Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso TJ-RJ: sem edital válido, tribunal acelera preparativos

O concurso TJ-RJ terá os preparativos acelerados a partir deste mês de outubro, já que ficou sem editais válidos para técnicos e analistas.

O concurso TJ-RJ terá os preparativos acelerados a partir deste mês de outubro. É que encerrou, nesta segunda-feira, 7, a validade do concurso do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro de 2014 para analistas. Com isso, o tribunal fica sem seleções válidas na área de apoio para suprir vacâncias - o concurso de técnicos já havia perdido a validade em agosto.

Com um número expressivo de aposentadorias no seu quadro e necessidade de reposição, o TJ-RJ acelerará, a partir deste mês, os preparativos.

Em contato com a reportagem da FOLHA DIRIGIDA, a Assessoria de Imprensa do tribunal confirmou o fim da validade dos concursos da área de apoio, mas informou que ainda não há novidades sobre a seleção.

A previsão é que o próximo concurso conte 100 vagas para técnicos e analistas, conforme adiantado pelo presidente do tribunal, desembargador Claudio de Mello Tavares, à FOLHA DIRIGIDA.

A expectativa é que o edital seja publicado em dezembro ou janeiro, com provas sendo aplicadas até junho de 2020. Além das 100 vagas, será formado um cadastro de reserva, o que possibilitará convocações extras ao longo do prazo de validade da seleção. A validade do concurso deverá ser de dois anos,podendo chegar a quatro.

O destaque da seleção serão as vagas de técnico judiciário sem especialidade, cuja exigência é o nível médio. A remuneração para o cargo é de R$5.556,06, para carga de 40 horas semanais.

No nível superior, haverá vagas de analista sem especialidade e nas áreas de Psicologia; Assistência Social; Psicologia; Comissário da Infância, Juventude e Idoso; Medicina; Análise de Sistemas e Execução de Mandados (oficial de justiça). 

As vagas para analistas sem especialidade exigem nível superior em Direito, Administração, Contabilidade  ou Economia. As demais têm como requisito graduação nas suas respectivas áreas. A remuneração é de R$8.059,89, exceto para oficiais de justiça, cujo valor inicial é de R$9.972,05. 

Os valores já consideram os R$1.290 de auxílio-alimentação e os R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis).

Confira os cargos do concurso TJ-RJ

CARGO REQUISITO REMUNERAÇÃO
Técnico de atividade judiciária sem especialidade Nível médio completo R$5.556,06
Analista judiciário sem especialidade Nível superior em Administração, Direito, Contabilidade ou Economia R$8.059.89
Analista judiciário - Psicologia Nível superior em Psicologia R$8.059,89
Analista judiciário - Assistente Social Nível superior em Serviço Social R$8.059,89
Analista judiciário - Comissário da Infância, Juventude e Idoso Nível superior em Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia, Pedagogia ou Direito R$8.059,89
Analista judiciário - Medicina Nível superior em Medicina R$8.059,89
Analista judiciário - Análise de Sistemas Nível superior em Análise de Sistemas R$8.059,89
Analista judiciário - Execução de Mandados Nível superior em Direito  R$9.972,05

 

+ ASSINANTES conferem entrevista do presidente na íntegra

A expectativa para este mês de outubro é que a comissão do concurso já possa ser formada. Depois disso, o grupo poderá dar início aos primeiros passos para a realização do concurso, como a elaboração do projeto básico e a contratação da organizadora.

No último dia 4, o TJ-RJ anunciou a convocação de mais 58 analistas aprovados no concurso de 2014. Desses, 50 eram para a especialidade de execução de mandados (oficial de justiça), seis psicólogos e dois assistentes sociais.

Invista na sua preparação para o concurso do TJ-RJ

TJ-RJ
Previsão é que edital do concurso TJ-RJ saia em dezembro ou janeiro
(Foto: Divulgação PGE-RJ)

Concurso TJ-RJ de 2014 resultou em 1.047 nomeações 

Segundo a Assessoria de Imprensa do tribunal, foram ao todo 989 nomeações do concurso de 2014. Lembrando que a seleção tinha uma oferta inicial de 208 vagas. Somando essas chamadas com as 58 anunciadas pelo TJ, em fase de confirmação, o tribunal totalizará 1.047 contratações. Confira a relação de nomeação por cargo:

Cargos Área Quantidade de nomeados
Técnico judiciário Sem especialidade 732 nomeados
Analista judiciário Execução de mandados  86 nomeados
Analista judiciário  Comissário de justiça 26 nomeados
Analista judiciário  Psicólogo   60 nomeados
Analista judiciário  Assistente social   85 nomeados

A informação sobre convocação de aprovados anima milhares de interessados, pois mostra que o TJ tem o costume de convocar bem mais do que o número de vagas imediatas do concurso. 

O técnico sem especialidade, a exemplo, de 2014 é o que registra mais necessidades e, portanto, mais chamadas. Dados do setor de Gestão de Pessoas do tribunal mostram que, a cada 300 aposentadorias registradas, 100 são de técnicos.  Um recente Programa de Aposentadoria Incentivada no tribunal gerou 333 saídas, sendo 100 de técnicos, por exemplo.

Hoje, de acordo com dados de abril do Portal de Transparência do tribunal, há 3.565 cargos vagos, sendo 858 de técnico e 2.707 de analistas. Se considerar, no entanto, cada área de analista, o técnico se sobressai em número de vacâncias.

curso online para concurso TJ-RJ

Estrutura do último concurso será mantida

Uma boa estratégia no estudo para o concurso TJ-RJ é usar como guia o edital da seleção anterior. Isso se torno ainda mais importante após o presidente do tribunal ter informado que a estrutura da prova será a mesma quando comparada à utilizada em 2014.

Na época, o concurso foi organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A prova objetiva do concurso foi composta por 100 questões. O exame tinha caráter eliminatório e classificatório. As questões da prova foram divididas em três grupos, cada um contendo as seguintes disciplinas:

  • Grupo I: Língua Portuguesa (30), Raciocínio Lógico (10);
  • Grupo II: Noções de Direito Administrativo e Constitucional (10), Noções de Direito Processual Civil (15), Noções de Direito Processual Penal (15);
  • Grupo III: Noções de Custas Judiciais (10) e CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar (10).

Foi considerado aprovado na prova objetiva o candidato que, simultaneamente, acertou, no mínimo 50% do total da prova, 40% do total dos grupos II e III, ou acertou, no mínimo, uma questão em cada umas das disciplinas contidas nos três grupos. 

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Comentários