Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Órgão agiliza elaboração do edital para técnicos e analistas

O edital do concurso que será realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnicos e analistas previdenciários já está em fase adiantada de elaboração. Porém, para que seja efetivamente publicado ainda é necessário concluir o processo de escolha da empresa ou fundação organizadora. A expectativa é de que isto ocorra rapidamente, para que possa ser mantida a previsão inicial de liberar o documento no decorrer de junho.

O edital do concurso que será realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnicos e analistas previdenciários já está em fase adiantada de elaboração. Porém, para que seja efetivamente publicado ainda é necessário concluir o processo de escolha da empresa ou fundação organizadora. A expectativa é de que isto ocorra rapidamente, para que possa ser mantida a previsão inicial de liberar o documento no decorrer de junho.

A oferta será de 202 vagas, sendo 165 para técnicos e 37 para analistas. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analista, nível superior em qualquer área. Os vencimentos podem  chegar a R$2.298,65 para técnicos e R$5.448,82 para analistas, já considerando o valor máximo do benefício concedido como Prêmio de Incentivo à Qualidade (PICPREV) que pode ser de R$377,23 ou R$745,45, de acordo com avaliação trimestral da chefia do servidor.
 
Quem pretende participar já pode ir se preparando com base no conteúdo programático dos concursos anteriores. Para técnico o último ocorreu em 2011 e para analista, o primeiro e único para o cargo, ocorreu em 2009.Para técnico, o último contou com um total de 25.739 inscritos para a oferta de 156 vagas. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas. Para analista foram 8.027 inscritos para 74 vagas, sendo organizado pela Vunesp.

Nos concursos anteriores para técnico, o processo de seleção contou apenas com provas objetivas, mas já está certo que para o próximo também serão analisados títulos. Para os técnicos, o concurso contou com provas objetivas, análise de títulos e curso de formação. Para técnicos, a prova objetiva foi composta de 60 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática e Raciocínio Lógico e 20 de noções de Informática. Para analista foram 50 questões, sendo dez de Língua Portuguesa e 40 de Conhecimentos Específicos.   ´ 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações