Sai edital do concurso Sefaz-DF com 120 vagas e ganhos até R$14,9 mil

Saiu o edital do concurso Sefaz-DF, com 120 vagas para a carreira de auditor fiscal da receita, que conta com ganhos de até R$14,9 mil.

Saiu o edital do concurso Sefaz-DF. O documento foi publicado nesta terça-feira, 17, no Diário Oficial do Distrito Federal, e traz as 120 vagas previstas, sendo 40 imediatas e mais 80 para a formação de cadastro de reserva, na carreira de auditor fiscal da receita. Os ganhos chegam a R$14,9 mil.

Das 40 vagas imediatas, 24 são destinadas à ampla concorrência, oito reservadas a candidatos negros e oito para pessoas com deficiência. Já no cadastro de reserva, 48 são para a concorrência geral e 16 reservadas a negros e deficientes.

Para concorrer ao cargo de auditor fiscal da receita do Distrito Federal, os interessados devem apresentar nível superior completo, em qualquer área de formação ou habilitação legal equivalente. Os aprovados irão atuar com jornadas de 40 horas e terão remuneração de R$14.970.

enlightenedConfira planilha de estudos para o concurso Sefaz-DF 2019

Inscrições serão abertas em novembro

As inscrições para o concurso Sefaz-DF poderão ser realizadas no período entre 10h do dia 22 de novembro e 18h do dia 19 de dezembro, por meio do site do Cebraspe, organizador da seleção.

Para se inscrever, será preciso pagar uma taxa de R$55, até o dia 20 de dezembro. Candidatos doadores de medula óssea, eleitores que tenham prestado serviço eleitoral ou que exerçam a atividade de comissário ou agente de proteção da infância e da juventude no Distrito Federal poderão solicitar a isenção da taxa.

Os pedidos de isenção serão aceitos no período entre 10h do dia 14 e 18h do dia 18 de outubro, por meio do site do Cebraspe.

Acesse o edital do concurso

Concurso Sefaz-DF terá até três etapas

Os candidatos do concurso Sefaz-DF serão avaliados em até três etapas, sendo elas: provas objetivas, provas discursivas e avaliação de vida pregressa. O primeiro exame, de múltipla escolha, está previsto para ocorrer no dia 2 de fevereiro de 2020, no turno da tarde. 

A prova objetiva será dividade entre I e II, somando 160 questões no total. A primeira parte terá 80 questões, com a seguinte distribuição: 

Língua Portuguesa (dez); Conhecimentos sobre o Distrito Federal (duas); Contabilidade Pública (oito); Direito Administrativo (dez); Direito Constitucional (dez); Direito Civil (dez); Direito Empresarial (dez); Direito Penal (dez); Economia e Finanças Públicas (dez); Tecnologia da Informação (dez); e Matemática Financeira, Estatística e Raciocínio Lógico (dez).

Já a segunda também terá 80 questões, que serão distribuídas por disciplinas específicas, sendo elas: Auditoria Fiscal do ICMS e do ISS (20); Contabilidade Geral e Contabilidade de Custos (15); Direito Financeiro (cinco); Direito Tributário (15); e Legislação Tributária (25).

Sai edital do concurso Sefaz-DF (Foto: Divulgação)
Sefaz-DF divulga edital com 120 vagas para auditor (Foto: Divulgação)

 

Será aprovado nas avaliações objetivas quem alcançar, no mínimo, 48 acertos na avaliação I, de Conhecimentos Básicos, e 48 acertos no exame II, de Conhecimentos Específicos. Serão convocados para a prova discursiva os 216 primeiros candidatos aprovados, na ampla concorrência.

A prova discursiva terá duração de quatro horas e será aplicada na data provável de 12 de abril de 2020, no turno da tarde. O exame terá dez pontos no total.

A avaliação terá duas partes, sendo a primeira uma dissertação de, no mínimo, 30 linhas, e, no máximo, 60 linhas, no valor de cinco pontos. Já a segunda parte será composta por duas questões, a serem respondidas em, no mínimo, dez linhas e, no máximo, 20 linhas cada, no valor de 2,50 pontos, totalizando cinco pontos.

Para ser aprovado na prova discursiva será preciso obter cinco pontos ou mais. Os habilitados serão convocados para a última fase do concurso Sefaz-DF, a avaliação de vida pregressa. Para ser aprovado na seleção será preciso obter nota final igual ou superior a seis pontos.

Assinatura FOLHA DIRIGIDA

Convocações ainda em 2020

De acordo com o edital, os 20 primeiros candidatos serão nomeados no primeiro semestre de 2020 e os 20 próximos candidatos serão nomeados no segundo semestre do mesmo ano. O cadastro de reserva será usado durante o prazo de validade do concurso, que será de dois anos, cabendo prorrogação por igual período.  



Comentários