Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Professor de Português dá dicas para as provas

"Tratando-se de Língua Portuguesa, as provas para auditor são mais subjetivas que as de técnico e exigem maior capacidade interpretativa do candidato. Convém uma leitura atenta dos textos e enunciados mais capciosos. Para o cargo de técnico, a banca segue uma linha bem mais tradicional e cobra um número superior de questões de gramática em detrimento às de interpretação", afirma Jean Aquino, que, a pedido da FOLHA DIRIGIDA, orienta os candidatos do concurso para o Tribunal de Contas da União (TCU), com provas marcadas para 9 e 16 de agosto.

"Tratando-se de Língua Portuguesa, as provas para auditor são mais subjetivas que as de técnico e exigem maior capacidade interpretativa do candidato. Convém uma leitura atenta dos textos e enunciados mais capciosos. Para o cargo de técnico, a banca segue uma linha bem mais tradicional e cobra um número superior de questões de gramática em detrimento às de interpretação", afirma Jean Aquino, que, a pedido da FOLHA DIRIGIDA, orienta os candidatos do concurso para o Tribunal de Contas da União (TCU), com provas marcadas para 9 e 16 de agosto.
 
A seleção está sob responsabilidade do Cespe/UnB, organizadora, que, segundo o docente, tem um perfil repetitivo. "Eu não ousaria dizer que o Cespe/UnB produz provas fáceis, mas é inegável que o candidato que se atenha a resolver provas anteriores e recentes vai encontrar relativa facilidade sempre", afirma. Para Jean, as conjunções, os pronomes relativos e as orações que esses conectores introduzem são aspectos sempre presentes nas avaliações elaboradas pela banca.
 
As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em dois turnos, em 9 de agosto para técnico, e no dia 16 do mesmo mês, para auditor. Além de Língua Portuguesa, as provas versarão sobre Direito Administrativo e Constitucional, Informática, Atualidades, Execução Orçamentária e Financeira, entre outros assuntos. As avaliações para auditor serão realizadas nas cidades de Belém, Boa Vista, Brasília, Cuiabá, Macapá, Manaus e Rio Branco. Já para técnico, além dessas (com exceção de Macapá), haverá exames em Porto Velho, Recife, Salvador e São Luís.
 
Jean acredita que as seleções públicas não têm a intenção de testar os conhecimentos adquiridos, e sim de reprovar os candidatos menos preparados. "O Cespe/UnB se vale de conceitos aprendidos de forma superficial e cria itens baseados em equívocos, como, por exemplo, sugerir que qualquer termo que se isole por vírgulas desempenhe função sintática de aposto, o que é um erro clássico", alerta o especialista, que leciona no preparatório Cejuris Concursos Públicos.

Andamento - Os candidatos que ainda não pagaram a taxa de inscrição têm até o próximo dia 17 para fazê-lo, e no dia 30 deste mês, será divulgado, no site do organizador, o edital que informará os locais e horários de realização das provas. A banca ainda não informou o número de inscritos na seleção, o que deve ocorrer em breve. Como incentivo aos candidatos, Jean diz: "Todos que hoje ocupam um cargo público devem o sucesso ao seu próprio esforço e também aos colegas, que, como eu, se empenharam em seu trabalho".

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações