Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso TJ-AM: sai edital com 160 vagas para níveis médio e superior

Concurso TJ-AM: sai edital com 160 vagas para níveis médio e superior

O TJ-AM divulgou nesta quarta-feira, 3, o edital do novo concurso com 160 vagas para assistentes e analistas judiciários.

O edital do concurso para o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) foi publicado nesta quarta-feira, 3. A oferta é de 160 vagas para assistentes (nível médio) e analistas judiciários (nível superior) mais cadastro de reserva.

O destaque do concurso TJ-AM é o cargo de assistente judiciário com 140 vagas. Para se candidatar é preciso ter o ensino médio completo. A remuneração inicial é de R$4.558,34.

As demais 20 oportunidades são para carreira de analista judiciário, que exige nível superior na área de interesse. Os vencimentos são de R$8.936,96. Os servidores também recebem auxílio-alimentação de R$1.761,20 e auxílio-saúde de R$412,34. 

A oferta do concurso está distribuída entre as comarcas da capital, Manaus, e do interior do Estado. No último caso, todas as vagas serão para assistente, de nível médio.

Ao todo, sete chances serão para a Sub-Região do Alto Solimões (abrangendo as comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá).

TJ-AM abre novo concurso para contratação de servidores efetivos
(Foto: Arquivo/TJ-AM)

 

Além de seis vagas para a Sub-Região do Baixo Amazonas (com as comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará). Essas duas regiões eram as únicas que não foram contempladas pelo último concurso regionalizado do tribunal.

Confira a distribuição das vagas na tabela abaixo:

Cargo Nº de vagas Especialidades
Assistente judiciário (nível médio) Capital - 127 vagas Sem especialidade (100 vagas)
Programador (10 vagas)
Suporte ao Usuário de Informática (15 vagas)
Técnico de Segurança do Trabalho (2 vagas)
Interior - 13 vagas Assistente judiciário geral (11 vagas)
Suporte ao Usuário de Informática (2 vagas)
Analista judiciário (nível superior) Capital - 20 vagas Analista de sistemas (4 vagas)
Arquivologia (1 vaga)
Biblioteconomia (1 vaga)
Contabilidade (2 vaga)
Direito (2 vagas)
Engenharia Civil (2 vagas)
Estatística (1 vaga)
Médico do Trabalho (1 vaga)
Psicologia (2 vagas)
Oficial de Justiça Avaliador (2 vagas)
Serviço Social (2 vagas)

 

+ Estuda e trabalha? Saiba como superar esse desafio
+ Existe a melhor técnica de estudos para concursos?

Inscrições do concurso TJ-AM começam no dia 23 de julho

As inscrições do concurso TJ-AM terão início a partir das 10h de 23 de julho. Os cadastros poderão ser realizados até 21 de agosto, pelo site do Cebraspe, banca organizadora. O primeiro passo é preencher a ficha com todos os dados solicitados.

Em seguida, imprimir a taxa e pagar a taxa de R$90 para nível médio e R$150 para analista. O pagamento será aceito até o dia 10 de setembro. As provas serão aplicadas em turnos diferentes para cada cargo. Por isso, uma mesma pessoa poderá se inscrever para as duas escolaridades.

Poderá solicitar a isenção da taxa os inscritos no programa CadÚnico, doadores de sangue, membros de famílias de baixa renda, trabalhador de qualquer regime legal, que perfaça renda mensal de até três salários mínimos, e desempregados. 

Para isso, deverão preencher o requerimento disponível de 23 de julho a 21 de agosto, pelo portal do Cebraspe. Além de enviar a documentação comprobatória das condições.   

Concurso TJ-AM será composto por duas etapas

O concurso para servidores do TJ-AM será composto por duas etapas: provas objetivas e de títulos. A primeira será realizada por todos os candidatos, de caráter eliminatório e classificatório.

A aplicação está marcada para o dia 13 de outubroNa parte da manhã, será a vez dos inscritos para nível superior. Já no turno da tarde, de nível médio. Os locais de prova serão disponibilizados para consulta em 27 de setembro, pelo site da banca. 

Os candidatos às vagas para a Sub-Região do Alto Solimões deverão realizar as provas exclusivamente no município de Tabatinga. Já os inscritos para a Sub-Região do Baixo Amazonas deverão realizar os exames exclusivamente em Parintins. 

Para assistente judiciário serão cobradas 100 questões, sendo 40 de Conhecimentos Básicos e 60 de Conhecimentos Específicos. Já para analista judiciário serão 120 questões, das quais 40 de Conhecimentos Básicos e 80 de Conhecimentos Específicos. 

As disciplinas básicas serão comuns a todos os cargos: 

Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa;
  • Geografia do Amazonas;
  • Legislação Institucional e do poder Judiciário;
  • Acessibilidade;
  • Noções de Informática e processo digital (exceto para analista na especialidade de Analista de Sistemas; assistente nas áreas de programador e suporte ao usuário de Informática). 

Já as disciplinas específicas variam de acordo com a carreira em disputa. As provas serão compostas por itens de ‘certo’ ou ‘errado’, como é característica da banca Cebraspe (antigo Cespe/UnB).

+ Saiba como vencer as provas do Cebraspe em concursos!

Será reprovado no cargo de nível médio quem obtiver nota inferior a 12 pontos em Conhecimentos Básicos e 18 em Específicos. No caso do cargo de nível superior, será necessário atingir, no mínimo, 12 pontos em Conhecimentos Básicos e 24 em Específicos. 

Somente os classificados aos cargos de analista judiciário também serão submetidos a avaliação de títulos, de caráter apenas classificatório.

O concurso TJ-AM terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois. Durante esse período, o tribunal poderá chamar os aprovados para suprir as carências por aposentadorias, mortes, exonerações e desligamentos em geral.  

Presidente garante uso do cadastro de reserva

Nesta quarta-feira, 3, foi realizada uma entrevista coletiva sobre o primeiro ano do desembargador Yedo Simões à frente da presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). Na ocasião, foi lançado o edital do novo concurso para servidores. 

Em sua fala, Simões destacou que o tribunal apresenta um quadro deficitário de profissionais. E que, mesmo assim, consegue atingir as metas e trabalhar com produtividade. 

Para suprir essa carência, serão chamados os aprovados no concurso. Mesmo com as 160 vagas imediatas do edital, o presidente revelou que 300 concursados poderão assumir os postos entre o final deste ano e o início de 2020.

Dessa forma, o cadastro de reserva será bem utilizado durante a validade da seleção. 

"É a concretização de uma meta. A chance para as pessoas que queiram fazer esse concurso", disse Simões. 

Saiba como o Cebraspe cobra Direito Administrativo em concursos de tribunais: 

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR



Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações