Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Confira as dicas de Informática para o concurso da Secretaria da Fazenda

Preparar-se para o concurso é um exercício de repetição, através de foco e questões das provas passadas. Para o professor de Informática, Luiz Rezende da Alfacon Concursos Públicos, o estudo deve ser o mais direcionado possível. “Costumo dizer aos meus alunos que estudar menos do que o necessário não garante um bom resultado, mas estudar além daquilo que tradicionalmente é abordado pela banca organizadora também não garante, pois para concursos aquilo que é abundante atrapalha”, auxilia.  

Preparar-se para o concurso é um exercício de repetição, através de foco e questões das provas passadas. Para o professor de Informática, Luiz Rezende da Alfacon Concursos Públicos, o estudo deve ser o mais direcionado possível. “Costumo dizer aos meus alunos que estudar menos do que o necessário não garante um bom resultado, mas estudar além daquilo que tradicionalmente é abordado pela banca organizadora também não garante, pois para concursos aquilo que é abundante atrapalha”, auxilia.
 
Segundo o especialista, “as questões elaboradas pela banca da Fundação Vunesp costumam manter um programa de informática padrão, elaborando questões mais simples que focam na aplicação de programas”, explica. Isso costuma igualar muito a pontuação final dos candidatos, tanto daqueles que estudaram com afinco quanto os que não se dedicaram muito. Ao se preparar para o concurso, o candidato deve manter uma atenção extra ao sistema operacional do Windows 7, que geralmente é abordado. O foco deve ser na manipulação de arquivos e pastas, assim como nativos do Windows, também focando nos aplicativos de edição de textos, planilhas e apresentações do pacote do Microsoft Office 2010 (respectivamente MS Word, MS Excel e MS Powerpoint), além dos serviços de hipertexto e e-mail na internet.
 
Isso se diferencia no método utilizado pela Fundação Carlos Chagas, que organizou o concurso de 2010. “No caso da FCC, ela é caracterizada por ter uma banca mais técnica, por isso as questões são mais complexas e conceituais”, relata. De acordo com o professor, isso se mostra evidente na pontuação final dos candidatos, que pelo grau de dificuldade mesmo para nível médio costuma diferenciar evidentemente os candidatos que estavam preparados daqueles que não estavam. Para se preparar, o candidato deve se manter atento em temas como os serviços de protocolos da Internet e Intranet, como hipertexto, e-mails e transferência de arquivo, além de redes de computadores, focando na análise de arquitetura, escopo, topologia e hardwares de redes e de segurança da informação. E-mails maliciosos, firewall e certificação digital também são os mais abordados pela banca.
 
Para ajudar os candidatos a entender o funcionamento das duas bancas, o professor finaliza. “Enquanto a Fundação Carlos Chagas é mais técnica e utiliza uma linguagem mais acadêmica nas questões, desenvolvendo analises conceituais dos tópicos de informática, a Fundação Vunesp é mais "coloquial", utilizando uma linguagem mais próxima do usuário padrão do computador, trazendo questões mais diretas e relacionadas ao uso de programas”, explica.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações