Concurso TJ-PA: sai local de prova para auxiliar, analista e oficial

Cebraspe divulga locais de prova do concurso TJ-PA para auxiliar, analista e oficial.

Os candidatos do concurso TJ-PA para auxiliar, analista e oficial já podem consultar os locais de aplicação das provas. Os exames serão realizados no próximo domingo, 19 de janeiro, nos turnos da manhã e da tarde. 

Para consultar o endereço de aplicação é necessário acessar a página do concurso, no site do Cebraspe, organizador, e fazer o login com CPF e senha de candidato. 

Aqueles que estão concorrendo às vagas de nível superior serão submetidos a provas objetivas e discursivas, com duração máxima de cinco horas. A aplicação está prevista para começar às 8h (horário local). 

Já os concorrentes no nível médio farão apenas o exame de múltipla escolha, com duração total de até três horas. Para esses, a aplicação será no turno da tarde, com início às 15h. 

A banca recomenda que todos cheguem aos locais de prova com antecedência mínima de uma hora. Para fazer o exame será necessário levar: 

✔ caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente
✔ comprovante de inscrição
✔ documento de identidade original

Todos os candidatos devem observar as regras para realização da prova no edital de abertura do concurso e na convocação, divulgada pelo Cebraspe. Algumas das proibições incluem objetos eletrônicos em geral, acessórios de chapelaria e embalagens foram dos padrões aceitos pela banca.

O número total de inscrições homologadas no concurso ainda não foi divulgado pela banca, nem pelo Tribunal. Sabe-se, contudo, que mais de 18 mil pessoas concorrem às vagas destinadas a negros e 6 mil tiveram isenção da taxa deferida.

Saiba como estudar para a prova discursiva do Concurso TJ-PA

Provas do concurso TJ-PA terão 50 ou 70 questões

Os candidatos do concurso para o Tribunal de Justiça do Pará farão as provas objetiva e discursiva no dia 19 de janeiro. A primeira será aplicada a todos os cargos e a discursiva somente para os de nível superior. 

Os candidatos a analista e oficial ainda serão submetidos a análise de títulos, etapa cuja data ainda não foi divulgada pela banca. 

Para as vagas de auxiliar (nível médio), o exame objetivo compreenderá 50 questões, sendo 30 de Conhecimentos Específicos e 20 de Conhecimentos Gerais. As disciplinas vão abranger:

  • Língua Portuguesa
  • Ética no Serviço Público
  • Administração Pública e Poder Judiciário Legislação
  • Políticas de Saúde (apenas para cargos da área)
  • Matemática/ Raciocínio Lógico (apenas para cargos de Exatas)
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência

O exame será avaliado na escala de 0 a 50 pontos, de modo que cada questão valerá 1 ponto. Pra ser considerado habilitado será preciso alcançar nota maior que 10 pontos em Conhecimentos Gerais e maior de 15 pontos em Conhecimentos Específicos.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Para oficial e analista, ambos de nível superior, a prova objetiva compreenderá 70 questões, sendo 40 de Conhecimentos Específicos (variando conforme a especialidade) e 30 de Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa
  • Ética no Serviço Público
  • Administração Pública e Poder Judiciário
  • Legislação
  • Políticas de Saúde (apenas para cargos da área)
  • Matemática/ Raciocínio Lógico (apenas para cargos de Exatas)
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência

Já a discursiva consistirá na elaboração de uma redação dissertativa, que deverá conter de 20 a 30 linhas. O tema vai abordar assuntos de atualidades e será apresentado no momento da aplicação. 

A prova objetiva terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 a 70 pontos, de modo que cada questão valerá 1 ponto. Para ser habilitado será preciso alcançar nota superior a 15 em Conhecimentos Gerais e 20 pontos em Conhecimentos Específicos.

A discursiva, também eliminatória e classificatória, valerá 30 pontos. Será reprovado o candidato que obtiver menos de 15 pontos. Os gabaritos serão divulgados a partir das 19h do dia 21 de janeiro.

(Foto: Sinjep-PA)
Concurso para servidores do TJ-PA terá três etapas de avaliação
(Foto: Sinjep-PA)

Vencimentos do concurso chegam a R$11 mil 

Das 200 vagas ofertadas no concurso TJ-PA, 50 são de nível médio, no cargo de auxiliar judiciário (sem especialidade). Também será formado cadastro de reserva para auxiliar na especialidade Programador de Computador, que exige curso técnico na área. Ambos têm ganho inicial de R$3.207,90 para trabalhar 30 horas por semana. 

No nível superior será formado cadastro para a carreira de oficial de justiça, que exige graduação em Direito. Também são concorridas mais 150 vagas, além de cadastro, para analistas das seguintes especialidades: 

  • Área Administrativa (uma vaga) 
  • Administração (CR)
  • Análise de Sistema - Desenvolvimento (CR)
  • Análise de Sistema - Suporte (CR)
  • Ciências Contábeis (CR)
  • Direito (137 + CR)
  • Estatística (uma)
  • Pedagogia (oito + CR)
  • Psicologia (três + CR)
  • Serviço Social (uma + CR)

O vencimento é de R$4.066,70, além de uma gratificação de R$3.253,36, elevando os ganhos a R$7.320,06. Para oficiais, também há R$2.846,69 referente a risco de vida e R$1.553 por atividade externa, de modo que o ganho chega a R$11.719,75.

O Tribunal ainda concede outros benefícios, como: auxílio-alimentação, assistência pré-escolar, auxílio-transporte, assistência médica e odontológica, e exames periódicos. As contratações são feitas pelo regime estatutário, que assegura estabilidade.

Comentários