Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Professores ensinam como usar o tempo pré-edital TRE-RJ 2017

No último final de semana, foi realizado o simulado com correção presencial para o Concurso TRE-RJ 2017. Reunindo cerca de 130 concurseiros, o evento iniciou com a aplicação do teste pela manhã e as aulas na parte da tarde. A prova visava o cargo de técnico administrativo, de nível médio, que possui remuneração de R$7.260,41.

No último final de semana, foi realizado o simulado com correção presencial para o Concurso TRE-RJ 2017. Reunindo cerca de 130 concurseiros, o evento iniciou com a aplicação do teste pela manhã e as aulas na parte da tarde. A prova visava o cargo de técnico administrativo, de nível médio, que possui remuneração de R$7.260,41.
 
 
As questões foram elaboradas e corrigidas pelos professores do Concurso Virtual: Língua Portuguesa por Renato Porpino, Ética por Maurício Soares, Redação Oficial por Jean Aquino, Direito Eleitoral e Regimento Externo por Raquel Tinoco, assim como Administração Pública e Administração de Recursos Materiais por Flávio Toledo.

Momento é de organizar estudos pré-edital

Renato Porpino, que explicou sobre questões de gramática, concordância e outros aspectos linguísticos, diz que realizar simulados é importante para a percepção do aluno de como é o ambiente no dia da prova oficial. Além disso, após o simulado, o estudante tem a possibilidade de verificar os resultados e se aprofundar nas partes em que não possui tanto conhecimento. 
 
Renato frisa ainda a importância da disciplina no concurso, que possui conteúdo extenso. "Agora é a hora de organizar os estudos de forma disciplinada para que haja tempo para resolução de exercícios e aprimoramento teórico", aconselha.
 
A disciplina de Ética foi corrigida pelo professor Maurício Soares, que afirmou ter achado o evento sensacional por conta da energia boa que os estudantes passavam. "É possível perceber que não é um evento para diversão, um 'oba-oba', as pessoas que estão aqui tem uma vontade verdadeira de aprender". O professor aconselha ainda que os alunos tenham muita disciplina e atenção quando estudarem o Código de Ética, organizando o estudo corretamente e não o deixando para última hora.

Preparo emocional para concurso também é importante

Jean Aquino, professor que comentou as questões sobre Redação Oficial, acredita que o simulado ajuda o candidato a se preparar mentalmente para a resolução da prova, pois o contato com as questões ajuda também no gerenciamento de tempo assim como a aprendizagem com os erros. "Deve-se cometer erros no simulado para não errar na prova", completa. 
 
Jean aconselha o aluno a se preparar também emocionalmente. "Não faltam pessoas que desejam te fazer amolecer, então uma dica é nem postar nas redes sociais que está estudando para o concurso, a fim de evitar negatividade."
 
Leia também:
 
Representante das disciplinas de Direito Eleitoral e Regimento Interno, Raquel Tinoco acredita que testes são o termômetro do aluno, pois ele tem conhecimento maior sobre como a banca modela as questões, diferente de como é em turmas de exercícios. 
 
A professora lembra aos estudantes que não tenham medo da quantidade de vagas. "Se houver preocupação somente com a forma de estudar, somados com foco e perseverança, irá alcançar seu objetivo."
 
 
Além disso, o professor Flávio Toledo, que corrigiu as disciplinas Administração Pública e Administração de Recursos Materiais, cita como outro ponto positivo de realizar simulados fora da turma a visão de como estão os outros candidatos de diversos cursos preparatórios. Vendo como estão as pontuações dos concorrentes, o estudante se motiva a estudar para melhorar ainda mais. 
 
O professor também lembra que essa motivação de estudo é necessária com o concurso se aproximando. "Foi dada a largada! Os concursos do TRE já estão ocorrendo pelo Brasil, então o estudante precisa aumentar a intensidade da preparação", diz.
 

Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações