Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso TJ-AM: comissão organizadora se reúne com Cebraspe

Concurso TJ-AM: comissão organizadora se reúne com Cebraspe

A comissão organizadora do concurso TJ-AM tem reunião marcada com o Cebraspe, em Brasília, para tratar sobre a seleção.

Em processo de escolha da banca, a comissão organizadora do concurso para o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) tem reunião marcada com equipe do Cebraspe. A instituição de Brasília é conhecida por receber inscrições e aplicar provas de concursos nacionais, incluindo os de tribunais.

Pelo portal do TJ-AM, é possível ver o requerimento de passagens aéreas para os membros viajarem ao encontro em Brasília. A solicitação das diárias ocorreu entre março e abril. A reportagem da FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com a comissão do concurso nesta segunda-feira, 15, para saber detalhes da reunião.

O grupo, até o momento, não respondeu aos questionamentos. De acordo com o juiz Alexandre Novaes, membro da comissão de atos preparatórios do concurso, a previsão é que o edital seja publicado ainda no primeiro semestre.

TJ-AM adiata preparativos de novo concurso para área de apoio
(Foto: Divulgação/Seduc-AM)

 

Os aprovados, segundo ele, deverão começar a atuar em 2020. Em entrevista ao jornal Em Tempo, o juiz confirmou que a seleção será apenas para dois cargos: assistente judiciário (nível médio) e analista judiciário (nível superior).

As remunerações atuais são de R$4.588,34 para assistente e R$8.936,96 para analista. Os servidores ainda têm direito a auxílio-alimentação de R$1.669,38 e auxílio-saúde de R$390,85.

• Concurso TJ-AM terá edital até junho para assistente e analista
• Concurso TJ-AM: presidente confirma edital

A declaração do magistrado desmente os indícios de que o cargo de auxiliar judiciário (nível fundamental) também seria contemplado no concurso. Alexandre Novaes adiantou que o maior número de vagas será para nível médio, sobretudo para a capital Manaus.

"O maior número de vagas é para o nível médio. Há uma demanda grande no primeiro grau nas varas e juizados, que é realmente onde há uma carência maior, porque é direcionado um grande número de processos”, disse o juiz no dia 13 de março.

O juiz disse ainda que o número de vagas do concurso TJ-AM está em definição em paralelo à contratação da banca organizadora. Ele, porém, confirmou que a oferta será para vagas imediatas e formação de cadastro de reserva.

• Quizz: você sabe fazer um bom planejamento para concursos?

Questionada pela reportagem da FOLHA DIRIGIDA, a Assessoria de Imprensa do tribunal disse que “a comissão de atos preparatórios do referido concurso público ainda prossegue os estudos prévios, sem previsão oficial, ainda, para a divulgação do edital do certame".

Concurso TJ-AM: órgão tem 367 cargos vagos

Até o mês de março, o tribunal registrou 367 cargos vagos que poderão ser preenchidos por concurso. Faltam 166 analistas (nível superior) e 201 assistentes judiciários (nível médio). Esse quantitativo ainda pode crescer em caso de aposentadorias, mortes ou exonerações de atuais servidores.

Em 2018, o presidente do órgão, Yedo Simões explicou que o ideal seriam mais de 400 vagas.O TJ-AM, no entanto, está em processo de análise do impacto dos novos servidores nas contas públicas.

“Nossos funcionários têm um salário alto em relação ao restante do país, em função do nosso plano de cargos e salários, e estamos tentando contornar isso. O ideal seriam 400 vagas. O problema é que o tribunal não comporta essas vagas com os salários que temos hoje”, justificou.

A intenção, segundo o presidente tribunal, é que as nomeações de aprovados sejam imediatas. Para que o edital seja divulgado, o órgão ainda precisa escolher a banca organizadora. O concurso para área de apoio é prometido por Yedo Simões desde o início de sua gestão, em julho de 2018.

Tenha acesso a cursos de preparação para concursos!

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR



Comentários


NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações