Saiba como foram as provas do último concurso TCE-RJ para analista

Saiba como foram as etapas de avaliação do último concurso para analistas de controle externo do TCE-RJ.

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) realiza preparativos para abrir um novo concurso para analistas de controle externo ainda este ano. Para os interessados, a melhor referência de preparação é o edital anterior, publicado em abril de 2012. 

Pensando em ajudar os futuros candidatos, FOLHA DIRIGIDA conta como foram as etapas de avaliação do concurso. A oferta foi de 100 vagas, das quais 89 eram de analista, que exige formação de nível superior. 

Como estudar para concurso público sem edital?

Vale destacar que a carreira é dividida em duas áreas: a organizacional e a de controle externo. Cada uma contempla várias especialidades e cursos de formação. A segunda, além da escolaridade, requer experiência profissional de dois anos.

O edital de 2012 ofertou vagas para as duas áreas. Em controle externo foram: Tecnologia da Informação, Engenharia Civil, Direito, Controle Externo, Ciências Contábeis e Administração em Saúde.

Já para analista de controle externo da área organizacional, havia vagas para Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Organizacional (qualquer graduação), Pedagogia e Tecnologia da Informação. 

Na época, os ganhos iniciais eram de R$9 mil. Atualmente, o valor já chega a R$13.708,81 iniciais, composto por R$7.410,17 de vencimento e R$6.298,64 de gratificação de controle externo. 

Concurso TCE-RJ: ganhos do analista podem chegar a R$16 mil
TCE-RJ: especialista pede disciplina e dedicação nos estudos

Acesse o edital anterior

Além de analistas, o concurso TCE-RJ 2012 também ofertou vagas de técnico, que exige nível médio. A carreira, no entanto, não foi confirmada para o concurso de 2019. 

Último concurso TCE-RJ teve três etapas

O concurso TCE-RJ 2012 teve três etapas de avaliação: prova objetiva, eliminatória e classificatória, para todos os cargos; prova discursiva, eliminatória e classificatória, para todos os cargos; e avaliação de títulos, classificatória, apenas para analistas. 

A organização ficou por conta da Fundação Escola Superior do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Femperj). Além dos exames escritos e de títulos, os aprovados nessas fases também tiveram que comprovar aptidão física e mental. 

Estuda e trabalha? Saiba como superar esse desafio

Prova objetiva

A prova objetiva para analistas consistia em 100 questões, divididas em duas partes: uma com 40 itens de Conhecimentos Básicos e outra com 60 de Conhecimentos Específicos. A primeira abrangia as disciplinas de:

  • Português
  • Noções de Direito
  • Legislação Básica aplicável ao TCE‐RJ

Para os candidatos da área de controle externo, a parte de Conhecimentos Básicos também incluiu a disciplina Controle Externo, com cinco questões. O exame valia até 100 pontos, de modo que cada questão valia um. 

Repetição leva à perfeição. Entenda!

Para ser aprovado era preciso alcançar, pelo menos: 20 pontos em Conhecimentos Básicos; 30 em Conhecimentos Específicos; e 50 no conjunto das duas partes. A aplicação teve duração de cinco horas.

Prepare-se para o concurso de TCE-RJ

Confira dicas de estudo para concursos

Prova discursiva

A prova discursiva para analistas, aplicada no mesmo dia do exame objetivo, consistiu em uma redação mais quatro questões. Na primeira parte os candidatos foram avaliados por apresentação, estrutura textual e desenvolvimento do tema. Além de aspectos como acentuação, pontuação e propriedade vocabular.

O exame valia 100 pontos, dos quais 20 eram da redação e 80 das questões (cada uma valendo até 20 pontos). Foram corrigidas somente as provas discursivas dos candidatos mais bem classificados na etapa anterior, conforme a tabela a seguir.

Como evitar a eliminação em provas discursivas de concursos?

Para ser aprovado foi preciso obter, pelo menos, dez pontos na redação; 40 pontos no conjunto das quatro questões; e 50 pontos no cômputo total da prova discursiva. 

Provas Discursivas: saiba tudo sobre a estética do texto

Avaliação de títulos

Foram convocados para a etapa de avaliação de títulos os candidatos não eliminados e classificados na fase anterior. Esta etapa teve caráter classificatório e valia até 10 pontos - ainda que a soma dos títulos apresentados fosse superior a esse valor.

Como pontuar na prova de títulos do concurso

⇒ Confira os títulos aceitos na tabela 12.3 do edital

A nota final no concurso foi composta pelo somatório das notas nas provas objetiva, discursiva e na avaliação de títulos. 

TCE-RJ (Foto: Divulgação)
Concurso terá oferta de 40 vagas para analistas
(Foto: Divulgação)

Próximo concurso do TCE-RJ deve sair este ano

O novo concurso para analistas do TCE-RJ foi autorizado em março deste ano e já teve comissão organizadora formada. O grupo trabalha agora na elaboração do projeto para definir a distribuição das vagas pelas especialidades. 

TCE-RJ forma comissão organizadora do concurso para analistas

Já se sabe que a oferta total vai somar 40 vagas. FOLHA DIRIGIDA questionou o tribunal sobre um documento que circula na internet com uma possível distribuição dessas oportunidades, mas o órgão não quis confirmar a informação.

A expectativa é que sejam contempladas oportunidades em TI, Administração em Saúde, Controle Externo, Direito e outras, assim como no edital anterior. 

Ainda não há previsão oficial de quando o edital será publicado, mas a presidente do tribunal, Mariana Montebello, afirmou que os recursos para o provimento dos cargos estão previstos no Orçamento de 2019. 

Ao ingressar na carreira de analista de controle externo, o servidor recebe vencimento-base de R$7.410,17 mais a gratificação de controle externo de R$6.298,64, que somam um ganho total de R$13.708,81. Ainda são concedidos:

  • auxílio-alimentação - R$1.064,80
  • auxílio-saúde - R$726
  • auxílio-transporte - R$314,60
  • auxílio-educação - R$1.174

O último corresponde ao valor concedido a cada dependente. O limite é de até três pessoas. Os ganhos ainda aumentam com as progressões na carreira.