambos os cargos.
 
 
O conteúdo programático de Noções de Gestão Pública para todos os cargos de técnico judiciário foi retificado. Ao invés da resolução 70 do Conselho Nacional de Justiça, os candidatos devem estudar a Resolução nº198, de 01/07/2014 do Conselho Nacional de Justiça.
 
Quer cursos preparatórios para técnico da área admistrativa?
 
 
O conteúdo de Conhecimentos Específicos para analista da área de apoio especialidade em Engenharia (Segurança do Trabalho) também teve alterações. A resolução nº 141, de 26/09/2014 do CSJT; Orientação Normativa SRH/MPOG nº 4, de 13/02/2017 que devem ser estudadas.
 
Veja como estudar para prova de redação do concurso TRT-SP: 

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Inscrições no concurso TRT-SP ocorrem até segunda, 21

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo oferece, neste concurso, 320 vagas imediatas para técnicos e analistas judiciários. Para se candidatar é preciso ter nível médio ou superior, a depender do cargo. Se você ainda não se inscreveu, fique atento, pois as inscrições podem ser feitas até segunda-feira, 21 de maio.
 


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários