Concurso TCM-Rio está previsto no orçamento de 2019 do órgão

O concurso para auditor do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro está previsto no orçamento de 2019 do órgão.

O concurso TCM-Rio está previsto no orçamento de 2019 do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM-Rio). O órgão já se movimenta para a realização da seleção.

A informação foi publicada no Diário Oficial do Rio de Janeiro desta terça-feira, dia 23, na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 do Município. A lei estima a receita e fixa a despesa do município para o exercício financeiro de 2019.

Dentre as ações programadas com o orçamento está a realização de concurso público para preenchimento de cargos vagos no Tribunal de Contas do Município (TCM-Rio). No último dia 5 de julho foi instituída a comissão que ficará responsável por acompanhar e fiscalizar todas as etapas da seleção.

O grupo é presidido pelo servidor Emil Leite Ibrahim. Também constituem a comissão os servidores Pedro Hollanda Dionisio, Jaqueline Dias de Mello, Alexandre Angeli Cosme e Renato Tinoco Gonzaga.

Também será a comissão a responsável por elaborar o projeto básico do concurso. No documento serão listados alguns detalhes, como as etapas de seleção.

Apesar da previsão orçamentária, a expectativa do tribunal é de realizar o concurso nos primeiros meses de 2020. Já a nomeação dos aprovados deve acontecer no segundo semestre do próximo ano. A informação está de acordo com o que disse o presidente do tribunal, Thiers Montebello, ao autorizar a formação da comissão organizadora.

 Concurso TCM-Rio: veja dicas para iniciar sua preparação

 Como antecipar-se ao edital do concurso TCM-Rio? Auditor responde

TCM-Rio
Tribunal já se movimenta para realização do concurso
(Foto: Divulgação)

Concurso ofertará vagas para auditor

O concurso será para preenchimento de vagas de auditor de controle externo. No mesmo dia em que autorizou a formação da comissão, o presidente do TCM-Rio anunciou mudanças no quadro efetivo de auditor.

Cinco cargos vagos existentes foram transformados em vagas para auditor de controle externo da área de Tecnologia da Informação. Thiers afirmou que a modificação é necessária, tendo em vista o atual quadro insuficiente de auditores na área de TI do tribunal.

“A tendência é aumentar a especialização e ter mais empenho nessa área”, defendeu o presidente.

O texto publicado no Diário Oficial do Município, com a oficialização da mudança, ainda apontou o crescimento das demandas internas por desenvolvimento de soluções em Tecnologia da Informação.

De acordo com a alteração, dois cargos de auditor externo sem especialidade, dois com especialidade em Direito e um em Engenharia foram transformados em vagas para auditor de controle externo da área de Tecnologia da Informação (TI).

TCM-Rio deve formar um cadastro de reserva, além das vagas imediatas

O órgão acumula, atualmente, 29 vacâncias. Sendo, 23 cargos vagos para a função de auditor de controle externo sem especialidade. As outras cinco são para auditor de controle externo com especialidade em TI.

CARGO REQUISITO REMUNERAÇÃO VAGAS
Auditor de controle externo sem especialidade Nível superior em qualquer área R$19.860,01 23
Auditor de controle externo - TI Nível superior em TI R$19.860,01 5

 

Também há um cargo vago para técnico em controle externo sem especialidade. No entanto, o último concurso para a função ainda está em validade. O prazo foi prorrogado em fevereiro deste ano, de forma que só se encerrará em 2021. 

A expectativa para o próximo concurso do TCM-Rio é que  seja formado um cadastro de reserva, além da oferta de vagas imediatas. O cadastro poderá ser utilizado ao longo do prazo de validade do concurso, que deverá ser de dois anos, prorrogáveis por igual período.

Inicie já sua preparação para o concurso

Botão com link para curso de preparação

Remuneração é um dos principais atrativos do concurso

Um dos principais atrativos desse concurso é a remuneração oferecida aos auditores. As vagas são destinadas a candidatos com formação em nível superior. 

As vagas de auditor de controle externo sem especialidade, por exemplo, aceita formação em qualquer curso. Já as vagas para a área de TI exigem formação específica.

A atual remuneração para o cargo é de R$15.226,81, em início de carreira. O valor é composto pelo vencimento básico de R$2.356,81, mais a gratificação de controle externo de R$12.870.

Após três meses de trabalho, é acrescentado à remuneração dos servidores o valor dos encargos especiais de trabalho, de R$4.633,20. Assim, a remuneração é elevada R$19.860,01

E não para por aí. Ainda estão previstos benefícios, como auxílio-saúde (até R$1.400); auxílio-refeição (R$1.133); auxílio-creche (R$1.287), para quem tem dependentes de até seis anos; e auxílio-educação (R$1.287), no caso de dependentes de até 17 anos. Os auxílios-creche e educação ficam limitados a apenas dois dependentes. 

A carga de trabalho dos servidores será de 40 horas por semana. O regime de contratação é o estatutário, que garante estabilidade empregatícia, após três anos ininterruptos de pleno exercício da função.

Como planejar estudos para concurso? 



Comentários