Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Preparativos seguem no prazo, diz o chefe da comissão

Pelo fato da Consultoria Jurídica do Ministério da Justiça não ter emitido a tempo o seu parecer sobre a contratação da organizadora da seleção, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não conseguiu divulgar no mês de março o edital de abertura do concurso para 216 vagas de agente administrativo (nível médio), como estava previsto inicialmente. Apesar disso, de acordo com a chefe da comissão do concurso, Geovana Alves, os preparativos da seleção ainda estão dentro de um prazo que possibilita a homologação até 5 de julho, para que exista a possibilidade de nomear os aprovados ainda este ano, conforme determina a legislação eleitoral. Porém, a divulgação do edital em tempo hábil dependerá da atuação do Ministério da Justiça. É pouco provável, no entanto, que a publicação passe deste mês.

Pelo fato da Consultoria Jurídica do Ministério da Justiça não ter emitido a tempo o seu parecer sobre a contratação da organizadora da seleção, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não conseguiu divulgar no mês de março o edital de abertura do concurso para 216 vagas de agente administrativo (nível médio), como estava previsto inicialmente. Apesar disso, de acordo com a chefe da comissão do concurso, Geovana Alves, os preparativos da seleção ainda estão dentro de um prazo que possibilita a homologação até 5 de julho, para que exista a possibilidade de nomear os aprovados ainda este ano, conforme determina a legislação eleitoral. Porém, a divulgação do edital em tempo hábil dependerá da atuação do Ministério da Justiça. É pouco provável, no entanto, que a publicação passe deste mês.
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações