Novo concurso PRF pode ajudar a reduzir roubos de carga no Brasil - Folha Dirigida
Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Novo concurso PRF pode ajudar a reduzir roubos de carga no Brasil

Novo concurso PRF pode ajudar a reduzir roubos de carga no Brasil

Com déficit de 8,3 mil policiais e 22 mil roubos de cargas em 2018, um novo concurso para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) é necessário.

O alto número de 22 mil roubos de cargas no país, registrado no ano passado, é mais um dos fatores que evidenciam a falta de policiais nas estradas brasileiras. Com uma carência de 8.395 profissionais, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vê a necessidade de um novo concurso, ainda em 2019.

Segundo dados da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC), apesar de uma queda em 2018, o roubo de cargas se tornou, nos últimos seis anos, um modelo de negócio para quadrilhas de traficantes de drogas e facções criminosas devido à vulnerabilidade das estradas, falhas de segurança pública e lucratividade com as mercadorias

No entanto, a segurança que deveria ser garantida também pela PRF, não tem sido tarefa fácil. Com a missão de assegurar as rodovias federais e as áreas de interesse da União, a corporação vê seu efetivo abaixo do necessário.

De acordo com dados da própria PRF, divulgados pela Globo News em março deste ano, o efetivo de novembro de 2018 era de 10.029 servidores, quando o ideal seriam 18.424, resultando em uma carência de 8,3 mil policiais. Essas vacâncias são oriundas de aposentadorias, mortes, exonerações, transferências, entre outros motivos.

PRF sofre com grave déficit de pessoal (Foto: Divulgação)
Com déficit de policiais na PRF, roubo de carga chega a 22 mil
(Foto: Divulgação)

 

No levantamento, a Região Norte é quem mais sofre com esse déficit, que também é sentido por outras regiões. No Rio de Janeiro, por exemplo, eram necessários 1.110 policiais, mas apenas 821 estão atuando. Em entrevista a Globo News, o coordenador da SOS estradas, Rodolfo Rizzoto, apontou que o efetivo é praticamente o mesmo desde 1994.

Para ele, aumentou a malha rodoviária e os tipos de crimes que se cometem. Exemplo disso, são os roubos de cargas nos últimos anos. Em 2012, foram registrados 14.400 infrações deste tipo. Nos anos seguintes, o número chegaria a 25.950 (dado referente a 2017).

A redução em 2018, no entanto, se deu, principalmente, à intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro e suas operações do combate ao crime organizado. Desta forma, para atender todo o país, um novo concurso da PRF se mostra necessário para aumentar o efetivo da instituição.

Atualmente, a Polícia Rodoviária Federal está com um concurso em andamento. No entanto, as 500 vagas oferecidas não serão suficientes para amenizar o déficit de policiais na corporação.

PRF estuda pedido para novo edital

A Polícia Rodoviária Federal já reconhece a necessidade de reposição de pessoal e estuda um novo pedido de concurso. A confirmação foi dada à FOLHA DIRIGIDA, em março deste ano.

Segundo a Assessoria de Imprensa da corporação, um novo pedido já começou a ser elaborado, mas ainda não há previsão de quando será enviado ao Governo.

• Governo publica decreto sobre autorização de concurso

Embora esteja circulando imagens do pedido de 2014 na internet, a PRF nega já ter protocolado qualquer solicitação desde o útimo aval para 500 oportunidades. A corporação confirmou que enviará um novo pedido em 2019, "seguindo tradição", mas ainda não estima quantas vagas serão solicitadas. 

Comece a estudar e prepare-se para o concurso PRF
confira curso para o concurso PRF

O novo diretor-geral da PRF, Adriano Furtado, também já afirmou que pretende lutar pela realização de concursos públicos. Ele considera necessário abrir seleções anualmente. Desta forma, seria possível diminuir o déficit de policiais.

Em janeiro, Adriano esteve com representantes sindicais da carreira e foi receptivo às pautas propostas pela entidade. O presidente da FenaPRF pediu que Furtado lutasse junto ao governo para que sejam realizados concursos frequentes. Em 2018, o então diretor-geral da PRF, Renato Dias, confirmou que haveria um novo concurso em 2019





Concurso de 2018 da PRF segue em andamento

O edital do concurso PRF foi divulgado em 2018, com uma oferta de 500 vagas para o cargo de policial rodoviário. Para concorrer, foi preciso ter nível superior em qualquer área e idade entre 18 e 65 anos, além da carteira de habilitação, na categoria B ou superior.

As provas objetivas e a redação foram realizadas apenas nas cidades com vagas no concurso, nos estados do: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Atualmente, os candidatos aguardam o resultado final do Teste de Aptidão Física (TAF). A listagem ficará disponível a partir do dia 30 de abril para consulta no site do Cebraspe, o organizador da seleção.

Os aprovados realizarão outras etapas, como avaliações de saúde, psicológica e de títulos, além da investigação social e o curso de formação. Os habilitados em todas as etapas e que forem convocados receberão uma remuneração de R$10.357,88 (valor referente a 2019).

Acesse o grupo no Telegram


Comentários