Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Formada comissão do concurso para técnicos e analistas

Boa notícia para quem pretende participar do concurso que será  realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnico em gestão previdenciária e analista em gestão previdenciária. O órgão já nomeou a comissão do concurso, com o objetivo de agilizar  a elaboração do edital, previsto para ser divulgado até junho. Ao  todo serão oferecidas 202 vagas, sendo 165 para técnicos e 37 para analistas, de acordo com autorização do governador Geraldo Alckmin, divulgada em 27 de março. Para concorrer a técnico é necessário  possuir ensino médio e para analista, nível superior. Os salários iniciais chegam a R$2.298,65 para técnicos e R$5.448,82 para analistas, já considerando o Prêmio de Incentivo à Qualidade (PIQPREV).

Boa notícia para quem pretende participar do concurso que será realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnico em gestão previdenciária e analista em gestão previdenciária. O órgão já nomeou a comissão do concurso, com o objetivo de agilizar a elaboração do edital, previsto para ser divulgado até junho. Ao todo serão oferecidas 202 vagas, sendo 165 para técnicos e 37 para analistas, de acordo com autorização do governador Geraldo Alckmin, divulgada em 27 de março. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analista, nível superior. Os salários iniciais chegam a R$2.298,65 para técnicos e R$5.448,82 para analistas, já considerando o Prêmio de Incentivo à Qualidade
(PIQPREV).

O salário base do técnico é de R$1.544,20, mas os servidores podem receber o prêmio de R$377,23 ou R$745,45, aumentando, respectivamente, para R$1.921,43 e R$2.298,65. Para analistas, o prêmio também conta com os mesmos valores, elevando os salários para R$4.820,11 e R$5.488,82. A decisão de qual destas duas opções de complemento serão oferecidas para cada servidor cabe à chefia do funcionário, por meio de avaliação trimestral.A comissão do concurso é composta pelos seguintes servidores: Andréa de Sousa Camêlo Augusto; José Rodrigues de Oliveira; Fabio Fukayama; e Cristiane Bonilha.

Com a confirmação de que o edital deve ser publicado em breve, os interessados já podem dar início aos estudos com antecedência, tendo como base os conteúdos programáticos de concursos anteriores para o respectivo cargo. Para técnico já foram realizados dois concursos, em 2009 e 2011, organizados, respectivamente, pelas Fundações Vunesp e Carlos Chagas. Para analista, apenas um, organizado pela Vunesp. No concurso para técnico em 2011 foram registrados 25.739 inscritos para a oferta de 156 vagas e para analista, em 2009, 8.027 para 74. Porém, no primeiro concurso para técnico, em 2009, foram 66.469 inscritos para 250 vagas.

No concurso de 2011, a prova objetiva foi composta de 60 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática e Raciocínio Lógico e 20 de noções de Informática. Porém, para o próximo já está confirmado que haverá uma segunda fase, composta de avaliação de títulos. Para analistas, o processo de seleção conta com três fases, com provas objetivas na  primeira, avaliação de títulos na segunda e curso de formação na última. A prova objetiva do último concurso contou com 50 questões, sendo dez de Língua Portuguesa e 40 de Conhecimentos Específicos.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações