Folha Dirigida Entrar Assine

Concurso Receita Federal 2019: órgão faz pedido com 2.153 vagas

O concurso Receita Federal 2019 foi pedido ao Ministério da Economia. Foram pedidas 2.153 vagas de auditor-fiscal e analista. Até R$20.123.

O concurso Receita Federal foi solicitado ao Ministério da Economia. A confirmação foi dada pela Receita Federal do Brasil (RFB) nesta terça-feira, dia 13, via Portal do Acesso à Informação. Segundo o órgão, foram solicitadas 3.314 vagas, sendo 2.153 para a própria Receita. Os ganhos podem chegar a R$20.123,53.

Exclusivamente para a Receita, foram solicitadas 1.453 vagas de analista-tributário e 700 de auditor-fiscal. Ambos os cargos são destinados a graduados em qualquer área. Para analista os ganhos são de R$12.142,39. Já o auditor-fiscal tem remuneração de R$21.487,09.

Nos valores já está somado o auxílio-alimentação, de R$458. A Receita Federal contrata pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

As demais 1.161 vagas são solicitadas para a Secretaria de Fazenda, antigo Ministério da Fazenda. Elas são divididas pelos cargos de assistente-técnico administrativo (904 vagas) e analista (257), de níveis médio e superior. A maior parte desses servidores atua na Receita Federal.

Confira o pedido de concurso Receita Federal

CARGO REQUISITOS REMUNERAÇÃO VAGAS
Analista tributário Nível superior em qualquer área R$12.142,39 1.453
Auditor-fiscal Nível superior em qualquer área R$21.487,09 700


A aprovação é muito aguardada, já que a Receita Federal não realiza concursos desde 2014. Em 2018, houve pedido de concurso com 2.083 vagas, divididas entre analista (1.453) e auditor (630).

No mesmo ano, o pedido foi aumentado para 5 mil vagas, por conta da necessidade de pessoal. Porém, a solicitação em trâmite foi arquivada.

No fim do ano passado, a Receita estava trabalhando com apenas 40% do efetivo necessário para atender todas as demandas.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal (Sindireceita), o quadro de pessoal da RFB contava com 28.158 servidores, sendo 9.274 auditores-fiscais e 6.643 analistas-tributários. 

Receita Federal pede novo concurso (Foto: Receita Federal)
Receita Federal pede novo concurso em 2019 (Foto: Receita Federal)

Concurso Receita Federal vem sendo cobrado pelos servidores

Em março deste ano, a Administração da RFB se reuniu para debater sobre a reorganização administrativa do órgão.

A decisão foi de que unidades com menos de 100 servidores seriam absorvidas ou transformadas. O que se manteria no primeiro momento seriam as estruturas físicas, para evitar que algum servidor seja removido de seu atual local de trabalho.

Na época, o diretor de Políticas de Classe e Cultura Profissional da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip-Rio), Marcílio Henrique Ferreira, informou à FOlHA DIRIGIDA que havia uma cobrança interna por concurso e que várias unidades solicitaram reforço de pessoal.

Quer estudar para concursos por menos de 1 real por dia? 

Segundo o diretor, o fechamento de unidades visa otimização do trabalho, mas pode acarretar em mudanças negativas para o serviço de atendimento.

“Isso implicará no afastamento entre a Receita e o contribuinte. Apesar de ter um melhor aproveitamento dos recursos humanos, que são cada vez menores, haverá uma queda na qualidade do atendimento, disse Marcílio Ferreira.

Lembre como foram os últimos concursos da Receita Federal

A Receita Federal realizou seus últimos concursos em 2012 e 2014. A seleção de 2012 foi para analista-tributário. Os candidatos passaram por provas de Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Direito Constitucional e Administrativo e Administração Geral.

Já o concurso Receita de 2014 foi para a carreira de auditor-fiscal. Neste, as provas abordaram Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Administração Geral e Pública, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Auditoria, Contabilidade Geral e Avançada, Legislação Tributária e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

A organizadora responsável pelos dois concursos foi a Esaf, mas a banca não ficará mais à frente dos concursos da Receita Federal. Isso porque resolução do Comitê Estratégico de Governança da Fazenda (CEG), publicada em agosto do ano passado, determina que a Esaf seja responsável apenas pela contratação e fiscalização de bancas organizadoras para as primeiras etapas dos concursos para órgãos fazendários, não se responsabilizando mais pelas provas objetiva e discursiva.

A publicação informa ainda que a Esaf ficará encarregada somente pela aplicação do curso de formação. 

Quer iniciar seus estudos para Receita Federal e não sabe por onde começar? Assista: 

ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Comentários