Concurso TJ-RJ: novo edital tem comissão organizadora formada

O novo concurso para técnicos e analistas do TJ-RJ teve comissão organizadora publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira, 6

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro formou as comissões organizadoras do novo concurso TJ-RJ para técnicos e analistas judiciários. Os integrantes foram nomeados pelo presidente do órgão, desembargador Claudio de Mello Tavares, em publicação do Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira, 6.

Ao todo, foram designadas três comissões, sendo uma para técnico judiciário. As outras são para analistas com e sem especialidades. Em todos os casos, os grupos são compostos pelos mesmos membros:

  • Desembargador Peterson Barroso Simão - Presidente da Comissão;
  • Doutor Luiz Eduardo Cavalcanti Canabarro – Juiz de Direito Auxiliar da Presidência;
  • Doutor Guilherme Pedrosa Lopes - Juiz de Direito Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça;
  • Senhor Gabriel Albuquerque Pinto - Diretor-Geral da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas.
  • Senhor Alessandro Borges Valente - Diretor da Divisão de Captação do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas.

Eles serão responsáveis por toda parte interna do concurso. O que inclui levantamento de vagas, impacto orçamentário e contratação da banca organizadora. A comissão ainda deve elaborar o projeto básico da seleção. 

O documento, também conhecido como termo de referência, funciona como um espelho para o edital. Ele apresenta dados como vagas, cargos, salários, especialidades e estrutura de provas. 

TJ-RJ prepara novo concurso para técnicos e analistas judiciários
(Foto: Divulgação/PGE-RJ)

 

Quando pronto, o projeto básico integra a escolha da banca organizadora. As instituições recebem o documento para que possam propor um preço em ficar à frente do concurso. Em geral, a que apresenta o melhor valor e atende aos requisitos é contratada. 

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, o presidente do tribunal, desembargador Claudio de Melo Tavares, adiantou que o concurso TJ-RJ terá oferta de cerca de 100 vagas imediatas.

De acordo com ele, o edital deve ser publicado entre dezembro e janeiro. As oportunidades do concurso poderão ser divididas em até 11 regiões, permitindo a inscrição em somente uma para cada especialidade. O TJ também formará cadastro de reserva.

+ Assine a Folha Dirigida e turbine sua preparação!
Concurso TJ RJ: novo plano de cargos não influencia edital, diz órgão

Concurso TJ RJ já tem regulamento divulgado

No dia 7 de novembro, o TJ do Rio de Janeiro divulgou o regulamento do novo concurso para servidores, mais um indício de que a seleção está prestes a ocorrer. Conforme o documento, presente no Diário da Justiça Eletrônico, as chances serão para técnicos e analistas judiciários em diversas especialidades. 

A maior parte das carreiras é para analista em 14 áreas diferentes. Na tabela abaixo, veja os cargos, áreas, requisitos e remunerações confirmadas:

CARGO REQUISITO REMUNERAÇÃO
Técnico de atividade judiciária sem especialidade Nível médio completo R$5.556,06
Analista judiciário sem especialidade Nível superior em Administração, Direito, Contabilidade ou Economia R$8.059.89
Analista judiciário - Contador Nível superior em Contabilidade R$8.059.89
Analista judiciário - Psicólogo Nível superior em Psicologia R$8.059,89
Analista judiciário - Assistente Social Nível superior em Serviço Social R$8.059,89
Analista judiciário - Comissário da Infância, Juventude e Idoso Nível superior em Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia, Pedagogia ou Direito R$8.059,89
Analista judiciário - Médico Nível superior em Medicina R$8.059,89
Analista judiciário - Médico Psiquiatra Nível superior em Medicina R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Negócios Nível superior na área R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Infraestrutura Nível superior na área R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Projetos Nível superior na área R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Segurança da Informação Nível superior na área R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Gestão de TIC Nível superior na área R$8.059.89
Analista judiciário - Analista de Sistemas Nível superior em Análise de Sistemas R$8.059,89
Analista judiciário - Execução de Mandados Nível superior em Direito  R$9.972,05

 

Haverá reserva para pessoas com deficiência e hipossuficientes financeiramente. No último caso, também será garantida a chance de isenção da taxa de inscrição.  

+ ASSINANTES conferem entrevista com o presidente do TJ-RJ na íntegra
+ Concurso TJ-RJ: 'edital com 100 vagas sai até janeiro', diz presidente

Concurso TJ-RJ terá até cinco etapas diferentes

De acordo com o regulamento, o novo concurso TJ-RJ para área de apoio poderá ser composto por até cinco etapas diferentes. Sendo elas: prova objetiva de conhecimentos técnicos; prova discursiva; exame de títulos (nível superior); comprovação de sanidade física e mental; comprovação dos requisitos à investidura no cargo.

As fases I, IV e V serão obrigatórias. O tribunal, entretanto, ainda definirá sobre a inclusão das etapas II e III no edital. A aplicação das avaliações está prevista para o primeiro semestre de 2020, segundo o próprio presidente do TJ.

curso online para concurso TJ-RJ

A composição das provas não deve mudar em relação ao último concurso TJ-RJ, realizado em 2014.  Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o diretor de Gestão de Pessoas do tribunal comentou sobre as disciplinas do concurso.

A expectativa, segundo Gabriel Albuquerque Pinto, é que a seleção tenha o mesmo formato das anteriores.

"As pessoas podem se basear pelos editais anteriores. As disciplinas vão sofrer a atualização necessária da legislação. Mas a estrutura vai ser mantida, pois é a que vem dando certo ao longo da história do tribunal", informou.

No dia 19 de novembro, o governador Wilson Witzel sancionou a Lei 8.627/19, que autoriza a promoção dos servidores do tribunal a cada dois anos. O texto teve aval, no mesmo dia, pela Assembleia Legislativa do Estado (Alerj).

Um dos motivos para os deputados votassem a favor do projeto é que o Judiciário abriu mão de preencher 309 cargos vagos de analista. Isso, no entanto, não dificulta o novo concurso TJ-RJ.

Isso porque, hoje, o órgão registra 645 cargos de analista judiciário e 128 de técnico de atividade judiciária desocupados. Tais postos devem ser repostos por meio de aprovados no próximo concurso público.

Diante desse contexto, a Assessoria de Imprensa do tribunal confirmou que um processo não interfere no outro. “Tudo certo com o concurso. Uma coisa não inviabiliza a outra”, respondeu o setor.

Saiba como estudar Direito Administrativo para o concurso TJ-RJ: 



Comentários