Concurso TJ-RJ 2014 convoca 134 aprovados para cerimônia de posse

Tomada de posse do concurso TJ-RJ 2014 para técnicos acontece na segunda, 23. Prazo do concurso de 2014 para analistas acaba em outubro.

O concurso TJ-RJ 2014 para técnico judiciário sem especialidade e analista realizará nova cerimônia de posse. Desta vez, foram 134 convocados antes do término do prazo. A informação foi dada na última terça-feira, 17, por meio do site do órgão . 

É previsto que haja 106 nomeações, devido a desistência de candidatos dentro do quantitativo total, ausência, entre outros motivos. Além disso, há possibilidade de reposição dessas faltas. Isso porque o concurso TJ-RJ para analista ficará válido até o dia 7 de outubro e pode convocar até este período. 

 Concurso TJ-RJ deve ter preparativos acelerados em outubro

O evento dee posse está agendado para as 11h da próxima segunda, 23, no auditório Antonio Carlos Amorim, no 4º andar do Fórum Central. Os futuros servidores, em mesma data, passarão a integrar o Programa de Integração do Funcionário (PIF), ministrado pela Escola de Administração Judiciária (Esaj).

Posteriormente, serão divulgadas datas específicas para o comparecimento no TJ-RJ daqueles que forem nomeados, visando a apresentação de exames médicos informados no ato de convocação e para comprovação dos requisitos exigidos na Resolução nº 12/2014, do Conselho da Magistratura.

Tribunal deve agilizar novo concurso para o órgão
(Foto: PGE-RJ)

TJ-RJ tem 100 vagas confirmadas para novo concurso 

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, confirmou em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, em agosto, que o concurso para a área de apoio do tribunal terá 100 vagas imediatas e edital publicado em dezembro ou até janeiro de 2020. 

As ofertas serão distribuídas pelos cargos de técnico judiciário sem especialidade (nível médio), analista sem especialidade ( nível superior em Direito, Administração, Contabilidade ou Economia), além de analista das áreas de Execução de Mandados (Direito); Psicologia; Assistente Social; Comissário da Infância, Juventude e Idoso (Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia, Pedagogia ou Direito); Medicina; e Análise de Sistemas.

 Concurso TJ-RJ 2019: o que estudar para técnico?

A remuneração da carreira de nível médio é de R$5.556,06, valor composto por vencimento de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia, considerando 22 dias úteis). 

Já para analista é de R$8.059,89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia, considerando 22 dias úteis). A exceção é o analista de execução de mandados, cujo ganho inicial é de R$9.072,05, pois inclui a Gratificação de Atividade Externa (GAE), de 30% sobre o vencimento. 

Os servidores do TJ-RJ são contratados pelo regime estatutário, que garante a estabilidade, e ainda recebem plano de saúde e auxílios creche ou educação, no valor de R$1.238,11. Os selecionados no concurso serão lotados na sede ou nas comarcas distribuídas por todo o estado do Rio.

O próximo passo dos preparativos do concurso deverá ser a publicação da comissão organizadora. Em seguida, o Tribunal vai divulgar a empresa escolhida para organizar a seleção. 

Concurso TJ-RJ 2014 teve prova dividida em blocos

O último concurso para técnico judiciário do TJ-RJ foi realizado em 2014, com organização da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O edital teve a oferta de 90 vagas para a carreira, com exigência de ensino médio completo.

Os concorrentes foram avaliados por meio de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, com 100 questões de múltipla escolha. A distribuição por disciplina ocorreu da seguinte maneira:

Grupo I

  • Língua Portuguesa – 30 questões;
  • Raciocínio Lógico Matemático – 10 questões;

Grupo II

  • Noções de Direito Administrativo e Constitucional – 10 questões;
  • Noções de Direito Processual Civil – 15 questões;
  • Noções de Direito Processual Penal – 15 questões;

Grupo III

  • Noções de Custas Judiciais – 10 questões;
  • CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar – 10 questões;

Foi aprovado no exame o inscrito que atingiu o mínimo de 50% do total da prova, ou seja, 50 questões. Além de acertar, pelo menos, 40% do total dos Grupos II e III, isto é, 24 questões e acertar no mínimo uma questão em cada uma das disciplinas contidas nos três grupos.