Folha Dirigida Entrar Assine
Após morte de candidato, concurso Susipe-PA para agente é suspenso

Após morte de candidato, concurso Susipe-PA para agente é suspenso

O concurso da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará foi suspenso após a morte de um candidato no TAF.

O concurso público da Susipe-PA para o cargo de agente prisional foi suspenso. O comunicado da paralisação foi divulgado no Diário Oficial do Pará e no site da AOCP, organizadora, nesta segunda-feira, 29. O anúncio veio logo após a morte de um candidato no Teste de Aptidão Física (TAF).

De acordo com o comunicado, o concurso foi suspenso "considerando os fatos ocorridos durante a realização da etapa do Teste de Aptidão Física – TAF". O documento reforça ainda que ficará paralisado até ulterior deliberação. A assinatura é da Secretária de Estado de Administração (Sead), em exercício, Ruth Pina.

A Sead-PA emitiu uma nota referente ao ocorrido no teste físico do concurso da Susipe-PA. De acordo com a secretaria, o candidato Ismael Lauane Sousa veio a óbito após a realização do TAF. O exame foi realizado na última segunda-feira, 22, em Castanhal.

De acordo com o edital de convocação, o TAF foi aplicado entre os dias 21 e 23 de outubro nas cidades de Belém, Castanhal, Marabá, Santarém e Altamira. Segundo a Sead-PA, "os candidatos foram acompanhados por equipe médica e uma UTI Móvel esteve disponível durante todo o período de realização das provas."

A secretaria reforçou ainda que o candidato apresentou o laudo de um médico particular, comprovando a sua aptidão para a realização dos testes. Essa foi uma obrigatoriedade da seleção. Somente participaram do TAF os candidatos que apresentaram o laudo médico. 

"Os candidatos poderiam levar água e comida para hidratação e alimentação e foram disponibilizados bebedouros para reposição de água", informou a Sead, que já havia antecipado que o concurso seria suspendo nesta segunda-feira, 29, até que os fatos sejam apurados.

"Finalmente, em nome do Governo do Estado, a Sead solidariza-se com a família do candidato e reafirma seu compromisso com a lisura e transparência do certame, que será suspenso através de edital  que será publicado na próxima segunda-feira, 29, até a apuração dos fatos."

Organizadora do concurso, AOCP se manifesta sobre o ocorrido

A reportagem de FOLHA DIRIGIDA conversou nesta segunda-feira, 29 de outubro, com a organizadora do concurso da Susipe-PA, a AOCP. A banca confirmou a suspensão da seleção para o cargo de agente e enviou uma nota oficial à imprensa sobre a morte do candidato no TAF.

Segundo a organizadora, o TAF foi realizado na segunda-feira, 22, e o candidato veio a óbito no dia seguinte. A AOCP informa que o candidato Ismael sentiu-se mal durante o exame e foi imediatamente atendito pela equipe médica da UTI móvel.

Os médicos locais que eram responsável pelo suporte ao teste físico efetuaram os cuidados necessários, segundo a banca, e a equipe da UTI móvel realizaram o transporte do partiicpante até a unidade de atendimento de saúde do município de Castanhal.

"A AOCP confirma que todos os candidatos que realizaram o teste apresentaram atestado médico, incluindo Ismael. Ainda não há previsão de retomada, até que a apuração dos fatos seja finalizada. A organizadora do concurso informa, ainda, que, durante o período em que os candidatos estiveram aguardando a realização das provas e entre os testes aplicados, eles puderam utilizar os bebedouros do local, bem como não houve qualquer tipo de restrição quanto à possibilidade do candidato se alimentar. A AOCP CONCURSOS reitera o seu pesar e presta condolências aos familiares e amigos."

Candidato morre após TAF do concurso para agente da Susipe-PA (Foto: Divulgação)
Concurso da Susipe-PA é suspenso após morte de candidato
 (Foto: Divulgação)

TAF era a quarta etapa do concurso Susipe-PA

A realização do teste de aptidão física do concurso da Susipe-PA se caracterizava como a quarta etapa da seleção. Os candidatos convocados foram aqueles considerados aptos nos exames médicos, a terceira etapa de seleção.

Antes dessas duas etapas, os candidatos tiverram que passar pelas provas escritas (objetiva e discursiva), além da avaliação psicológica. No teste de aptidão física, foram cobrados exercícios que mediriam as condições físicas para desempenhar o cargo em questão, sendo:

  1. Teste dinâmico de barra fixa;
  2. Teste de impulsão horizontal;
  3. Corrida de 12 minutos.

Os aprovados seriam conduzidos para as próximas fases: avaliação de títulos, investigação de antecedentes e o curso de formação profissional. Com a paralisação do concurso, fica suspenso também o cronograma, que deverá ser retificado caso haja uma retomada.

O edital para o cargo de agente prisional foi divulgado em dezembro de 2017. São oferecidas 500 vagas para quem tem nível médio e carteria de habilitação categoria “D” ou “E”. Os contratados terão salário de R$ 2.435,10. O prazo de validade é de um ano e os contratos serão sob regime estatutário, que assegura a estabilidade.

Comentários