Concurso TRF3: técnico judiciário revela rotina e benefícios

FOLHA DIRIGIDA conversou com um técnico judiciário do TRF3, que contou sobre a atual rotina e benefícios do cargo.

Com provas previstas para o próximo mês, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região é o sonho de muitos candidatos que lutam por uma vaga na carreira pública, como no concurso TRF3. E nada melhor do que ter alguém que já conseguiu passar da linha de chegada para servir de inspiração.

Por esse motivo, a reportagem de FOLHA DIRIGIDA conversou com um técnico judiciário em atividade no órgão. O servidor revelou alguns detalhes da sua atual função dentro do tribunal e listou os benefícios inerentes ao cargo.

O concurso TRF3 visa preencher vagas imediatas e em cadastro de reserva para cargos de técnicos e analistas da área judiciária, que exigem níveis méio e superior, respectivamente. A contratação pelo regime estatutário, que dá a garantia de estabilidade, é um dos principais atrativos.

Vale lembrar que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, com sede em São Paulo e no Mato Grosso do Sul, recebeu inscrições até o dia 2 de outubro. Até o momento, nem o órgão, nem a Fundação Carlos Chagas - FCC, a organizadora, divulgaram a estatística de inscritos.

+ Concurso TRF3: quais temas podem ser cobrados na redação?

Estudar para passar em um concurso de tribunal é uma tarefa difícil. Mas e depois de atingir a aprovação? Como deve ser a rotina de trabalho no TRF3? Você, que sonha com essa vaga, já se imaginou nessa situação?

Para Marcos Massachi Sato, 52, um dos servidores mais antigos e com bastante experiência dentro do órgão, o TRF3 é um excelente local para se trabalhar. 

"O ambiente de trabalho é agradável e cordial", disse o servidor.

ASSINANTES ACESSAM CONTEÚDO EXCLUSIVO DE PREPARAÇÃO PARA O CONCURSO TRF3!
(Você precisa estar logado para conferir)

Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários