Concurso São Gonçalo-RJ pode ter maior número de vagas na Educação

O secretário da Educação, Marcelo Azeredo, defendeu na última terça, 29, maior número de vagas no concurso São Gonçalo-RJ para a Educação.

O concurso São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, pode ter um maior número de vagas para a Educação. O pedido foi feito na última terça-feira, 29, pelo secretário da pasta, Marcelo Azeredo, durante a primeira audiência pública, na Câmara Municipal, para debater a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano Plurianual.

No cargo há um ano, o secretário de educação apresentou todo o orçamento por item, com previsão de aumento na oferta de vagas e concurso público dividido por polo regional.

"Hoje, temos uma dificuldade de professores para algumas áreas e, por isso, vamos realizar um concurso público por polo regional, desta forma a pessoa se inscreve para a região específica", explicou o secretário.

De acordo com o Marcelo Azeredo, as vagas para professor no concurso São Gonçalo-RJ para a Educação precisam aumentar, já que há um déficit desses servidores no município. 

"Vamos ampliar o número de vagas, que esta defasado no município, também com a parceria do governo do estado, com o compartilhamento e depois municipalização das escolas", disse o secretário.

Prefeitura de São Gonçalo prepara novo concurso para a Educação (Foto: Ascom Semed/Divulgação)
Concurso São Gonçalo-RJ tem nova comissão formada
(Foto: Ascom Semed/Divulgação)

 

Em setembro, foi formada a nova comissão organizadora do concurso São Gonçalo. A previsão é que boa parte das vagas seja para a área da Educação, que tem seleção prevista desde 2018.

Em julho de 2018, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura confirmou o concurso para a Educação de São Gonçalo e informou, na época, que já existia uma comissão cuidando dos preparativos da seleção. Com a nova equipe, o projeto básico e a contratação da banca organizadora serão agilizados.

Confira os cargos previstos

concurso São Gonçalo-RJ para a Educação deverá contar com vagas para as carreiras de professor I e II, inspetor de disciplinas e auxiliar de creche. Os requisitos para o magistério variam entre licenciatura, nível médio (normal) ou superior em Pedagogia. Já o auxiliar e o inspetor têm o nível médio como requisito.

Em outubro do ano passado, o secretário de Educação afirmou que também estão previstos cargos da área Administrativa, como o de agente de apoio técnico e funções de nível fundamental.

Já no dia 3 de setembro deste ano, o vereador Professor Paulo disse, na Câmara de São Gonçalo, que solicitou à Secretaria de Administração a inclusão, no próximo concurso, de profissionais para atuarem nas bibliotecas municipais. Segundo o setor de Comunicação: 

"Foi elaborado um projeto de lei para a criação do cargo (bibliotecário) no município".

Veja também:

Último concurso São Gonçalo-RJ foi em 2016

último concurso público da Educação de São Gonçalo foi realizado em 2016. Na época, foram oferecidas 355 vagas em diversos cargos. A seleção atraiu mais de 14 mil candidatos, sendo ao todo 14.789 inscrições homologadas.

Inicie seus estudos

As oportunidades foram para professor I, nas áreas de: Artes, Ciências, Educação Física, Geografia, História, Inglês, Espanhol, Francês, Português e Matemática. A exigência era a licenciatura plena na área específica. Já para  professor II, era preciso ter nível médio (normal) ou superior em Pedagogia

Além do magistério, o concurso contou também com vagas para orientador educacional e pedagógico, de nível superior, e inspetor de disciplinas, de nível médio. Os salários variaram entre R$788 e R$1.234,49

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, com questões de: Português, Fundamentos da Educação, Legislação e Conhecimentos Específicos. Houve também prova prática para os cargos de professor intérprete de Libras e Braille, além da avaliação de títulos.

São Gonçalo-RJ selecionou temporários

Sem um novo concurso, a Prefeitura de São Gonçalo realizou, em fevereiro deste ano, um processo seletivo para temporários. Na ocasião, foram oferecidas 389 vagas para a área da Educação, com oportunidades para diversos cargos.

O destaque da seleção foi a carreira de professor, com 351 vagas. Para docente I, foram 131 oportunidades, nas áreas de: Língua Portuguesa, Matemática, Língua Inglesa, História, Geografia, Ciências, Educação Física e Artes.

Foram oferecidas ainda vagas para docente II e de apoio educacional especializado. As demais oportunidades foram distribuídas pelos cargos de professor orientador educacional e pedagógico e auxiliar de creche.

Os candidatos foram avaliados por meio de prova de títulos. O contrato tem validade de dez meses, sem prorrogação, devendo terminar entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020. Os salários oferecidos na ocasião foram de R$998 (nível médio) e R$1.055,01 e R$1.395,26 (nível superior).

Comentários