Concurso TJ-SC: sai extrato de contrato com FCC e edital se aproxima

O extrato de contrato com a FCC para organização do concurso TJ-SC foi publicado no Diário Eletrônico desta quinta-feira, 26

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina deu mais um passo rumo a abertura do novo concurso TJ-SC para área de apoio. O extrato de contratação da Fundação Carlos Chagas (FCC) como banca organizadora foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico desta quinta-feira, 26. 

A banca foi escolhida por meio de dispensa de licitação, homologada no último dia 5 de setembro. Com isso, será a responsável por receber as inscrições e aplicar as etapas, como provas objetivas. 

A contratação da organizadora é o último passo antes da publicação do edital. Por mais que o tribunal não tenha confirmado oficialmente, o documento com as regras do concurso já pode sair nos próximos dias. 

Em geral, após o extrato de contrato com a banca, as partes se reúnem para definir os últimos detalhes do edital. Como por exemplo, cronograma das atividades, conteúdo programático e etapas de seleção. 

Como adiantado com exclusividade por FOLHA DIRIGIDA, o concurso TJ-SC terá duas vagas imediatas mais cadastro de reserva (CR). O quantitativo foi confirmado pelo próprio órgão.

Concurso TJ-SC terá vagas imediatas e em cadastro de reserva 
para ingresso na área de apoio (Foto: Divulgação)

 

A oferta será para os cargos de analista administrativo (CR), analista de sistemas (uma vaga), assistente social (CR), médico (uma) e psicólogo (CR), no nível superior; além de técnico judiciário auxiliar (CR), no nível médio.

Os aprovados em cadastro de reserva poderão ser convocados no decorrer do prazo de validade da seleção. Isso ocorrerá conforme a necessidade do tribunal e do orçamento disponível. 

No último concurso TJ-SC, realizado em 2018, os salários iniciais foram de R$3.576,54 para nível médio e R$6.156,63 para nível superior.

+ Assine a Folha Dirigida e turbine sua preparação
+ Concurso TJ-SC: saiba tudo sobre as carreiras do próximo edital

Aprovados no concurso TJ-SC terão direito a benefícios

Além dos salários, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina oferece uma série de benefícios aos seus servidores. Entre eles, o auxílio-alimentação de R$1.460; vale-transporte; e o auxílio-creche de R$500, destinado aos dependentes com idade entre quatro meses e seis anos. 

Assim como os seguintes benefícios e gratificações:

  • Auxílio-funeral correspondente a um mês de remuneração do servidor;
  • Auxílio-saúde (varia conforme faixa etária);
  • Bolsa de estudos de 70% do valor da mensalidade do curso de graduação ou pós-graduação;
  • Convênios com instituição de ensino;
  • Inclusão de dependentes no valor de R$189,59;
  • Empréstimo consignado de 40% da remuneração. 

O TJ-SC já tem concurso vigente até 2020 para as funções de técnico judiciário auxiliar, analista administrativo, analista jurídico, oficial de justiça e avaliador, oficial da infância e juventude, arquiteto, engenheiro eletricista, engenheiro civil e enfermeiro.

A seleção pode ter a validade prorrogada até 2022, com chances de mais nomeações.

Concurso TJ-SC 2018 teve vagas para técnicos e analistas

O último concurso do TJ-SC teve homologação publicada em outubro de 2018. O edital trouxe a oferta de 26 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva. As chances contemplaram carreiras de níveis médio e superior, conforme disposto a seguir:

♦ Nível médio:
Cargo
 de técnico judiciário auxiliar
Oferta de 17 vagas mais cadastro
Vencimento básico de R$3.576,54
Carga horária semanal de 35 horas

♦ Nível superior:
Cargos
 de analista administrativo (CR), analista jurídico (CR), oficial de justiça e avaliador (cinco vagas), oficial da infância e juventude (uma), arquiteto (uma), engenheiro eletricista (uma), engenheiro civil (CR), e enfermeiro (uma).
Oferta de nove vagas mais cadastro
Vencimento básico de R$6.156,63
Carga horária semanal de 35 horas

A banca organizadora foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Os candidatos foram submetidos a provas objetivas, com aplicação nas cidades de Florianópolis, Criciúma, Lages, Joinville, Blumenau, Itajaí, Canoinhas, Chapecó e Joaçaba. 

Para os cargos de técnico, oficial de justiça, analista jurídico e oficial da infância, o exame foi composto por 70 questões, sendo 20 de Português, dez de Raciocínio Lógico e 40 específicas.  

Já os participantes a analista administrativo, engenheiro civil, arquiteto, engenheiro eletricista e enfermeiro responderam a 70 perguntas, das quais 20 eram de Português, dez de Noções de Direito e 40 específicas.

Foi classificado na objetiva quem acertou, cumulativamente, o mínimo de 50% do total da prova (35 questões), 50% do módulo de Conhecimentos Específicos (20) e não zerou nenhuma das disciplinas cobradas.

Confira como estudar Língua Portuguesa para o concurso TJ-SC:

CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Comentários