Concurso TJ-CE: você sabe o que faz um técnico judiciário? Descubra!

Conheça as atribuições, os requisitos e os benefícios do cargo de técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE).

As inscrições do concurso para técnicos do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) já estão abertas. Antes de se candidatar é preciso conhecer bem o cargo e saber se a vaga está de acordo com seu perfil. 

Por isso, FOLHA DIRIGIDA listou todas as atribuições e benefícios oferecidos pela carreira. Você sabe o que faz um técnico do TJ-CE? Descubra agora!

Em primeiro lugar, é preciso saber que o cargo de técnico judiciário é subdividido em duas áreas: Judiciária e Administrativa. Em ambos os casos, o requisito para participação é o comprovante do ensino médio completo, reconhecido pelo Ministério da Educação.

Atribuições relativas ao cargo

A diferença entre as funções está relacionada, justamente, às suas atribuições. O técnico da área judiciária prestará apoio à execução de tarefas judiciárias relacionadas ao atendimento dos magistrados.

Já o técnico da área administrativa atuará em tarefas de apoio administrativo relacionadas aos recursos humanos. Veja quais tarefas competem a cada um:

→ Técnico judiciário — área judiciária

Atividades de natureza processual, referente à execução de tarefas judiciárias relacionadas ao atendimento aos magistrados e ás partes. Estão entre as atribuições:

  • A tramitação dos feitos;
  • Realização de abertura e encerramento de audiências;
  • Chamadas das partes, dos advogados e das testemunhas;
  • Guarda e conservação de bens e processos e outras atividades judiciárias correlatas.

→ Técnico judiciário — área administrativa

Atividades de natureza técnica, referentes à execução de tarefas de apoio administrativo relacionadas com as áreas de:

  • Recursos humanos;
  • Materiais e patrimoniais;
  • Contabilidade e finanças públicas;
  • Auditoria e controle interno;
  • Serviços de precatórios;
  • Almoxarifado;
  • Aquisição de materiais e serviços;
  • Operação e manutenção de sistemas informatizados;
  • Protocolo.

Remuneração

Um dos grandes atrativos da carreira é a remuneração. Quem for aprovado no concurso para técnicos do TJ-CE terá direito a um salário de R$5.077,45.

O valor do vencimento básico é de R$3.903,43, mas os profissionais ainda têm direito a Gratificação por Alcance de Metas Institucionais e unidades (GAM), de R$1.174,02. 

• Concurso TJ-CE: professor analisa edital com 328 vagas de técnico

TJ-CE
Concurso tem oferta de 328 vagas para técnicos (Foto: Divulgação)

Inscrições para o concurso já estão abertas

Se você avaliou os critérios para participação no concurso, as atribuições do cargo, os benefícios oferecidos e identificou que essa vaga é para você, fique atento aos detalhes para participação. Confira os prazos das etapas do concurso e entenda os critérios de avaliação.

Oferta de vagas

O concurso oferece 328 oportunidades, mas apenas oito são imediatas e 320 para formação de cadastro de reserva. Para área judiciária são sete vagas imediatas e 280 para cadastro. Já para área administrativa, a oferta é de uma vaga imediata e 40 para cadastro.

Os classificados para as vagas da área Judiciária serão lotados nas comarcas do interior do estado. Já os aprovados para a área Administrativa atuarão na comarca de Fortaleza.

A boa notícia é que o índice de aproveitamento dos aprovados em cadastro no TJ-CE é positivo. No concurso de 2014, por exemplo, foram oferecidas 238 vagas para níveis médio e superior. 

No entanto, ocorreram 458 nomeações em razão de novas vagas criadas em lei, exonerações e aposentadorias. Desse total, 321 aprovados assumiram os cargos.

• 45% dos aprovados em concursos perdem a nomeação. Veja como evitar!

