Versão nova do site ativada

Concurso TJ AM: homologação é suspensa devido à pandemia

A homologação do concurso para o Tribunal de Justiça do Amazonas terá uma nova data a ser definida.

13/05/2020 13:43 | Atualizado: 13/05/2020 15:39

13/05/2020 13:43 | Atualizado: 13/05/2020 15:39

O Tribunal de Justiça do Amazonas suspendeu a homologação do concurso TJ AM, realizado em 2019. A decisão foi tomada durante uma sessão virtual dos desembargadores da Corte Estadual de Justiça na terça-feira, 12.

Segundo o site do tribunal, foi avaliado que as consequências sociais e orçamentárias da pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19) ainda são imensuráveis.

Desse modo, a suspensão da homologação do concurso, considerando o atual cenário de indecisões, é uma forma de preservar os interesses públicos e particulares dos envolvidos.

É importante destacar que a homologação do resultado final não foi cancelada e sim suspensa. Com a decisão, uma nova data para o último passo do concurso TJ AM será definida pelo Poder Judiciário Estadual.

Conforme o edital de abertura, após a homologação, o Tribunal de Justiça do Amazonas terá dois anos para convocar os classificados dentro do número de vagas oferecidas, podendo o prazo ser prorrogado por mais dois anos.

Saiba mais sobre o concurso:

Número de convocações
Quantidade de inscritos e avaliações

Concurso TJ AM tem homologação suspensa em razão da pandemia (Foto: Divulgação/TJ-AM)
Concurso TJ AM tem homologação suspensa em razão da pandemia
(Foto: Divulgação/TJ-AM)


Concurso TJ AM poderá convocar até 300 aprovados

Com o edital de abertura publicado em julho do ano passado, o concurso TJ AM ofereceu 160 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva.

No entanto, em entrevista coletiva, o presidente do tribunal, desembargador Yedo Simões, destacou que o órgão apresenta um quadro deficitário de profissionais.  

Para preencher a vacância, o presidente afirmou que até 300 classificados poderão assumir os postos no início de 2020.

Assim, o cadastro de reserva será bem utilizado durante a validade da seleção de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois.

"É a concretização de uma meta. A chance para as pessoas que queiram fazer esse concurso", disse Simões.

O destaque do concurso é o cargo de assistente judiciário, com 140 vagas de nível médio completo.

A remuneração inicial é de R$4.558,34. As outras 20 são para carreira de analista, que exige nível superior na área de interesse. Os vencimentos são de R$8.936,96.

Os selecionados ainda terão direito a auxílio-alimentação de R$1.761,20 e auxílio-saúde de R$412,34. As vagas estão distribuídas entre as comarcas da capital, Manaus, e do interior do Estado. Neste segundo caso, todas são para assistente.

Sete chances serão para a Sub-Região do Alto Solimões (abrangendo as comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá).

E seis para a Sub-Região do Baixo Amazonas (comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará).

Concurso registrou mai de 68 mil inscritos

Segundo o Tribunal de Justiça do Amazonas, 68.750 inscrições foram homologadas. A maior parte foi para assistente sem especialidade, com 53 mil cadastros.

Nas especialidades de analista judiciário, Direito teve o maior número de inscrições: 5.734 para apenas duas chances mais cadastro de reserva.

+ Concursos federais 2021: confira as vagas previstas em novos pedidos

Embora o número de inscrições tenha sido alto, no dia das provas objetivas, aplicadas em outubro do ano passado, cerca de 20% dos candidatos não compareceram para o exame.

No turno da manhã, as avaliações foram para analista judiciário (nível superior), foram 25,87% de faltosos. Já no turno da tarde, para os concorrentes a assistente (nível médio), a  abstenção foi de 21,91% .

Os exames foram realizados nos municípios de Manaus, Tabatinga e Parintins. Para assistente judiciário, as avaliações contaram com 100 questões, sendo 40 de Conhecimentos Básicos e 60 de Conhecimentos Específicos.

Já para analista foram 120 itens, dos quais 40 de Conhecimentos Básicos e 80 de Conhecimentos Específicos. Também houve uma etapa de análise de títulos, apenas aos concorrentes de analista judiciário, cargo de nível superior.
 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

TJ-AM - 2019 - Servidores

AM
Até R$8936,96
Fund...
160 vagas