Sai edital do concurso TJ-RN com 33 vagas temporárias. Até R$5,5 mil

Saiu nesta sexta-feira, 17, o edital do concurso TJ-RN, com 33 vagas temporárias na área de Tecnologia da Informação e ganhos até R$5,5 mil.

Saiu nesta sexta-feira, 17, o edital do concurso TJ-RN. O documento foi publicado pelo próprio Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Ao todo, são oferecidas 33 vagas temporárias, em cargos dos níveis médio e superior. Os ganhos inciais chegam a R$5,5 mil.

Para o nível médio são ofertadas 12 vagas no cargo de técnico de suporte sênior. Os vencimentos para a carreira são de R$2.676,61. As demais oportunidades são para o nível superior na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, nos cargos de: 

  • Analista de suporte pleno – infraestrutura (seis vagas);
  • Coordenador técnico de atendimento e suporte (uma);
  • Analista de suporte pleno – banco de dados (seis);
  • Analista de sistemas sênior (cinco); e
  • Administrador de sites - web master (três).

Os ganhos para os graduados variam entre R$4.811,28 e R$5.520,16. Além da remuneração, os aprovados terão direito a auxílio-alimentação (atualmente de R$1.400) e auxílio-saúde, variando entre R$800 e R$1.200, dependendo da idade do beneficiário.

Confira o edital do concurso TJ-RN 2020

Acesse o edital

Inscrições serão abertas dia 27

As inscrições para o concurso TJ-RN serão abertas ainda neste mês de janeiro, a partir das 8h do dia 27, no site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), organizador da seleção. Os interessados poderão se inscrever até o dia 4 de fevereiro. 

Para se inscrever é preciso pagar uma taxa de R$80 (médio) e R$100 (superior), até o dia 6 de fevereiro. Candidatos doadores de sangue, de leite materno ou que tenham sido convocados para prestar serviço à Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte poderão solicitar a isenção da taxa entre os dias 27 e 30 de janeiro, no site da banca.

 

TJ-RN realiza novo concurso (Foto: Pixabay)
Sai edital do concurso TJ-RN com 33 vagas temporárias (Foto: Pixabay) 

Provas do concurso TJ-RN serão em março

Os candidatos do concurso TJ-RN serão avaliados em até duas etapas, sendo elas: provas objetivas e de análise profissional específica (sendo esta última de caráter classificatório). Os documentos para a avaliação profissional serão recebidos a partir desta sexta-feira, 17, até as 23h59 do dia 6 de fevereiro, no site do Comperve.

a prova objetiva está prevista para o dia 1º de março, em Natal. Na parte da manhã, ocorrerá o exame para o cargo de nível médio, a partir das 8h. Já à tarde, após as 14h, será a vez dos candidatos de nível superior.

A prova objetiva será composta por 50 questões, sendo dez de Língua Portuguesa, dez de Lei de Organização Judiciária e 30 de Conhecimentos Específicos. Serão classificados para a segunda etapa, de análise profissional específica, os candidatos com, pelo menos, 50% de acertos no primeiro exame.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

 

Após a divulgação da classificação em todas as etapas, o resultado final do concurso TJ-RN será publicado. Com a homologação, os aprovados serão convocados durante o prazo de validade da seleção, que será de dois anos, cabendo prorrogação por igual período. 

Este é o primeiro concurso público do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte na área de TI e tem o objetivo de reforçar a equipe técnica que sustenta o sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJe), conforme orientação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

"A atual gestão fez um sacrifício, juntamente com os colegas desembargadores, para melhorarmos o desempenho do sistema do PJe e estamos hoje tendo o prazer e a satisfação de lançarmos o edital desse concurso temporário de servidores para a área de TI", afirmou o presidente, o desembargador João Rebouças.

O desembargador explicou ainda que a seleção é temporária porque o Tribunal precisa amadurecer a ideia para criar uma estrutura própria, em consonância com o CNJ, com capacitação e o número ideal de técnicos para atuação na área de TI.

"Junto com o nosso setor de Tecnologia vamos definir isso durante os próximos dois anos. Vamos obter essa experiência para essa definição. É um momento importante porque estamos fortalecendo as dimensões do Tribunal para prestar um melhor atendimento ao cidadão" concluiu.

Comentários