Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso TJ-RJ: presidente prevê 50 vagas de juiz e edital em setembro

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o presidente do TJRJ disse que previsão é que o concurso para juízes terá 50 vagas e edital em setembro.

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, revelou a previsão e o quantitativo de vagas do novo concurso TJ-RJ de juiz. Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA nesta terça-feira, 20, ele disse que o edital com 50 vagas para juízes substitutos está previsto para setembro.

“A previsão do edital é mês que vem. Serão 50 vagas para juiz”, destacou o presidente.

O desembargador, porém, não precisou uma data para as provas. Uma vez que o cronograma será definido pela banca examinadora junto com a Fundação Vunesp, anunciada como organizadora da seleção para magistratura.

A oferta do concurso TJ-RJ será de 50 vagas imediatas. Esse é o exato número de cargos vagos de juízes substitutos do tribunal. “As vagas serão para as comarcas que estão sem provimento”, explicou Tavares.

Presidente do TJ-RJ revela previsão e número de vagas do novo concurso
para juízes substitutos (Foto:Thaymara Jansen)

 

Na entrevista, o presidente do tribunal identificou que os preparativos do concurso para juiz foram iniciados na gestão anterior, com a formação da banca examinadora. Tavares, por sua vez, afirmou que dará continuidade a esse processo de forma célere.  

“Vou dar o andamento o mais rápido possível a esse concurso”, garantiu Claudio de Mello Tavares.

Para se candidatar a juiz será preciso ter bacharelado em Direito há, no mínimo, três anos. O interessado também deve ter idade até 65 anos na data da inscrição e três anos de atividade jurídica. A remuneração inicial foi reajustada para R$30.404,42.

+ Tenha acesso a assinatura ilimitada Folha Dirigida + Descomplica!
+ Concurso TJ-RJ 2019: presidente confirma edital este ano

Concurso TJ-RJ para juízes será composto por cinco etapas

regulamento do concurso TJ-RJ foi divulgado em dezembro de 2018. O documento indica que que a seleção terá cinco etapas diferentes. São elas:

  • 1ª etapa: Prova objetiva seletiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • 2ª etapa: Prova discursiva e prática de sentença, de caráter eliminatório e classificatório;
  • 3ª etapa: Sindicância da vida pregressa e investigação social, exame de sanidade física e mental e exame psicotécnico, de caráter eliminatório;
  • 4ª etapa: Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;
  • 5ª etapa: Avaliação de títulos, de caráter classificatório.

O prazo de validade será de dois anos, contados a partir publicação da homologação do resultado final. Durante esse período, o TJ-RJ poderá chamar aprovados para suprir a carência deixadas pelos juízes substitutos.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro não divulga edital para juízes substitutos desde 2015, com a oferta de 16 vagas imediatas para carreira

A Fundação Vunesp também foi a banca organizadora, assim como nos concursos anteriores.

Os candidatos foram submetidos a provas objetiva, provas discursivas, de sentenças, orais, de títulos, e ainda passarão por exames físico e psicológico. Nos demais anos, o órgão realizou somente seleções para juiz leigo. 

+ Concurso TJ-RJ para juiz: autorizada contratação da Vunesp como banca

TJ-RJ terá novo concurso para área de apoio com 100 vagas

O tribunal também prepara um novo concurso TJ-RJ para área de apoio. De acordo com o presidente, serão 100 vagas para técnicos e analistas. A previsão é que o edital seja publicado em dezembro ou janeiro e provas no primeiro semestre de 2020.

Tanto para magistratura como área de apoio, Tavares recomendou o estudo e disse que é possível conquistar uma vaga com dedicação.

“Tudo é possível. Qualquer candidato é capaz de passar. Não existe mais preparado que o outro e ninguém mais inteligente que o outro. Existe aquele que persevera e que busca com vontade, que abre mão de prazeres. Isso que eu quero deixar claro: tudo é possível. Vocês vão gostar de trabalhar muito no poder judiciário”, concluiu o desembargador.

Confira dicas para os novos concursos TJ-RJ:



Comentários