Concurso Semace: governo prevê edital com 40 vagas em 2020

Com comissão formada desde agosto deste ano, o concurso Semace deverá ter seu edital divulgado em 2020, com 40 vagas, segundo o governo.

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace) prepara uma nova seleção pública. Na última segunda-feira, 25, o governador Camilo Santana confirmou ao portal de notícias do G1, que o edital do concurso Semace deverá ser publicado em 2020.

Ainda de acordo com o G1, o superintendente da Semace, Carlos Alberto Mendes, afirmou que o concurso deverá contar com 40 vagas para o cargo de fiscal ambiental, de nível superior.

Ainda segundo o superintendente, a proposta também inclui a disponibilização de 250 policiais, que já atuam no Batalhão de Polícia Ambiental, e que poderão atuar como fiscais, em ações de fiscalização, quando necessário.

"Estamos fazendo uma minuta de lei e vamos submeter isso para a Casa Civil e depois para a Assembleia Legislativa, e vamos colocar dentro do sistema o Batalhão da Polícia Ambiental. Serão mais 250 homens para atuar como fiscais, podendo gerar auto de infração, e também teremos 40 vagas autorizadas para cargos dentro da Semace", destacou o superintendente, de acordo com o G1.

Semace prepara novo concurso público (Foto: Divulgação)
Concurso Semace tem comissão formada
(Foto: Divulgação)

 

Desde agosto deste ano, o concurso Semace tem uma comissão organizadora. A equipe está responsável por levantar o número de cargos vagos na Semace e as oportunidades que serão oferecidas no próximo edital, assim como o processo de escolha da banca organizadora.

A comissão é presidida pelo servidor Ulisses Costa de Oliveira e conta ainda com os seguintes servidores: Carolina Braga Dias, Ana Maria Maia, Tiago Bessa Aragão, Virgínia Adélia Rodrigues Carvalho e Delania Aguiar Lôbo.

Último concurso Semace ocorreu em 2009

O último concurso Semace ocorreu há dez anos, em 2009. Ao todo, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará ofereceu 122 vagas, em cargos de nível superior. O salário inicial era de R$1.641,72 mais a Gratificação por Desempenho Ambiental (GDAM), podendo a remuneração passar de R$2.400.

Do total de vagas, 62 foram para a carreira de fiscal ambiental, 51 para gestor ambiental e nove para procurador autárquico. Os aprovados teriam que cumprir com jornada de 40 horas. O concurso teve a organização da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab).

Inicie seus estudos com materiais exclusivos

Para se inscrever, foi preciso ter o nível superior na área de interesse, sendo aceitos diplomas de: Arquitetura, Biologia, Engenharia (diversas), Direto (apenas o procurador), Geografia, Geologia, Química Industrial, Tecnologia em Gestão Ambiental, Tecnologia em Processos Químicos, Tecnologia em Saneamento Ambiental, Estatística, Pedagogia, Psicologia, Química, Serviço Social, Sociologia e Turismo.

Para os cargos de fiscal e gestor ambiental, o concurso Semace teve duas fases, sendo elas prova objetiva e avaliação de títulos. Já o cargo de procurador autárquico contou com três etapas, acrescentando apenas uma prova discursiva.

Comentários