Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso TJ-RJ: dicas para a prova objetiva de juiz substituto

O Juiz Federal, Renato Borelli, fala sobre a melhor forma de se preparar para o concurso TJ-RJ para o cargo de juiz substituto.

Com edital publicado, o concurso TJ-RJ 2019 para juiz substituto abrirá o prazo de inscrições no próximo dia 18. Os interessados já podem iniciar a preparação, pois a data da prova objetiva também está próxima: 15 de dezembro.

A avaliação será dividida em três blocos, da seguinte maneira:

  • Bloco I: Direito Civil, Direito Processual Civil, Organização Judiciária, Direito do Consumidor, Direito da Criança e do Adolescente; Direitos Difusos e Coletivos.
  • Bloco II: Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional e Direito Eleitoral.
  • Bloco III: Direito Empresarial, Direito Tributário, Direito Ambiental e Direito Administrativo.

Todos os concorrentes terão cinco horas para responder 80 questões de múltipla escolha, de acordo com as disciplinas cobradas. Os locais de prova serão disponibilizados a partir de 26 de outubro.

Pensando nisso, FOLHA DIRIGIDA entevistou Renato Borelli, que atua como Juiz Federal há oito anos. Além disso, o magistrado é professor do Gran Cursos Online, onde dá aula de Direito Empresarial.

Confira algumas dicas para se dar bem na primeira etapa do concurso TJ-RJ.

Concurso TJ-RJ para juiz substituto tem prova prevista para 15 de dezembro
(Foto: Diego Santos)

Como se preparar para o concurso TJ-RJ 2019?

A melhor forma de se preparar é resolvendo muitas questões. De acordo com Renato Borelli, essa é a dica que ele sempre dá aos seus alunos. Além disso, é essencial resolver questões de provas anteriores.

"Pegue provas anteriores da magistratura – e não apenas da Vunesp, resolva as questões e veja quais são os pontos de maior dificuldade", diz o juiz.

A primeira etapa, composta pela prova objetiva, pode estar próxima, mas até o dia 15 de dezembro ainda há tempo para fazer uma revisão de qualidade.

Direito Empresarial deve ser destaque nos estudos

Dentre as disciplinas que serão cobradas, a prioriadade deve ser a de Direito Empresarial. A avaliação será composta por 80 questões de múltipla escolha e o juiz destaca que esta matéria tem grande peso sobre ela, sendo sete questões, ou seja, quase 10% da prova é de Direito Empresarial.

"Aqui fica uma dica/sugestão: leia atentamente os enunciados das Jornadas de Direito Civil e Empresarial do CJF. As bancas, ultimamente, têm retirado muitas questões de lá!" diz Renato. 

Como é a prova da Vunesp, banca do concurso

O professor ressalta algumas caracteríscas da Vunesp, organizadora do concurso. De acordo com ele, houve algumas mudanças. Até o ano de 2015, pode-se dar ênfase à Lei Nº 11.705, mais conhecida como "lei seca": 

 enlightened "A Vunesp cobrava muito a literalidade da "lei seca". Contudo, nos últimos concursos nós temos observado a cobrança intensa de muita jurisprudência. Outro detalhe importante é que as questões estão extensas, geralmente apresentando um caso prático." enlightened

A dica que o professor dá para que os candidatos adotem uma boa rotina de estudos, é a resolução de questões que contemplem esses dois assuntos. 

Mensagem para os concurseiros que estão se preparando

"Acredite em você e não deixe seu sonho para trás. Mantenha sua mente positiva e focada e acredite que você vai conseguir! Toda colheita tem a sua semeadura."

Concurso TJ-RJ encerra inscrições em outubro

Os interessados poderão se inscrever entre 18 de setembro e 25 de outubro, no site da Fundação Vunesp, organizadora. A taxa será de R$250, valor que deve ser quitado até o último dia de inscrição.

A isenção do valor poderá ser solicitada entre 18 e 20 de setembro, caso o concorrente esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). A partir de 14 de outubro, os concorrentes poderão acessar o mesmo site para verificar o resultado da solicitação de inscrição.

Prepare-se para o concurso TJ-RJ de técnicos e analistas

Entre os principais atrativos deste concurso, destaca-se salário de R$30.404,42. Para que seja possível realizar a inscrição é necessário estar dentro de alguns requisitos como ter até 65 anos e ser bacharel em Direito há, pelo menos, três anos.

Os interessados também precisam ter três anos de atividade jurídica até a data do cadastro definitivo, exercido a partir da conclusão do curso de Direito. Das 50 vagas, três são reservadas para candidatos com deficiência e dez para negros.

Fique atento sobre o que estudar para o concurso TJ-RJ 2019!



Comentários