Concurso TRF4: publicado edital de convocação para testes físicos

O Tribunal Regional Federal da 4° Região divulgou o edital de convocação para a etapa de prova de capacidade física do concurso TRF4.

O Tribunal Regional Federal da 4° Região publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, dia 17, o edital de convocação para os testes de capacidade física do concurso TRF4. O documento também apresenta orientações para a etapa de avaliação dos autodeclarados negros.

Foram convocados para a avaliação dos autodeclarados negros candidatos inscritos em todas as funções, exceto o cargo de técnico judiciário da área de Segurança e Transporte. As avaliações serão realizadas nos dias 2 e 3 de novembro, nas cidades de Porto Alegre-RS, Florianópolis-SC e Curitiba-PR.

Os locais e horários serão informados posteriormente, por meio de publicação no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora do concurso. Também será enviado ao e-mail dos concorrentes um cartão informativo com os dados.

As avaliações serão feitas por ordem de chegada, obedecendo os horários previstos no cartão informativo. Os participantes deverão apresentar um documento original de identidade e não será permitida a entrada de acompanhantes no local de avaliação.

Será considerado negro o que assim for reconhecido por pelo menos um dos três integrantes da comissão avaliadora. Durante a análise será considerado o fenótipo do candidato diante da apresentação presencial. Poderá ser feita uma entrevista, a critério da comissão.

Os candidatos que não comparecerem à avaliação continuarão participando do concurso nas vagas destinadas à ampla concorrência, desde que tenham pontuação suficiente para isso. Se constatadas declarações falsas, o candidato será desclassificado da seleção.

Prova de capacidade física será realizada no dia 3 de novembro

Os candidatos às vagas de técnico judiciário da área de Segurança e Transporte aprovados na prova objetiva estão convocados a realizar a etapa de prova prática de capacidade física. A avaliação está marcada para o dia 3 de novembro, também nas cidades de Porto Alegre-RS, Florianópolis-SC e Curitiba-PR.

Assim como a avaliação dos autodeclarados negros, os cartões informativos com horários e locais dos testes estarão disponíveis no site da FCC. Também serão encaminhados aos participantes por e-mail.

A recomendação do TRF4 é que os candidatos cheguem aos locais de prova com antecedência de 30 minutos. Os que não comparecerem serão considerados desistentes e estarão desclassificados do concurso.

Na data da prova os concorrentes deverão apresentar o documento original de identidade e atestado médico, com datas de 5 de outubro até 3 de novembro. Além disso, será preciso apresentar-se com roupas apropriadas para ginástica e tênis.

Durante os testes de capacidade física os candidatos serão submetidos às seguintes atividades: teste de flexo-extensão de cotovelos sobre o solo; teste abdominal em 1 minuto; e teste de corrida de 12 minutos.

Veja o edital de convocação completo

O resultado final das provas objetiva e discursiva (Redação e Estudo de Caso) do TRF4 será publicado no dia 28 de outubro. As avaliações foram realizadas no dia 4 de agosto, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, onde o Tribunal Regional Federal da 4° Região tem jurisdição.

A prova foi composta por 50 questões. Essas foram distribuídas pelas disciplinas de Português, Raciocínio Lógico-Matemático e Conhecimentos Específicos.

+ Seu concurso tem teste físico? Confira as dicas!

TRF4
Vagas do concurso são para formação de cadastro de reserva
(Foto: Divulgação)

Concurso oferece vagas para técnicos e analistas

O concurso TRF4 oferece vagas para formação de cadastro de reserva. Os aprovados serão convocados ao longo do prazo de validade da seleção, que será de dois anos, prorrogáveis por igual período. 

Para técnicos, são oferecidas vagas nas áreas Administrativa, de Segurança e Transporte e Tecnologia da Informação, que exigem o ensino médio completo. Para área de Segurança e Transporte também é preciso ter carteira de habilitação nas categorias D ou E. Já para área de TI era preciso ter formação técnica na área.

A remuneração para técnicos das áreas Administrativa e de TI é de R$8.501,45. O valor soma o vencimento básico mais a Gratificação de Atividade Judiciária e o auxílio-alimentação de R$910,08. Para técnicos de Segurança e Transporte o valor da remuneração é um pouco maior, de R$9.608,52, somando os mesmos benefícios.

Para analistas há chances para as especialidades de Tecnologia da Informação, cujo requisito é o nível superior em Tecnologia da Informação. Também há chances para as áreas de Direito (Judiciária) e Oficial de Justiça Avaliador Federal, que exigem graduação em Direito.

A remuneração para as áreas de TI e Direito é de R$13.345,38. Já os que atuam na área de Oficial de Justiça Avaliador Federal terão direito a um salário de R$16.719,66. Os valores também já contam com os benefícios descritos anteriormente.

A carga de trabalho dos servidores do TRF4 será de 40 horas por semana. O regime de contratação é o estatutário, que garante estabilidade empregatícia ao servidor.

Concurso contou com mais de 169 mil inscrições

Ao todo, 169.521 pessoas se candidataram. Desse total, 69.326 candidaturas foram no Rio Grande do Sul, 63.418 no Paraná e 36.777 em Santa Catarina.

O cargo que mais atraiu candidatos foi o de técnico judiciário — área Administrativa, com 104.595 inscrições. Em seguida, ficou o cargo de analista judiciário — área Judiciária, com 38.589 candidaturas.

O cargo analista judiciário — Oficial de Justiça e Avaliador Federal recebeu 11.036 inscrições. E a função de técnico em Segurança e Transporte teve 7.650 inscritos. 

Para técnicos em TI, foram contabilizadas 4.079 candidaturas. Os cargos de analista judiciário — apoio especializado, nas áreas de Sistemas de Tecnologia da Informação e Infraestrutura em Tecnologia da Informação, tiveram 1.927 e 1.645 candidaturas, respectivamente.

Comentários