À espera de concurso, Senado registra 1,4 mil cargos vagos este ano

Apenas em 2019, o Senado Federal já registrou 1.437 cargos vagos, que não podem ser supridos pois não há concurso em validade

Até novembro deste ano, o Senado Federal já acumulou 1.437 cargos vagos. Os números são de um levantamento divulgado pela Casa na quinta-feira, 7, referentes a aposentadorias, mortes e desligamentos de servidores.  À espera do novo concurso Senado, o órgão não tem como suprir essa carência.

Do déficit total, cinco são para advogado (nível superior em Direito), 246 para policial legislativo (nível médio) e 575 para analista legislativo (nível superior). Nessa última carreira, os postos em aberto estão divididos entre diversas áreas.

Com destaque para 230 vagas sem preenchimento na especialidade de Processo Legislativo. Todos esses cargos constam na autorização para abertura do próximo concurso Senado. O que é um indício de que a carência será parcialmente ocupada.

Isso porque o aval do presidente da Casa, Davi Alcolumbre, é para provimento de apenas 40 vagas imediatas mais cadastro de reserva. De forma que os aprovados excedentes possam ser convocados no decorrer da validade do concurso, a depender do orçamento disponível.

Senado apresenta número expressivo de cargos vagos a serem
preenchidos por concursos (Foto: Agência Senado)

 

As chances terão salários a partir de R$19 mil, podendo ultrapassar os R$30 mil, dependo do cargo. A lotação será em Brasília, no Senado Federal. As provas, no entanto, devem ser realizadas em todas as capitais do país, conforme ocorreu no último concurso para Casa. 

concurso Senado teve autorização divulgada em 3 de outubro. No dia seguinte, o presidente da Casa nomeou a comissão organizadora para prosseguir com os preparativos do edital. Os trabalhos do grupo já foram iniciados.

A Assessoria de Imprensa do Senado informou à FOLHA DIRIGIDA que o grupo realiza o levantamento de dados que nortearão as ações e atividades. 

+ Assine a Folha Dirigida e turbine sua preparação!
+ Vice-presidente do Senado questiona forma de autorização do concurso

Concurso Senado: comissão elabora projeto básico

No momento, a comissão organizadora trabalha na elaboração do projeto básico do concurso Senado. Tal documento, também conhecido como termo de referência, funciona como um espelho para o edital. 

Ele contém, por exemplo, dados sobre cargos, vagas, escolaridades, salários, etapas de seleção e cronograma. Segundo a Assessoria de Imprensa da Casa, o projeto básico também indicará o modelo de contratação da banca organizadora. 

Depois que o documento estiver pronto, serão recebidas propostas de diferentes instituições do mercado. Normalmente, os editais de concursos públicos só são publicados após a contratação da banca organizadora

Questionada, a Assessoria de Imprensa do Senado não revelou um prazo para a divulgação do edital. O setor disse apenas que "após a contratação da entidade organizadora do concurso é que será elaborado edital e publicado". 

+ Concurso Senado: comissão levanta dados e elabora projeto básico
+ Como iniciar o estudo para o concurso Senado? Especialista responde!

Concurso terá vagas para níveis médio e superior

Das oportunidades autorizadas para o concurso do Senado, 24 serão para técnico legislativo, na especialidade de policial legislativo. O cargo exige somente o ensino médio completo e oferece salário inicial de R$19.573,46. 

Haverá ainda quatro chances para advogado, cujo pré-requisito será o nível superior em Direito. A remuneração, nesse caso, será de R$33.003,05. 

concurso Senado terá também 12 vagas para analista legislativo, em especialidades que exigem nível superior em áreas específicas. Elas estarão divididas pelas áreas de: Administração (duas), Arquivologia (uma), Assistência Social (uma), Contabilidade (uma), Enfermagem (uma). 

Assim como Informática Legislativa (uma), Processo Legislativo (uma), Registro e Redação Parlamentar (uma), Engenharia do Trabalho (uma), Engenharia Eletrônica e Telecomunicações (uma). Os salários serão de R$25.764,85. 

Os valores já contam com as gratificações e R$982,28 de auxílio-alimentação. Os servidores ainda têm direito a R$147,83 de auxílio-transporte, R$676 de assistência médica e odontológica, R$831,95 de assistência pré-escolar, exames periódicos, além de capacitações. 

O último concurso do Senado ocorreu em 2012. O edital trouxe a oferta de 246 vagas para os níveis médio (93), médio/técnico (11) e superior (142).

Os ganhos chegaram a R$13.833 para técnico legislativo, R$18.440 para analista e R$23.826 para consultor. Os participantes foram avaliados por provas objetivas e discursivas.



Comentários