Secretários discutem concurso para agente penitenciário do Amazonas

O concurso para agente penitenciário do Amazonas, que terá 1.700 vagas efetivas, foi pauta de reunião realizada na Secretaria de Administração nesta quinta, 15.

Os preparativos para o concurso de agente penitenciário do Amazonas já estão em andamento na Secretaria de Administração (Sead-AM) do estado. A seleção foi pauta de uma reunião realizada na quarta-feira,14, entre o Secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar Cleitman Rabelo Coelho, e a secretária da Sead, Angela Bulbol de Lima. 
 
De acordo com informações da Seap, durante o encontro foi discutido o plano de cargos da função de agente penitenciário, além do levantamento de vagas e os preparativos para o concurso. Conforme divulgado anteriormente pelo Secretário de Segurança, por Bosco Saraiva. A previsão é de que o concurso ofereça 1.700 vagas para agente, que exige formação em nível médio.
 
Secretários discutem concurso para agente penitenciário
(Foto: Divulgação)
 

Concurso foi anunciado em dezembro

O concurso para agente penitenciário da Seap-AM foi anunciado pelo vice-governador e Secretário de Segurança,  Bosco Saraiva, em dezembro do ano passado e foi ele também quem deu a previsão de oferecer 1.700 vagas. Com a nova seleção, a pretensão é encerrar os contratos de co-gestão terceirizados e retomar o controle total do sistema prisional do Amazonas.
 
O último edital para este cargo foi lançado há mais de 30 anos, o que reforça a necessidade de contratar mais servidores a aumenta a expectativa para que o edital saia ainda em 2018. 
 
“Nossos servidores estão com 35 anos de carreira e estão todos prontos para se aposentar. Com o novo concurso, vamos iniciar o processo de preparação dos novos agentes penitenciários para atuar na capital e no interior", declarou o governador do estado. 

Sistema prisional tem déficit de agentes penitenciários

O Amazonas é um dos estados brasileiros que menos tem concursados no quadro de agentes penitenciários. Apenas 27% dos servidores são efetivos, em contrapartida a 65% de terceirizados. Cargos comissionados e temporários correspondem a 6% e 2%, respectivamente.
 
Traduzindo esses números, o Amazonas tem apenas 65 agentes penitenciários concursados e 858 agentes de socialização. A relação é de um servidor para cada 9,7 presos, quando o desejável é de um para cada cinco presos. 

Material de preparação para o concurso

Quanto mais cedo começa a preparação, mais chances um candidatos tem de passar no concurso público. Por isso, confira o material disponibilizado pela FOLHA DIRIGIDA!
 
Baixe agora mesmo o seu e-book "10 erros que você não pode cometer em testes físicos para concursos", em parceria com o preparador Elon Junior.


Cadastre-se e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida

Comentários