Governo do Amazonas autoriza concurso público com 1.700 vagas para agente penitenciário

Governo do Amazonas prepara novo concurso público para agente penitenciário após 30 anos. Previsão de vagas é de 1.700, e edital em 2018

O fim do ano traz uma boa surpresa para os concurseiros do Amazonas. Conforme anunciado na página oficial do governo do estado, o governador em exercício, Bosco Saraiva, autorizou concurso público para agente penitenciário na última terça-feira, 19. A oferta prevista é de 1.700 vagas. 
 
Bosco Saraiva anuncia concurso para agente penitenciário
 
Segundo o governo do Amazonas, esse será o primeiro concurso para o cargo nos últimos 30 anos. Com isso, a pretensão é encerrar os contratos de co-gestão terceirizados e retomar o controle total do sistema prisional.
 
“Nossos servidores estão com 35 anos de carreira e estão todos prontos para se aposentar. Com o novo concurso, vamos iniciar o processo de preparação dos novos agentes penitenciários para atuar na capital e no interior", declarou o representante. 

Situação do concurso

As informações de Bosco Saraiva são de que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Casa Civil já estão trabalhando para a formalização do edital do concurso. O Governo do Amazonas também está trabalhando para a criação de três novos presídios no interior do estado, municípios de Manacapuru, Parintins e Tefé. O Estado também abriu processo de licitação para contratar empresa para terminar a obra da unidade de Maués. As quatro unidades representam mais 832 vagas no sistema prisional.
 

"E-book: "10 dicas para passar em concursos"

Como estudar para concurso público? No e-book "10 dicas para passar em concursos" William Douglas explica qual a melhor forma de se preparar. Veja aqui.

Comentários