Durante a elaboração do edital do concurso de 2019, o tribunal já previa a ocorrência de futuras aposentadorias. Por isso o número elevado de vagas em cadastro. A medida visa ao preenchimento imediato de possíveis vacâncias.

Inscrições

Quem quiser participar dessa seleção terá até as 16h do dia 20 de agosto para se candidatar, no site da Fundação Getúlio Vargas, organizadora. Para se inscrever, basta preencher o formulário no site e efetuar o pagamento da taxa de inscrição.

O valor é de R$58 e poderá ser pago até o dia 21 de agosto. O prazo para pedidos de isenção do pagamento já está encerrado.

O resultado será divulgado pela organizadora no dia 6 de agosto. Os que tiveram as solicitações indeferidas terão até o dia 20 do mesmo mês para imprimir o boleto e até o dia 21 para efetuar o pagamento. 

Etapas de seleção

O concurso será realizado em duas fases: provas objetivas e discursivas. As duas avaliações serão realizadas no dia 15 de setembro. Na ocasião, os candidatos terão quatro horas para responder às questões.

A prova para os concorrentes da área judiciária será realizada no turno da manha (das 8h às 12h30). Os inscritos para área Administrativa responderão ao exame na parte da tarde (das 15h as 19h30).

A avaliação será composta por 70 questões, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 40 de Conhecimentos Específicos. O exame terá caráter eliminatório e classificatório. Veja a distribuição das questões:

Técnico Judiciário — área judiciária
Conhecimentos Básicos Língua Portuguesa 22
Organização Judiciária do Estado do Ceará e Direitos das Pessoas com Deficiência Oito
Conhecimentos Específicos Noções de Direito Constitucional 10
Noções de Direito Administrativo 10
Noções de Direito Processual Civil  10
Noções de Direito Processual Penal 10

 

Técnico Judiciário — área administrativa
Conhecimentos Básicos Língua Portuguesa 22
Organização Judiciária do Estado do Ceará e Direitos das Pessoas com Deficiência Oito
Conhecimentos Específicos Noções de Administração Pública 10
Noções de Gestão Pública 10
Noções de Direito Constitucional 10
Noções de Direito Administrativo 10

 

Serão aprovados na prova objetiva os que acertarem, no mínimo, 50% das questões de Conhecimentos Básicos, 50%  das questões de Conhecimentos Específicos. Além de não zerar nenhuma disciplina. 

Prepare-se para o TJ-CE 2019

Botão com link para curso de preparação

Na avaliação discursiva será exigida a elaboração de um texto dissertativo, com no mínimo 20 linhas e no máximo 30. O tema da prova será relacionado ao conteúdo da disciplina de Conhecimentos Específicos.

Serão duas etapas de correção. A primeira, que pode chegar até 15 pontos, avaliará a estrutura textual. A segunda irá verificar a correção gramatical. Nessa etapa o candidato pode alcançar até cinco pontos.  Veja como será distribuída a pontuação:

Critério avaliado Pontuação
Primeira parte
Abordagem do tema Oito
Progressão textual Sete
Segunda parte
Seleção vocabular (menos 0,2 ponto por erro)
Norma culta (menos 0,3 ponto por erro)

 

Provas discursivas: saiba tudo sobre a estética do texto

Para ser aprovado na prova discursiva é preciso obter nota igual ou superior a 10 pontos. Serão corrigidas as avaliações dos aprovados até a 540ª posição para área judiciária e até a 180ª posição para área técnico-administrativa.

Para os que concorrem às vagas reservadas a candidatos negros, serão corrigidas as provas dos classificados até a 108ª posição para a área judiciária e até a 36ª posição para a área técnico-administrativa. Todas as provas dos candidatos às vagas para pessoas com deficiência serão avaliadas.

O concurso terá validade de dois anos, contados a partir de sua data de homologação. O período poderá ser prorrogado por mais dois, a critério do tribunal.

Como estudar à noite para concurso público? 



Comentários