Conheça as carreiras do próximo concurso Polícia Civil PE

Próximo concurso Polícia Civil vai contemplar as carreiras de escrivão, agente, perito e auxiliar de legista, todas de nível superior.

Um novo concurso Polícia Civil PE está nos planos do governo pernambucano e vai contemplar vagas de nível superior. Para auxiliar os futuros candidatos na escolha da vaga, FOLHA DIRIGIDA traz o perfil de cada carreira prevista. 

As oportunidades do edital deverão contemplar cargos de agente, escrivão e auxiliar de legista, além de peritos criminais e papiloscopistas. Os vencimentos iniciais chegam a R$9 mil.

Saiba mais sobre o concurso Polícia Civil PE

Concurso Polícia Civil PE terá vagas de nível superior

Em nota publicada no Diário Oficial de Pernambuco, o governo estadual informou que o concurso, se aberto, deverá preencher vagas nas carreiras de escrivão, agente, perito e auxiliar de legista.

Todas exigem nível superior e não possuem mais cadastro de reserva que possa ser utilizado para repor vacâncias. As carreiras de perito e auxiliar de legista, na verdade, fazem parte do quadro da Polícia Científica, que também compõe a estrutura da Segurança estadual. Conheça!

  • Agente de polícia
     

As atribuições desta carreira incluem cumprir mandados judiciais e custodiar presos; dirigir veículos policiais automotores; e operar equipamentos computacionais e de comunicação, bem como armamentos policiais. Também pode ser chamado de comissário.

Requisitos: nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B;
Remuneração: R$3.900;
Regime de trabalho: oito horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão o limite de ⅓ (uma hora de trabalho para três de descanso).

  • Escrivão de polícia
     

Este profissional atua no assessoramento, execução e controle de trabalhos relacionados à formalização dos atos de Polícia Judiciária. As atribuições incluem expedir certidões de ofício, realizar tarefas administrativas pertinentes às atividades cartorárias; responder pela guarda de bens, valores e instrumentos de crime; manter registro atualizado de estatísticas; etc.

Requisitos: nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B;
Remuneração: R$3.900;
Regime de trabalho: oito horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão o limite de ⅓ (uma hora de trabalho para três de descanso).

  • Auxiliar de legista
     

O trabalho, como o nome já sugere, está relacionado ao auxílio do médico legista. Este profissional recepciona o periciando, faz o embalsamento de corpos, confere a limpeza e guarda dos materiais nas salas de necropsia, digita laudos e despacha documentos, entre outras atividades.

Requisitos: nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B;
Remuneração: R$3.900;
Regime de trabalho: oito horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão o limite de ⅓ (uma hora de trabalho para três de descanso).

  • Perito criminal
     

O perito criminal atua em atividades administrativas e operacionais do órgão ou da unidade sob sua direção. Além de, obviamente, realizar a perícias criminais, é responsável por todas as investigações necessárias à complementação dessas perícias.

Requisitos: nível superior na área da respectiva especialidade e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B
Remuneração: R$9.157,64
Regime de trabalho: oito horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão o limite de ⅓ (uma hora de trabalho para três de descanso)

  • Perito papiloscopista
     

Semelhante ao perito criminal, mas este profissional é responsável por realizar a prova objetiva no campo da papiloscopia e representação facial humana. É ele que faz a identificação civil de indivíduos,  retrato falado, bem como perícias papiloscópicas em locais de crimes ou desastres, entre outras atividades.

Requisitos: nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B;
Remuneração: R$3.900;
Regime de trabalho: oito horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão o limite de ⅓ (uma hora de trabalho para três de descanso).

Perito Criminal (Foto: Polícia Civil PE)
Polícia Civil PE vai abrir novo concurso em breve
(Foto: Polícia Civil PE)


Novo edital para PC PE está em estudo

Os trâmites para viabilizar a realização do novo concurso Polícia Civil PE já foram iniciados. A própria instituição confirmou à reportagem da FOLHA DIRIGIDA que já estão sendo realizados os estudos preliminares. Porém, ainda não há uma previsão oficial a respeito da publicação do edital.

A expectativa é que isso ocorra ainda este ano, tendo em vista que os cargos que serão contemplados não possuem mais cadastro de reserva disponível. Ou seja, para suprir o déficit de pessoal nessas carreiras, a PC PE precisa, primeiro, homologar o novo concurso. 

A seleção foi pauta de uma reunião entre secretários do Estado e o chefe da instituição, Joselito Kehrle do Amaral, no último dia 10 de março. O encontro debateu diversos temas de interesse da categoria, entre eles a necessidade de contratações.

Assim que os estudos preliminares forem concluídos, o governo estadual deverá conceder autorização e uma comissão organizadora será formada para dar prosseguimento aos trâmites: contratação de uma banca, elaboração e publicação do edital.

Tenha acesso a mais de 650 mil questões e outros materiais de preparação para concursos!

Último concurso da Polícia Civil foi aberto em 2016

O último concurso da Polícia Civil PE foi aberto em 2016. Na verdade, foram publicados dois editais: um contemplando cargos da própria Polícia Civil e outro com vagas para a Polícia Científica de Pernambuco.

As seleções, apesar de possuírem cada uma seu edital, foram realizadas paralelamente. ambas sob organização do Cebraspe (antigo Cespe/UnB). 

Para a PC PE, foram oferecidas 650 vagas, sendo 100 para delegado, 50 para escrivão e 500 para agente. As remunerações chegavam a R$12.229,81, já contando com as gratificações.

No caso da Polícia Científica, foram 316 oportunidades distribuídas pelos cargos de médico legista (40), perito criminal em várias especialidades (56), perito papiloscopista (51), auxiliar de legista (73) e auxiliar de perito (96). Neste caso, os vencimentos chegavam a R$9.069,81.

Os candidatos foram submetidos a até oito etapas de avaliação, sendo elas: prova objetiva, prova discursiva, teste físico, avaliação psicológica, avaliação médica, investigação social e curso de formação. 

O exame de múltipla escolha compreendia de 60 a 100 questões sobre Conhecimentos Específicos e Conhecimentos Gerais. A primeira parte variava conforme o cargo e a segunda englobava:

  • Português
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Estatuto dos policiais civis de Pernambuco

Resumo do concurso Polícia Civil PE

Status: previsto
Nº de vagas: não definido
Cargos: escrivão, agente, perito e auxiliar de legista
Remunerações: R$3.900 ou R$9.157,64