Folha Dirigida Entrar Assine

TRF1 retifica resultado final do concurso para técnicos e analistas

O Tribunal Regional Federal da 1° Região divulgou a retificação do resultado final do concurso para técnicos e analistas realizado em 2017.

Foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 16, uma retificação do resultado final do concurso para técnicos e analistas do Tribunal Regional Federal da 1° Região (TRF1). O concurso foi realizado em 2017 e ofertou 20 vagas imediatas, além da formação do cadastro de reserva.

O documento ainda deve ser publicado no site do Cebraspe, organizador. De acordo com a retificação, fica acrescida de uma unidade a classificação final dos seguintes candidatos:

  • Candidatos ao cargo de analista Judiciário (Oficial de Justiça Avaliador Federal) — Varginha-MG considerados negros no procedimento administrativo de verificação da condição declarada com classificação final no concurso a partir da 3ª posição;
  • Candidatos com classificação final no concurso na Unidade de Federação a partir da 24ª;
  • Candidatos ao cargo de técnico Judiciário (área administrativa) — Varginha-MG considerados negros no procedimento administrativo de verificação da condição declarada com classificação final no concurso a partir da 5ª posição;
  • Candidatos com classificação final no concurso na Unidade de Federação a partir da 255ª posição; e
  • Candidatos com classificação geral no concurso na primeira região a partir da 1421ª posição.

Veja o edital de retificação

O concurso do TRF1, que abrange as regiões Norte e Centro-Oeste do país, ofereceu vagas em diversas especialidades dos cargos de técnico e analista judiciários. As remunerações dos cargos são R$7.260,41 e R$11.345,90, respectivamente.

No valor já está incluso o auxílio-alimentação de R$884. O regime de contratação é o estatutário, que garante estabilidade empregatícia ao servidor. 

+ TRF1 pode nomear mais 53 aprovados no último concurso

TRF1
Tribunal divulga retificação do resultado final do concurso de 2017
(Foto: Divulgação)

Concurso teve mais 170 mil inscritos

Mais de 170 mil pessoas se inscreveram na seleção. A maior parte das inscrições foi para o cargo de técnico judiciário da área administrativa. Só para essa função foram recebidas mais 99 mil candidaturas.

Todos os candidatos foram submetidos à realização de uma prova objetiva, composta por 120 questões. Os analistas responderam o exame pela manhã, enquanto os concorrentes a técnicos fizeram a prova na parte da tarde.

Os candidatos aos cargos de nível superior passaram, ainda, por uma etapa de prova discursiva.  Para os concorrentes às  vagas de analista e técnico judiciário na área de apoio especializado em Taquigrafia foi aplicada uma prova prática.

 Já para o cargo de técnico com especialidade em Segurança e Transporte foi realizada uma prova de aptidão física. 

O prazo de validade do concurso TRF1 será de dois anos, contados a partir da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. 

Como não desistir de concurso público?



Comentários