Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Edital previsto para ser publicado no decorrer da semana

A publicação do aguardado edital do concurso que será realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnicos e analistas previdenciários depende apenas do fechamento do prazo de inscrições, que está sendo negociado com a organizadora, a Fundação Carlos Chagas. A intenção é de que isto seja fechado a qualquer momento, uma vez que o órgão pretende publicar o documento ainda no decorrer desta semana, para que as inscrições passem a ser recebidas ainda no início de junho. A oferta será de 202 vagas, sendo 165 para técnicos e 37 para analistas. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analistas, nível supeior. Os vencimentos podem chegar a R$2.298,65 para técnicos e R$5.448,82 para analistas.

A publicação do aguardado edital do concurso que será realizado pela São Paulo Previdência (SPPrev) para os cargos de técnicos e analistas previdenciários depende apenas do fechamento do prazo de inscrições, que está sendo negociado com a organizadora, a Fundação Carlos Chagas. A intenção é de que isto seja fechado a qualquer momento, uma vez que o órgão pretende publicar o documento ainda no decorrer desta semana, para que as inscrições passem a ser recebidas ainda no início de junho. A oferta será de 202 vagas, sendo 165 para técnicos e 37 para analistas. Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analistas, nível supeior. Os vencimentos podem chegar a R$2.298,65 para técnicos e R$5.448,82 para analistas.

O documento deverá indicar a distribuição de vagas pelos locais de atuação. Os interessados devem ficar atentos, uma vez que, assim que publicado o edital, as inscrições poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da Fundação Carlos Chagas. Os interessados também poderão comparecer nas unidades do Poupatempo e Infocentros, que oferecem internet gratuitamente, pelo programa Acessa São Paulo. As taxas  serão de R$39 para técnicos e R$62 para analistas.

Para os técnicos, o processo de seleção contará com duas fases, com  provas objetivas e análise de títulos. Está é a primeira vez que são aceitos títulos para o cargo, uma vez que nos dois concursos já realizados, a seleção foi composta apenas de provas objetivas. No último, em 2011, foram registrados 25.739 inscritos para a oferta de 156 vagas. A expectativa é de que os conteúdos programáticos sejam mantidos, uma vez que o concurso é recente e também foi organizado pela Fundação Carlos Chagas. A parte objetiva contou com 60 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática e Raciocínio Lógico e 20 de noções de Informática.

Para os analistas, a seleção contará com provas objetivas, análise de títulos e curso de formação. Este será o segundo concurso para a carreira. O primeiro ocorreu em 2009 e contou com 8.027 inscritos para 74 vagas. A organizadora foi a Fundação Vunesp. A parte objetiva foi composta de 50 questões, sendo dez de Língua Portuguesa e 40 de Conhecimentos Específicos. As contratações serão feitas de acordo com o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações