TRF4 analisa possibilidade de realização de novo concurso público - Folha Dirigida
Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

TRF4 analisa possibilidade de realização de novo concurso público

TRF4 analisa possibilidade de realização de novo concurso público

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região já estuda a possibilidade de um novo concurso, após término da validade da última seleção.

O Tribunal Regional Federal da 4º Região (TRF4), que abrange os estados do do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, divulgou que já está sendo analisada a possibilidade de realização de um novo concurso. O tribunal também deixou em aberto a possibilidade de aproveitar aprovados em concursos públicos realizados por outros órgãos. Veja na íntegra a nota divulgada pelo TRF4:

"Informamos que, considerando o recente término da vigência do certame regido pelo Edital nº 01/2014, a realização de novo concurso público por este Tribunal ou a possibilidade de aproveitamento de candidatos aprovados em concursos públicos realizados por outros órgãos será analisada oportunamente a partir do interesse e discricionariedade da Administração e em observância aos termos do acórdão nº 569/2006 do Tribunal de Contas da União."

Conforme informado no texto, a validade do último concurso, realizado em 2014, terminou em dezembro de 2018. Segundo dados do portal de transparência do TRF4, há atualmente 85 cargos vagos no tribunal. Desses, 43 são para analistas e 42 para técnicos. Os dados referem-se ao mês de dezembro de 2018.

Fachada TRF4
Órgão acumula 85 cargos vagos (Foto: Divulgação/TRF4)

Saiba como foi o último concurso para 2014

O último concurso para o TRF4 ofertou vagas para formação de cadastro de reserva nos cargos de técnico judiciário, com vagas para os níveis médio e médio/técnico; e analista judiciário, para nível superior em diversas áreas. 

As vagas de técnico eram destinadas à área administrativa, em três especialidades: segurança de transporte, apoio especializado tecnologia da informação e contabilidade. Já para analistas havia chances nas áreas judiciária (oficial de justiça avaliador federal) e área de apoio (informática).

As remunerações oferecidas eram de R$5.007,82 para técnicos e de R$8.178,06 para analistas. O regime de contratação no TRF4 é o estatutário, que garante estabilidade empregatícia ao servidor. 

A responsável por organizar a a seleção foi a Fundação Carlos Chagas (FCC). Na época os candidatos foram submetidos à realização de provas objetivas e discursivas (ou estudo de caso). Além disso, os candidatos aos cargos de técnico judiciário passaram por uma avaliação prática.

Os 13 passos de um concurso público. Entenda! 




Comentários