Como se preparar para as provas do Cebraspe no concurso TJ RJ 2020

Especialista dá dicas de com se preparar de forma adequada para as provas do concurso TJ RJ mesmo sem a publicação do edital 2020.

Com edital publicado, o concurso TJ RJ terá provas em 7 de junho. Neste momento, o mais importante é manter a preparação em dia, pois a seleção promete ser bastante concorrida.

E uma preparação adequada exige uma série de fatores. Uma delas é conhecer a banca organizadora. No caso do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, a empresa responsável pelas etapas do concurso é o Cebraspe.

A diretora pedagógica do Curso Super Professores e Coach, Claudete Pessôa, esclarece as principais dúvidas dos interessados em concorrer a uma das 160 vagas, distribuídas entre cargos de níveis médio e superior.

Do total ofertado, 85 são para técnico judiciário, sem especialidade, que exige o nível médio e tem remuneração inicial de R$5.556,06. As outras 75 oportunidades são para analista judiciário, em diversas especialidades, com salários que variam de R$R$8.059,89 a R$9.972,05.
 


O contrato entre o tribunal e a banca foi assinado logo no início de janeiro e teve uma movimentada repercussão nas redes sociais, com candidatos analisando a escolha como positiva e outros como negativa.

Isso porque as duas últimas organizadoras de concurso TJ RJ para a área de apoio foram a Fundação Getulio Vargas (FGV), em 2014, e Fundação Carlo Chagas (FCC), em 2012.

No entanto, em 2008, a antiga Cespe/UnB também já organizou seleção para o TJ RJ e com provas de múltipla escolha, diferente do modelo Certo ou Errado utilizado na maioria das provas elaborada pela banca.
 

+ Certo ou Errado? Lembre última prova do Cebraspe para concurso TJ RJ

Na entrevista concedida à FOLHA DIRIGIDA, que pode ser consultada na íntegra por assinantes, a especialista Claudete Pessôa orienta sobre o modelo de prova que será utilizado no próximo concurso TJ RJ.
 

Esta banca é famosa pelas questões certo e errado, entretanto, por contrato com o TJRJ, foi adotada a modalidade múltipla escolha. Este tipo de questão permite que a banca explore um formato que gosta muito: questão multidisciplinar, ou seja, dentro do tema escolhido, a banca apresenta construções jurídicas de várias matérias do direito.

Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida