Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Organizadora já foi definida.

Mais um passo foi dado na direção da realização do primeiro concurso para técnico e analista judiciário do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. A organizadora para a seleção que vai oferecer 118 vagas para profissionais de níveis médio, médio/técnico e superior já foi escolhida.

O Tribunal de Justiça autorizou, no dia 9 de maio, a celebração de contrato com a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), visando à prestação de serviços técnicos profissionais especializados para execução do concurso público. A previsão é de que o edital seja divulgado ainda este ano.

Do total de vagas oferecidas, 59 serão para técnico judiciário, onde é exigido do candidato ensino médio completo ou curso técnico equivalente. Já para o cargo de analista judiciário, a exigência é de curso superior relacionado com a especialidade, se for o caso. Além disso, poderão ser exigidos formação especializada, experiência e registro profissionais a serem definidos em regulamento e especificados no edital.

O vencimento básico para analista judiciário varia de R$5.290,00 a R$7.468,53, enquanto o de técnico judiciário vai de R$2.777,25 a R$3.803,77.
 
Este será o primeiro concurso realizado pelo TJ-RS para os cargos que foram criados no ano passado, pela Lei Estadual nº. 13.807/2011. Para o Desembargador Voltaire de Lima Moraes, relator da matéria no colegiado, há necessidade de provimento das vagas existentes a fim de atender a notória carência de pessoal no âmbito do Poder Judiciário.
 
Os aprovados no concurso passarão pelo estágio probatório pelo período de três anos, durante o qual sua aptidão e capacidade serão avaliadas, servindo como referência para a efetivação ou não no cargo.
 
Os interessados em participar do certame devem iniciar o quanto antes a preparação, pois o edital pode ser divulgado a qualquer momento. Essa será uma excelente oportunidade para quem tem o nível médio e deseja conquistar a estabilidade, uma vez que o regime de contratação será o estatutário.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações