Folha Dirigida Entrar Assine

Rio cria 8 mil cargos de professor e pode abrir novo concurso

Prefeitura do Rio de Janeiro cria 8 mil cargos de professor adjunto de educação infantil. Vagas exigem nível médio.

Matéria atualizada em 27/12/2018, às 11h40

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, sancionou o Projeto de Lei que cria oito mil novos cargos de professor adjunto de educação infantil para a Secretaria de Educação (SME-RJ). A publicação foi no Diário Oficial do município desta quarta-feira, 26.

Conforme consta no documento, as vagas serão preenchidas por aprovados em concurso público e exigem formação de nível médio na modalidade Normal. A carga de trabalho é de 40 horas por semana e os salários podem chegar a R$4.364,83, dependendo do tempo de serviço e da titulação. 

Atualização: FOLHA DIRIGIDA entrou em contanto com a SME-RJ para saber se um novo edital de concurso será publicado ou se há possibilidade de as vagas serem preenchidas por aprovados em seleções anteriores. Em resposta, o órgão informou que os cargos serão providos por meio de uma nova seleção direciona para professores adjuntos. Saiba mais sobre o novo concurso no link!

► Confira a tabela de remuneração dos professores adjuntos de educação infantil:

Tempo de serviço Ensino médio Licenciatura curta Licenciatura plena Mestrado
Até cinco anos 2.455,35 2.749,99 3.079,99 3.449,59
Cinco a 8 anos 2.553,56 2.859,99 3.203,19 3.587,57
Oito a dez anos 2.655,71 2.974,40 3.331,32 3.731,08
Dez a 15 anos 2.761,93 3.093,36 3.464,56 3.880,31
De 15 a 20 anos 2.872,41 3.217,10 3.603,15 4.035,53
De 20 a 25 anos 2.987,31 3.345,79 3.747,28 4.196,96
Mais de 25 anos 3.106,80 3.479,62 3.897,17 4.364,83

O ingresso no cargo de professor adjunto se dará mediante aprovação em concurso com provas e análise de títulos. As seleções poderão realizadas de forma regionalizada, para preencher vagas distribuídas pelas Coordenadorias Regionais de Educação.

♦ O seu estudo para concurso precisa começar AGORA!

Escola na Taquara (Foto: J.P. Engelbrecht)
Professores vão atuar em várias unidades de educação da rede pública
​​​​​​(Foto: J.P. Engelbrecht)

Saiba mais sobre o cargo

Os professores adjuntos vão realizar tarefas relacionadas à Educação Infantil sob a orientação de um professor titular. As atividades vão desde o planejamento pedagógico até a avaliação do desenvolvimento das crianças de até 5 anos e 11 meses de idade. As atribuições incluem: 

Cursos preparatórios· garantir a execução das rotinas diárias das turmas de Educação Infantil, de acordo com o planejamento e com as orientações do professor titular;
· participar das atividades de cuidados essenciais referentes à alimentação, higiene, educação, cultura, recreação e lazer dos alunos;
· cumprir as orientações do professor titular da turma;
· realizar as rotinas diárias da turma, inclusive em situações de ausência do professor titular;
· contribuir com a construção do planejamento das atividades pedagógicas;
· assessorar professor no registro diário do comportamento e desenvolvimento dos alunos;
· participar, com o professor titular ou a equipe gestora, das reuniões com os pais e responsáveis;
· disponibilizar os materiais pedagógicos a serem utilizados nas atividades, conforme as orientações do professor titular;
. acompanhar os alunos em atividades sociais e culturais programadas pela unidade escolar.

Seeduc-RJ também prepara concurso

No âmbito estadual, a Secretaria de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ) também prepara um novo concurso público. A oferta prevista é de 1.720 vagas para professores de 16 horas em várias disciplinas. A maior necessidade são nas áreas de Matemática, Física, Sociologia e Filosofia.

Das oportunidades, 370 serão para contratação imediata e 1.350 para formação de cadastro de reserva. As lotações serão nas 13 regiões administrativas do Rio. A remuneração inicial da carreira é de R$1.435,35.

 





 

Comentários